segunda-feira, 15 de agosto de 2011

EM VEZ DE MEGAUSINAS HIDRELÉTRICAS, TERMELÉTRICAS, NUCLEARES, ENERGIA DO SOL


Navio a energia solar viabiliza esta alternativa

Ecologistas comemoram o feito do navio PlanetSolar já há mais de um ano navegando só com a energia do Sol que ele mesmo gera, inclusive aqui no Brasil ambientalistas comemoram e questionam, aqui onde se projetam perigosas, poluentes e cheias de sequelas ambientais ou sociais as megausinas termelétricas, hidrelétricas e nucleares, afinal, está provada a eficiência, a validade ecológica e a viabilidade econômica da energia solar nesta aventura: um navio movido por esta fonte energética limpa, renovável (que o Brasil tem superabundantemente) chegou nesta segunda-feira a Hong Kong, depois de seis dias de difícil navegação por causa das condições meteorológicas nas Filipinas, e se tornou a primeira embarcação deste tipo alternativo a atravessar o mar da China. A superfície da embarcação serve como "gerador solar" e ela pode navegar, inclusive, sem insolação direta, pois a energia produzida é armazenada em uma bateria. No trajeto de mil quilômetros, que separam as Filipinas de Hong Kong, o navio passou por condições delicadas, entre a monção e as tempestades tropicais, declarou em variadas reportagens sendo feitas agora a equipe suíça de ecologistas e cientistas responsáveis pela iniciativa.


Alex Hofford/Efe
O PlanetSolar começou a volta ao mundo em 2010, em Mônaco, e espera-se que termine em 2012
O PlanetSolar começou a volta ao mundo em 2010, em Mônaco, e espera-se que termine em 2012  
Em Hong Kong, o catamarã, chamado PlanetSolar, participará de vários eventos.A embarcação começou sua volta ao mundo em setembro de 2010, em Mônaco, e espera-se que termine em maio de 2012. O objetivo do projeto é que o navio passe oito meses no mar, movido unicamente pela energia solar para provar definitvamente que o Sol é uma fonte confiável para o transporte mais ecológico e mais econômico de pessoas e mercadorias pela via marítima. Sua superfície serve como "gerador solar" e a embarcação pode navegar, inclusive, sem insolação direta, pois a energia produzida é armazenada em uma bateria.  Se tal resultado é possível na superfície do mar, você pode ter certeza que será o maior sucesso do Século 21 a energia solar em terra firme, como geradora de um desenvolvimento sustentável. Por que não no Brasil, que tem Sol abundante todos os meses do ano em todas as regiões do país? Bem, isso é uma outra história...

Fontes: EFE
              folha.com
              http://folhaverdenews.blogspot.com

2 comentários:

  1. Os megainteresses petrolíferos e também em torno dos empreendimentos hidrelétricos, nucleares e termelétricos explicam mas não justificam o Brasil não implantar imediatamente centrais de Usinas Solares. Esta deve ser uma luta de todos nós que amamos a Nação, a ecologia e a vida.

    ResponderExcluir
  2. Desperdiçar o potencial da nossa natureza para gerar energia mais ecológica e mais econômica é mais do que apenas ignorância ou mais do que um crime ambiental e político...

    ResponderExcluir

Translation

translation