quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

EM ALGUM LUGAR DA ZONA SUL DO ESPAÇO URBANO DE FRANCA

Beira do córrego Espraiado e da mata da AABB ainda é reserva de vida nativa em plena cidade

Supreendentemente, três cidadãos e uma cidadã, todos com consciência do valor da ecologia para o equilíbrio do meio ambiente e até também de nossa vida, registraram imagens de espécies animais típicas da natureza da região, sobrevivendo dentro do espaço urbano de Franca: este post aqui no blog Folha Verde News é só para registrar estas imagens. Recentemente, o editor do blog, o ecologista Padinha, se surpreendeu com o canto de uma Saracura e constatou um bando delas nas cercanias, numa madrugada agora do verão. Depois disso, vieram as contribuições em fotos: Wilson Teodoro mandou imagem de um Tucano naquela mesma zona intermediária entre a Santa Cruz, o Jardim Noêmia e o Aeroporto, onde o córrego Espraiado ainda é limpo, criatório de peixinhos como o tradicional Bagres de Franca, e sobrevive uma matinha nativa, na área da AABB, felizmente tombada e (por enquanto, pelo menos) livre da especulação imobiliária e outras agressões. Depois, fotos de Micos feitas no mesmo local por José Roberto Silva, o Beto que trabalha nas proximidades fez oiutras de passaros  - alguns raros - num pequeno pomar perto dali também, depois, fotos de Élide Rosa Rodrigues Silva sobre pássaros nativos que fizeram ninho no xaxim de samabaia do seu apartamento na mesma região, ali entre a cidade e a últim natureza que ainda resta na região, como um oásis. Ou um esperança, para quando conseguirmos criar um desenvolvimento sustentável, tornando possível a convivência entre a ecologia e o crescimento da cidade. (Padinha)



Está na hora de se proteger melhor esta rqiqueza natural da zona sul de Franca...

Fonte: http://folhaverdenews.blogspot.com

5 comentários:

  1. Como proteger melhor este riqueza natural dali da zona sul de Franca, no limite entre o espaço urbano e a última natureza, nas barrancas úmidas do Córrego Espraiado e no interior da matinha no espaço da AABB, felizmente já tombado?...Para responder esta pergunta, faremos na sequência aqui da nossa luta pela última ecologia um novo post. Aguarde.

    ResponderExcluir
  2. A matinha da AABB já está tombada mas ainda não inteiramente livre de invasões, queimadas e depredações nem muito menos de uma nova especulação imobiliária nesta valorizada região urbana de Franca.

    ResponderExcluir
  3. O Córrego Espraiado, graças aos emissários da Sabesp para coletar esgotos e levá-los à estação de tratamento (ETE), instalados nos últimos anos, tem as suas águas relativamente limpa, o que ajuda a sobrevivência de espécies vegetais e animais nativas, ali num brejo que ainda sobrevive, no meio duma última e pequena mata úmida, que resisitiu aos 200 anos de urbanização de Franca.

    ResponderExcluir
  4. Vamos na sequência incialmente fazer uma matéria sobre as aves e outros bichos que sobrevivem no bosque e a lagoa do Castelinho, que fazem parte do mesmo ecossistema desta pequena matinha úmida e barrancas do Espraiado. Vamos preparar uma estratégia de defesa desta última ecologia no espaço urbano de Franca.

    ResponderExcluir
  5. Gostei muito destes olhares... na realidade, os bichos estão migrando para o espaço urbano, as cidades,... no seu habitat natural não tem mais como sobreviver, não existe reservas para este pequenos bichos! são cada vez mais raras... Infelizmente!

    ResponderExcluir

Translation

translation