terça-feira, 14 de dezembro de 2010

PV Franca premiado com Cartão Verde pelo PVSP

PV Franca prepara vitórias para 2011 e 2014


A seguir o texto de uma publicação e de um CD que serão apresentados na festa desta quinta-feira, dia 16 de dezembro, no PV-SP, em São Paulo, mostrando a trajetória de luta e o projeto de avanço do Partido Verde de Franca, um dos premiados neste encontro estadual dos Verdes.
1 ano após a fundação nacional do Partido Verde, o PV já começava sua história em Franca, aqui trazido pelo ecologista Padinha, repórter Antônio de Pádua, um dos fundadores nacionais em São Paulo. Com base no movimento ecológico francano, o PV nestes 20 anos de lutas conseguiu ser um partido de ponta por aqui na capital do café e dos calçados, a cidade dos basquete e da exportação, Franca, nordeste paulista, hoje um dos pólos de maior importância econômica do interior do Brasil.


10 anos depois, o PV Franca, lançando o escritor Luiz Cruz à Prefeitura, conquistaria mais espaço político, elegendo então sua primeira vereadora, Rita Reis: o PT fez na época o Prefeito e para formar a maioria seduziu esta cidadã, que a troco de favores pessoais passou para o PT e depois para o PFL, traindo o PV. Recentemente, ela perdeu processo por danos morais e financeiros na Justiça para o PV e agora finalmente terá que ressarcir o PV. Serve de exemplo de cidadania...


Com o crescimento estadual do PV em especial a partir da gestão de Regina Gonçalves e depois, com a liderança de Maurício Brusadin, o PV estruturou-se melhor em todas as regiões do Estado de São Paulo, no esquema inédito de Bacias Hidrográficas e conselhos regionais.
Por aqui em Franca, Bacia Hidrográfica 21, rolaram vários eventos, como dois encontros regionais, históricos, reunindo lideranças verdes de 61 cidades do nordeste paulista.


Entre eles, aconteceu o encontro estadual e nacional em Águas de São Pedro, marcando positivamente toda uma geração de verdes.
E logo depois, um megaevento do PV, no Memorial da América Latina em São Paulo, o Global Greens, reunindo Verdes de 89 países da Terra, algo que avançou enormemente o conteúdo das lutas e a força política do PV Brasil.



Neste clima, veio a eleição municipal de 2008...Na Bacia 21, o PV Franca usou com inteligência o 1 minuto na TV Record, entrando e mobilizando apoios em mais de 100 cidades do nordeste paulista. Neste trabalho, vários vereadores eleitos na região, e Cristiano Rodrigues, o jovem ecologista Crico teve boa performance eleitoral, ficando em 3º lugar e se tornando a principal força política da juventude em Franca.
Nesta mesma eleição, também pelo PV, o historiador José Chiachiri Filho foi um dos 10 candidatos a vereador mais votados na cidade, por poucos votos acabou por ficar como 1º suplente da Câmara Municipal.


Na evolução desta luta, Chiachiri, Gerson de Paula, Lurdinha, Crico, Cruz, Chuí, Helinho do Megafone, Marina...o time verde de Franca vai ficando mais forte. Também com o apoio na mídia e na rua do ecologista Padinha (Folha Verde News), um dos coordenadores regionais do PV.
 
Foi assim que se formou pós-20 anos de história de lutas uma equipe bem de ponta agora nas eleições de 2010: Crico (para deputado estadual) e José Alexandre (francano líder nacional dos produtores de alimentos orgânicos, para deputado federal). Além dos dois, uma trabalho paralelo de apoio a José Paulo Tóffano, já deputado federal, que não se reelegeu infelizmente por problemas de gravidade em sua cidade (Jaú), algo que já é tema do Conselho de Ética do PV em 2011.


Mas, a pauta do PV Franca agora em 2010, além de ultrapassar os 5% dos votos para deputado estadual e federal, teria bons resultados nas candidaturas majoritárias. Fábio Feldmann conseguiu grande repercussão para as idéias verdes ao Governo do Estado de São Paulo, tanto na mídia, como no coração do povo. Obteve boa votação e boa imagem para o PV também Ricardo Young, que passou dos 10% dos votos para o Senado, contradizendo as pesquisas que o colocavam aqui com apenas 1% da votação...




Aliás, as tais pesquisas manipuláveis e toda indústria de votos da velha política precisam ser mudadas na Reforma Política , urgentíssima para o avanço do PV e do próprio Brasil, em todas as regiões.


A política do PV se afasta da politicagem e se aproxima cada vez mais da cidadania: este fato também se deu com a conquista de cerca de 20% dos votos em Franca para a ecologista candidata a Presidente do país, Marina Silva. Pela primeira vez na história do PV Franca, 20% dos votos da população foram verdes!
E as tais pesquisas a colocavam com cerca de 5% dos votos apenas...


Se não fosse a velha estrutura eleitoral do Brasil, Marina Silva, em Franca r na maioria das cidades paulistas e brasileiras, teria conseguido passar para o 2º Turno e a história das eleições de 2010 seria outra, muito melhor para o PV e para o desenvolvimento sustentável do país, a bem da qualidade de vida do nosso povo.


De toda forma, com a líder nacional Marina Silva e com todas as lideranças verdes de respeito (Maurício Brusadin, Feldmann, Young, Penna, Sirkis, Gabeira e companhia ilimitada), a equipe verde avançará mais em sua estrutura partidária em 2011, preparando um PV de ponta e uma perfomance eleitoral melhor ainda em 2012 e em 2014.


No PV Franca, no PVSP e no Partido Verde de todo o Brasil isso não é só uma esperança e sim, planejamento para a vitória.

2 comentários:

  1. PV vai virando um partido de ponta no Brasil.

    ResponderExcluir
  2. Partido de ponta no Brasil o PV Franca precisa inovar. Inovar requer conectividade amorosa e beneficiadora para a aceitação do novo. Nova sou no PV, filiada desde junho 2007 e desde 2008 como Secretária de Formação, aprendendo que todo processo educativo tem começo e meio, e sendo infinito, continuamos acredito que um Outro Mundo é Possível (FSM 2002), com alegria como no Global Greens (2008) e perseverança como com a impugnação à candidatura à Vereadora (Franca, 2008).
    Abraços a todos,
    Angela M. M. Pimenta

    ResponderExcluir

Translation

translation