segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Greenpeace faz pesquisa mundial de tecnologia verde

O fato demonstra que além de high tech o consumidor atualmente é ligado em ecologia

O Greenpeace divulgou um estudo classificando quais são os produtos eletrônicos mais verdes do mercado para 2011. 21 fabricantes submeteram seus produtos com maiores premiações em responsabilidade ambiental, sendo divididos em seis categorias: desktops, notebooks, netbooks, monitores LCD, televisões LCD e plasma e aparelhos celulares.
O produto que conseguiu a melhor pontuação foi o monitor de computador da Asus, com 7,5 (numa escala de 1 a 10). Os parâmetros de avaliação são a existência de substâncias tóxicas em qualquer momento da produção, o consumo de energia e a durabilidade de material.
Pesquisa avaliou produtos de 21 fabricantes.  O nome dado à pesquisa é “Towards Green Eletronics – Getting greener, but not there yet”, ou “Rumo aos eletronicos verdes – cada vez mais verdes, mas não lá ainda”. Ela mostra a opinião da Ong em relação aos fabricantes: apesar de já tentarem mudar as tecnologias, ainda vão encontrar um longo caminho pela frente. O caminho da criação do futuro...
O destaque na categoria de televisões é o modelo LC-52SE1, da Sharp (6,46 pontos). Para os notebooks, a primeira colocação também é da Asus, com o modelo UL30A (5,59 pontos). A Acer é a responsável pela primeira posição entre os netbooks, com o modelo TM8172 (5,08 pontos). Já o desktop mais “verde” é da HP, com o Compaq 6005 Pro Ultraslim (6,06 pontos).
Para os celulares, o modelo GT-S75550, da Samsung, fica em primeiro lugar (7,03 pontos), enquanto o Aspen, da Sony Ericsson, é o primeiro entre os smartphones (6,21 pontos).
Desta forma, o Greenpeace procura avançar o mercado e conscientizar consumidores do planeta todo.

Fontes: UOL

              http://folhaverdenews.blogspot.com/

Um comentário:

  1. Cada vez mais a tecnologia ficará mais alta e valorizada quanto mais se ligar a um conceito de vida ecologicamente equilibrada. A iniciativa do Greenpeace tenta acelerar o futuro.

    ResponderExcluir

Translation

translation