quarta-feira, 8 de junho de 2011

VERDES DE FRANCA BUSCAM UNIR MAIS FORÇAS PARA AVANÇAR

A proposta verde é mobilizar a população para o Desenvolvimento Sustentável

Usando a linguagem digital, a webcomunicação e também programando mass media (jornais, revistas, outdoors e depois mais à frente, rádio e TV) o PV Franca iniciou nesta semana uma campanha, divulgada inicialmente em página inteira na revista Enfoque (já nas bancas da cidade e da região nordeste paulista): "Queremos unir e mobilizar lideranças de vários setores da comunidade, resgatar gente que anda afastada e em especial dar nossa mensagem ao povão que o Verde está vivo e precisa da participação de todos", comentou Gerson Antônio de Paula, empresário de comunicação e atual presidente da comissão executiva do Partido Verde em Franca, cidade exportadora, dos calçados, do basquete, do café: "Nosso objetivo é avançar as idéias do desenvolvimento sustentável por aqui também neste momento que em todo o país se discute o Código Florestal, megausinas, energias solar e eólica, reforma política".
Ele argumentou também que a campanha serve como um "aperitivo de comunicação" para as Eleições Municipais de 2012: "Estamos integrados ao movimento Transição Democrática do PV-SP e apoiando também as iniciativas nacionais de Marina Silva e da Bancada Verde no Congresso, regionalmente dando uma força à coordenação regional, que hoje tem gente como o Dr. Joaquim Rezende, o professor Crico e o ecologista Padinha nesta batalha. Queremos mais gente na luta e também, outra coisa, não dá prá trabalhar isolados num município, a natureza não tem limites assim, pensamos em termos regionais e também nacionais, globais, mas agindo localmente, como nesta campanha e em outros eventos que nossa equipe está preparando", finalizou Gerson de Paula: "como em vários lugares estamos começando com uma campanha de filiação".
A seu lado, Túlio Bonfim, que criou a arte digital e a estrutura visual e da campanha destaca que "é importante buscar uma identidade local em termos de imagem e de comunicação social, isso que estamos fazendo, nossa equipe pode também ajudar a Verdes de outros lugares neste trabalho técnico, a luta do PV extravasa fronteiras de cidades e de estados ou regiões, até de países, todos que estamos buscando a sustentabilidade, precisamos além das lutas no dia a dia do país, de cada cidade ou região também, já começar a preparar nosso time para 2012 e até 2014, prá isso, temos que nos comunicar com a população seja com eventos, manifestações, propostas, atos públicos, protestos e campanhas como esta que estamos lançando por aqui, né".
O blog Folha Verde News divulga em primeira mão a versão nº 1 desta campanha, que ao longo dos próximos meses poderá substituir alguns rostos verdes da flor ou do pólem por outros, com um rodízio de líderes divulgando assim mais lideranças nacionais e regionais do PV. A comunicação "Filie-se ao PV" como Gerson e Túlio explicaram,  não tem sentido diretamente eleitoral, objetiva é movimentar corações e mentes para as causas verdes da atualidade, as lutas do movimento ecológico e de cidadania, das entidades socioambientais, por exemplo, a iniciativa Comitê Brasil, as discussões em pauta no Congresso Nacional e o avanço do Desenvolvimento Sustentável, base para a criação do nosso futuro em cada lugar do país e em toda a Nação. Esta é também a proposta deste blog, aumentar o povo verde para termos mais chances de futuro e de vida.

Esta é a 1ª peça da comunicação verde em busca de mobilizar mais gente para as lutas de agora

Fonte: http://folhaverdenews.blogspot.com 

2 comentários:

  1. A arma da comunicação e da inteligência é um dos atalhos no caminho dos que lutam para mudar e avançar a realidade, em cada região, no país: iniciativas assim locais, bem como as nacionais, como a da Transição Democrática dentro dos PVs ou como a do Comitê Brasil, junto à população, são um meio de agilizar a luta para implantar um desenvolvimento sustentável, um outro nome para a criação do futuro da Nação, da vida.

    ResponderExcluir
  2. Como formiguinhas verdes vamos carregando alimento para as nossas lutas em tudo quanto é lugar deste país, haverá o momento de avançarmos todos juntos, quem sabe nas eleições de 2012 e de 2014 ou em outras circunstâncias e instâncias, em manifestações, atos públicos, campanhas, nem sempre eleitorais, por exemplo agora na questão nacional do Código Florestal e/ou na busca das energias mais ecológicas e mais econômicas para o Brasil que não as megausinashidrelétricas, termelétricas, nucleares, pelo amor de Deus.

    ResponderExcluir

Translation

translation