sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Sobe para 94 o número de municípios mineiros em emergência

Quase 20 mil pessoas já deixaram suas casas, 17 morreram, mais de 1 milhão de pessoas afetadas

Repetição de um filme de terror que o Brasil já conhece

Charge publicada hoje no jornal O Estado de Minas

No meio urbano e rural de Minas estado de emergência

Subiu para 94 o número de municipios em estado de emergência em Minas Gerais nesta sexta-feira (21). Dez a mais em 48 horas. De acordo com a Defesa Civil, os municípios de Tapiraí, Bom Repouso, Rio Pardo de Minas, Luminárias, Cambuquira, Machado, Itapeva, Naque, São Francisco e Januária emitiram alertas sobre ocorrências de alagamentos, enxurradas, deslizamentos e enchentes.
As chuvas que inundam casas e ruas do Estado já deixaram 17.301 desalojados e 2.626 desabrigados, 89 feridos e17 mortos. A última vítima das chuvas foi confirmada nesta tarde, um homem de 44 anos encontrado no rio Jaboticatubas. Ao todo, 1.313.475 pessoas já foram afetadas pelas chuvas no estado de Minas Gerais nos últimos meses. A situação pode até caminhar em alguns pontos para tragédias como as ocorridas na região serrana do Rio de Janeiro nestes dias.

Fonte: R7

2 comentários:

  1. Falta de investimentos em infraestrutura, em saneamento básico, carência quase total de gestão ambiental, o que aconteceu na região serrana do Rio de Janeiro não se trata de uma exceção, talvez, seja a primeira de uma série de tragédias. A maior delas, nossos governantes e a classe política sem visão ecológica e sustentável da realidade. Estes fatos inundarão também o projeto ruralista que pretende no Congresso neutralizar o Código Florestal e diminuir o alcance das leis ambientais?...

    ResponderExcluir
  2. Também em Santa Catarina o mesmo problema...
    Subiu para 23 o número de cidades em situação de emergência por causa das chuvas que atingem Santa Catarina nesta semana, segundo balanço divulgado pela Defesa Civil nesta sexta-feira (21). No total, 33 municípios registraram prejuízos.
    As cidades em emergência são: Armazem, Cocal do Sul, Corupa, Criciúma, Forquilhinha, Grão Pará, Guaramirim, Içara, Imaruí, Jaraguá do Sul, Lauro Muller, Maracajá, Meleiro, Mirim Doce, Morro da Fumaça, Morro Grande,Nova Veneza, Passo de Torres, Pedras Grandes, Santo Amaro da Imperatriz, Siderópolis, Tubarão e Urussanga.
    Mais de 12,1 mil pessoas tiveram de deixar suas casas no estado. De acordo com a Defesa Civil, 11,481 pessoas estão desalojadas e 592 estão desabrigadas. Mais de 2 mil imóveis foram danificados pela chuva.
    Fonte: site Ambiente Brasil

    ResponderExcluir

Translation

translation