terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

DIEGO FIGUEIREDO AGITA A BAHIA COM MARGARETH MENEZES


Ele tocou no trio elétrico do Carnaval e no show do Afro Pop Brasileiro

De música à exposição de fotos e de poesia, muitas atrações e rítmos diferentes foram vistos neste show, numa palavra, único: o Movimento Afro Pop Brasileiro, lançado ainda em 2010 e que avança mais agora em 2012 na Bahia, com a liderança da cantora Margareth Menezes, juntou tradições e música contemporânea, como era o objetivo da diretora do evento, Bia Lessa, no Cais Dourado: Gilberto Gil e o instrumentista de Franca, São Paulo, Diego Figueiredo (premiado duas vezes no Festival de Montreux na Suiça  e também com muita liderança na música brasileira de agora) foram algumas das atrações do novo lance cultural neste carnaval, tendo sido destaques também de transmissão ao vivo da Band.
Sem dúvida, o Movimento Afro Pop Brasileiro, que valoriza a cultura negra e seus descendentes artistas foi bem representado. Na decoração do espaço, cartazes com nomes de personalidades negras que fizeram história nesse país, como: Mãe Estela de Oxóssi, Pelé e Ruth Cardoso, compuseram o cenário decorativo. A diva negra homenageou os orixás baianos, através de danças, músicas e figurino caprichado feito pela figurinista Valéria Kaveski. A abertura do evento, que começou com uma hora e meia de atraso, foi feita pelo cantor Peu Meurray, que caminhou em meio ao público soltando batuques de um instrumento feito com pneu. Margareth iniciou as canções com a música “Asa Branca” de Luiz Gonzaga. Rosas brancas, jogadas pelo público, cobriram a cantora de emoção. Margareth cantou sucessos próprios que fizeram e fazem sucesso no carnaval baiano. Além de Diego Figueiredo e Seu Mateus Aleluia, o bloco Ilê Aiyê agitou o Cais com o ritmo contagiante e as belas dançarinas negras. “O artista antenado reorganiza influências, sensações e lembranças que precisam ser divulgados”, explica a cantora e líder cult Margareth Menezes.

Diego Figueiredo agitando a música negra da hora com Margareth Menezes

Margareth com Gilberto Gil também avançando neste carnaval de 2012 na Bahia

Carlinhos Brown também líder do afro pop negro
















Fontes: Tribuna da Bahia
            Via Press
            http://folhaverdenews.blogspot.com
 

2 comentários:

  1. "Quando eu vejo ou ouço Diego Figueiredo, eu me lembro do Jimmy Hendrix, com a vantagem que ele está vivo, não se foi embora como o mestre da guitarra dos anos heróicos do pop", relata o nosso editor Padinha:"Diego está firme e forte para ajudar a criação do futuro da música e da cultura contemporânea do Brasil, com aquela energia pura da ecologia da Terra".

    ResponderExcluir
  2. O nosso blog Folha Verde News assim em primeira mão e com exclusividade no interior de São Paulo divulga esta agitação cultural que avança não só o carnaval da Bahia, mas o caminho da música no Brasil, não só do Brasil...

    ResponderExcluir

Translation

translation