segunda-feira, 23 de maio de 2011

FRANCA TENTARÁ VENCER EM BRASÍLIA PARA FAZER FINAL DO NBB

Muita emoção na reta final do NBB com as duas maiores forças do interior do Brasil

O Vivo/Franca venceu, de forma dramática e bem dentro da tradição basqueteira da capital do basquetebol o Uniceub/BRB/Brasília por 93 a 92 neste domingo à noite no Pedrocão. Com o triunfo, obtido no primeiro tempo da prorrogação, o time paulista se manteve vivo na série melhor de cinco da final do NBB (Liga Nacional de Basquete). Apesar da derrota, o time candango continua à frente, com duas vitórias e uma derrota.
A hora do vamos ver
O armador Helinho, do Franca, foi o nome do jogo, ao anotar 33 pontos, sendo 12 da linha dos três.
Nesta terça-feira, francanos versus candangos, Helinho X Nenzinho, Franca X Brasília, se o time de Hélião Rúbens Garcia surpreender e vencer na capital federal, ganhará o direito de fazer a finalíssima no Pedrocão, que estará novamente superlotado, que então voltará a ser o Poli de tanta história no esporte do Brasil, voltando a ser o templo do basquetebol de arte, nada melhor que um encertramento da NBB 2011 do que na capital nacional do basquete.

Fontes: www.gazetaesportiva.net
              http://folhaverdenews.blogspot.com

2 comentários:

  1. Polo de produção nacional e de exportação de calçados e de café, Franca mais uma vez se destaca no país e na América Latina graças à força e à tradição do seu basquete: isso ajuda também a qualidade de vida na cidade, a finalíssima entre duas equipes do interior valoriza descentralização do esporte no país.

    ResponderExcluir
  2. No atual momento, sob o ponto de vista esportivo ou técnico, o Brasília está com mais de 60% de chances de chegar ao título já nesta terça-feira contra o Franca Basquete. Porém, há fatores emocionais, táticos e a própria história dos confrontos, além da rivalidade entre as duas equipes, ambas de ponta, que as colocam agora num pé de igualdade, no tudo ou nada do jogo quatro: a chance de reverter o favoritismo candango dos francanios é de menos de 40% - teoricamente - mas tudo pode mudar depois que a bola for pro alto lá no DF e de repente a entrosada equipe de Helião e Helinho Rúbens Garcia entrar com tudo para levar a finalíssima para o seu estádio.

    ResponderExcluir

Translation

translation