terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Campus Party 2011: Marina Silva defende internet pública gratuita

Líder verde também detalhou papel da rede em sua campanha presidencial

A reportagem especial de Cláudia Tozetto, para o iG e toda a rede mostra que a senadora Marina Silva (PV-AC) foi uma das palestrantes que mais motivaram os jovens no primeiro dia de painéis da Campus Party 2011, evento de tecnologia que acontece em São Paulo até o próximo domingo.
Ao responder as perguntas dos participantes da palestra, Marina defendeu que o governo brasileiro adote uma política que ofereça internet gratuita para a população. "Ela é necessária também para a formação dos estudantes, dos professores, é o que ajuda a estimular a inovação." Ela destacou o projeto de Tião Viana (PV), governador do Acre, que planeja disponibilizar redes Wi-Fi públicas gratuitas em todo aquele estado. Entre os 400 projetos discutidos no CP agora em São Paulo, esta ação verde  conseguiu destaque.

Marina defendeu web como ferramenta de liberdade e cidadania

O CP está sendo um evento de tecnologia e também de juventude

Al Gore: a defesa da democracia
Internet foi fundamental em campanha

Marina Silva também comentou a importância da internet em sua campanha presidencial, no ano passado. Segundo ela, a rede foi fundamental para a obtenção dos quase 20 milhões de votos que recebeu. A campanha de Marina incluiu um blog, um site oficial e uma equipe que ajudava Marina a atualizar seu perfil no Twitter. No final da campanha, a página chegou a 245 mil seguidores. "Pode parecer pouco para quem tem milhões de seguidores, mas investimos em uma interação viva com as pessoas", disse a ecologista em palestra na Campus Party 2011. No Facebook, mais de 98 mil pessoas curtiram a página oficial de Marina até agora.
"Todas as mensagens divulgadas pelo Twitter, ainda que não tivessem sido digitadas por mim, eram minhas", disse Marina. No início da campanha, a candidata contou com o apoio de cerca de 30 mil pessoas, que já integravam o Movimento Marina Silva. "A sociedade está mudando com a ajuda de meios de comunicação cada vez mais abertos e horizontais".
Por conta de sua popularidade na Internet, durante sua palestra na Campus Party 2011, Marina ficou em primeiro lugar nos trending topis do Brasil e chegou ao quarto lugar entre os trending topics mundiais.

Liberdade e cidadania da Internet

Sobre a polêmica em torno da neutralidade da Internet, assunto discutido intensamente por Tim Berners-Lee, o criador da web, e Al-Gore, que foi vice-presidente dos EUA na gestão Bill Clinton, Marina disse que o Congresso precisa de mais subsídios para discutir o tema. "O Marco Civil da Internet pode dar essa base para uma discussão sobre a regulação na internet, sem prejudicar o acesso livre e a liberdade de informação".


Falas que se destacaram no evento
“A Internet deve poder ser usada para qualquer coisa. A web não deve ser usada apenas para veicular boa poesia, até porque isso é subjetivo, mas deve ter literatura de todo jeito. A diversidade é fundamental. A web só funciona porque é descentralizada.”
TIM BERNERS-LEE

“Informação é poder. Governos livres não deveriam temer o poder das pessoas, mas infelizmente muitos deles tentam controlar e censurar a internet. Eu achei por muito tempo que seria impossível que eles conseguissem, mas várias nações estão conseguindo barrar o fluxo de informação que circula pela Internet.” AL GORE

"A realidade está mudando com a ajuda de meios de comunicação cada vez mais abertos e horizontais".

 MARINA SILVA


Fontes: iG
             http://folhaverdenews.blogspot.com/

Um comentário:

  1. Choveu muito na terça-feira em Sâo Paulo, houve quedas de energia bem no local do evento de high tech, porém, o que mais ficou ressaltado foi a Internet como linguagem dos jovens e também, como ferramnenta da liberdade de informação e da mudança da realidade, necessária para a criação do futuro. "É preciso muita energia prá isso", brincou Al Gore.

    ResponderExcluir

Translation

translation