sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Censura e prisão de escritores tibetanos na China

China escandaliza opinião pública mundial com mais este ato ditatorial contra o Tibet

Pequim, 7 jan 2011 - Três escritores tdo Tibet foram condenados a penas de três a quatro anos de prisão por escrever artigos acusados de serem "separatistas" em uma revista chinesa, denunciou comunicado da organização Repórteres Sem Fronteiras (RSF) nesta sexta-feira. Os condenados são Kalsang Jinpa, Jangtse Donkho e Buddha, eles receberam a sentença em um tribunal de Aba, na província de Sichuan, seis meses após terem sido detidos, de forma antidemocrática acrescentou a nota.
A RSF condenou a sentença, assegurando que o julgamento não havia oferecido as garantias necessárias aos acusados, e pediu ao Governo chinês a libertação dos três tibetanos, que escreveram artigos na revista "Shar Dung-Ri".
Para exemplificar o fato, citam que durante as audiências, os escritores, acusados ao que parece de forma ditatorial, não contaram com tradutores e no dia da sentença nem eles nem seus advogados puderam falar, denunciou esta organização que luta em defesa de repórteres e escritores perseguidos. A RSF espera que a Anistia Internacional intervenha a favor dos três intelectuais tibetanos.
O Tibet, fronteiriço à China, sob a liderança do Dalai Lama luta pela sua independência nacional, também pela liberdade religiosa e cultural, porém autoridades políticas chinesas enfocam esta situação como ilegal ou subversiva. Neste contexto está a prisão e a censura a Kalsang, Jangtse e Buddha. O Brasil sofreu muitos casos de censura e prisões de sindicalistas, estudantes, intelectuais ou artistas na época ditatorial (entre 1964 e 1986), inclusive o ex-Presidente Lula e a atual, Dilma Rousseff. Mas o nosso país infelizmente ainda não se manifestou sobre a ocorrência que contraria os direitos fundamentais do ser humano.
Fontes: EFE
            Uol
            http://folhaverdenews.blogspot.com/


A bandeira do Tibet e a marca da luta

Duas culturas bem diferentes entre si lado a lado

Dalai Lama com monges tibetanos e repórter italiano

Representante do PV de Tibet contatando pessoal da Folha Verde no Global Greens

Um comentário:

  1. Em 2008, no Memorial da América Latina em São Paulo, aconteceu o Global Greens, encontro de ecologistas e de integrantes do PV de 89 países: neste encontro, os verdes de Franca, que haviam lançado no evento um movimento pelo Tibet Livre receberam do seu representante uma bandeira tibetana, em forma de agradecimento pela iniciativa. Nosso editor Padinha em 2009 entrevistou Dalai Lama, com quem pôde conversar com exclusividade por 15 minutos no Aeroporto de Cumbica, na visita do líder tibetano ao Brasil, fazendo então uma matéria para o jornal Cidade, para a Rádio Bandeirantes e sites nacionais de notícias. Agora, a Folha Verde News mais uma vez se coloca ao lado do Tibet em mais este episódio de luta pela liberdade.

    ResponderExcluir

Translation

translation