sábado, 29 de janeiro de 2011

Franca, capital do basquete, faz crescer o jogo festa das estrelas da NBB

Neste sábado o desafio das estrelas, ontem as enterradas espetaculares e masters de ouro

Dirigentes da CBB e também a mídia esportiva do país, presentes em Franca no Poli, o templo do basquetebol de arte, o popular Pedrocão (em homenagem ao pioneiro do basquete Pedro Morila Fuentes) reconheceram a força da capital basqueteira do Brasil para fazer crescer mais ainda na mídia e na preferência dos torcedores brasileiros esta festa e esta modalidade de esporte. No final da primeira noite da festa, basqueteiros de Franca, representados por veteranos ou ex-jogadores como Chuí, Guerrinha, Robertão, Fausto, Hélio Rúbens, Fantinha, Vargas, venceram o jogo-desafio diante dos ex-atletas do também glorioso Sírio de São Paulo, porém, desfalcado de Oscar Schimdt e Carioquinha, que alegaram outros compromissos para não participerem. Na realidade, todos sabem que ambos nunca se deram bem com a torcida de Franca...
Mas as TVs e rádios mostrando ao vivo craques do momento do Novo Basquete do Brasil mostraram também no desafio nacional de habilidades a vitória de um outro francano, Fernando Penna, em cima de Nenzinho, um outro abusado arquirival de Franca, ex-armador do COC Ribeirão e atual da Seleção Brasileira.
O Torneio de Enterradas encerrou a disputa de habilidades pessoais do NBB, depois do Desafio de Habilidades e o Torneio de 3 pontos. Com a torcida empolgada no Pedrocão o ala-pivô Jordan Burger, do Paulistano/Amil (destacou-se muito o jovem pivô Lucas, do Vivo/Franca) e na final Jordan faturou o título do torneio pela primeira vez. Nesta competição, a mais aguardada da noite, cinco atletas foram a quadra e impressionaram a torcida francana com cravadas incríveis. A torcida vibrava a cada enterrada, mas quem avançou para a segunda fase foram Jordan, que em duas enterradas somou 94 pontos, e Lucas, com 87.
O pivô francano, inclusive, foi o responsável por uma das enterradas mais espetaculares da noite. Com um companheiro lançando a bola do alto da arquibancada, o jogador agarrou e cravou com força, levantando a torcida no Pedrocão. A enterrada valeu nota 10 de todos os cinco jurados. Mais um momento para a história do basquetebol de arte made in Franca.

Fernando Penna estraçalhou Nenzinho com a arte basqueteira de Franca

Demétrius também presente como Chuí e Guerrinha também técnicos hoje

O garoto Lucas, força da nova geração basqueteira, um flash de NBA no NBB

Comissão técnica e jogadores da Francana iniciam no domingo luta para resgatar a Francana de verdade

No futebol a Francana tenta resgatar a sua história por enquanto só na Série A3 do Paulista 

Enquanto isso, de maneira por enquanto bem mais modesta, a também histórica Associação Atlética Francana inicia em Bebedouro neste domingo às 11h pela Série A3 do Campeonato Paulista de Futebol, a luta em busca de resgatar suas boas jornadas no passado. Na cidade do basquete, de repente, também no futebol, com uma direção mais inspirada (Fahim, Alexandre Tabah, Éder Taques) a Veterana parte em busca da criação de uma nova e melhor realidade.

Fontes: gazetaespotiva.net
              http://folhaverdenews.blogspot.com

Um comentário:

  1. A gente fica contece com este sucesso da Festa das Estrelas do NBB na capital do basquete do Brasil, bem como, com a proposta da Francana de resgatar seu valor, sua hitória no futebol. Afinal, o esporte faz parte da ecologia da vida. E TVs nacionais mostrando para todo o país esta festa do interior é algo também de grande importância para todos.

    ResponderExcluir

Translation

translation