domingo, 11 de março de 2012

FRANCANA ENFRENTA A SI MESMA PARA AVANÇAR NO PAULISTA

Dois treinadores são o foco das atenções no jogo decisivo da Nova Veterana X Capivariano

 A Francana ainda neste domingo integrando o G8 do Campeonato Paulista da Série A3, mesmo após a derrota por 1 X 0 no sábado em Itapira (a equipe voltou a perder chances de gol que poderiam ter mudado este resultado), já está com a acebça em sua próxima e superdecisiva partida quarta-feira diante de um dos líderes da competição, o time de Capivari. O Capivariano se reabitou ao bater o Sertãozinho, por 2 X 1, também no sábado, na abertura da 12.ª rodada e de quebra,  se isolou na liderança, agora, com 25 pontos mas depende dos resultados do Batatais e do Rio Branco de Americana para se manter líder. E o time do técnico Abelha não está lá estas coisas também, vinha de derrotas para Guaçuano e Independente.  E a sua diretoria continua, como sempre, não aceitando as derrotas. É uma tradição. Por isso o time não cresce: falta uma mentalidade mais abertana cidade, falou ao site Futebol Interior o treinador do próximo adversário da Nova Veterana. Por sinal, também, vivenciando uma crise entre parte da torcida e da mídia com o time e o treinador: "Basta uma boa vitória quarta-feira e se Deus quiser, tudo se normaliza, futebol é assim, vitórias e derrotas, é um jogo, mas estamos mais ou menos bem, precisamos é de vencer em casa agora e nessa reta final definir nossa classificação para a Segunda Fase da A3", falou Wantuil Rodrigues ao blog Folha Verde News. As declarações e os pontos de vista de Wantuil e de Abelha são muito parecidas, nisso estão empatados desde já, mas a Francana precisa muito mais da vitória na quarta às 19h no Lanchão do que o Capivariano. Por enquanto, é oitava colocada, com 17 pontos. Como sempre, o time vai caindo na reta final, comentam os torcedores na rua. Mas nesta temporada - que marca o centenário da equipe de Franca -  as coisas podem vir a ser diferentes, o elenco é bom, chegaram mais três reforços, se Jhuan levou o terceiro cartão e não jogará, Geovane Lages - um dos pontos de equilíbrio no esquema de Wantuil Rodrigues - poderá jogar, mesmo com o artilheiro Piter fora por contusão, pode estrear agora Tales, que tem bola e experiência para resolver a parada.Vai de a trocida acreditar e apoiar a Nova Veterana que tem que ir prá cima do Capivariano e avançar a sua posição na tabela com mais 3 pontos, reconquistando o apoio da cidade e da região: "Estamos confiantes e vamos acabar com esse tabu do time morrer na praia", falou Jailson, ala que assim como Geovane veio do América de Minas e quase marcou um gol olímpico em Itapira, "no estilo do Patrick", que por sua vez voltou para BH e foi bem na vitória americana por 2 X 1 contra o Vila Nova também sábado pelo Campeonato Mineiro. Uma boa vitória e mais algumas mudas de árvores nativas, a serem plantadas pela empresa MacBoot na divisa entre São Paulo e Minas Gerais, onde a Francana é a equipe mais querida do povo, neste ano, buscando subir para a A2, depois vencer a Copa Paulista e ir para a Copa do Brasil, o que seria oportuno e positivo para celebrar 100 anos no futebol do interior do país do futebol. (Padinha)

Abelha tenta reequilibrar seu time...

...num duelo com Wantuil Rodrigues












Fontes: www.futebolinterior.com.br
              http://folhaverdenews.blogspot.com

5 comentários:

  1. O jogo desta quarta-feira, decisivo em especial para a Francana, terá a visita ilustre ao Lanchão do novo diretor de futebol do América Mineiro, Jair Albano, ex-árbitro e filho do ex-craque Jair Bala, que é um ícone da história do Comercial de Ribeirão Preto. O time de BH está também fazendo 100 anos e dependendo de datas, poderá haver um ou mais jogos especiais entre os dois parceiros, simbolizando a amizade entre paulistas e mineiros, algo real aqui na região de divisa entre o nordeste de SP com o sudoeste de MG.

    ResponderExcluir
  2. O presidente da Francana, Fahim Issa Youssef está conseguindo com uma administração ética e com uma equipe diretiva pequena mais capicitada e de boa vontade, mudar a história: mais uma razão para acabar com a escrita que a equipe treme na reta final das competições, nos anos recentes sempre começa bem e depois vacila. Agora no centenário, há boas chances de se reverter este tabu. O trabalho está sendo feito e até a busca por um patrocínio na camisa dos atletas ainda não está descartado, pelo menos para a segunda fase do Paulista da A3, fase de mais visibilidade para times de algumas das melhores cidades paulistas do interior.

    ResponderExcluir
  3. Em vez de cobrar desde o primeiro minuto de jogo na quarta-feira, ainda mais por se tratar de uma partida de decisão, a torcida precisa também ter a grandeza de empurrar a equipe para uma vitória, que poderá levar adiante o projeto da Nova Veterana nesta temporada.

    ResponderExcluir
  4. Depois dos últimos jogos da rodada de número 12, a Francana continua no G8 (grupo dos 8 times que se classificam para a fase final do Campeonato Paulista da A3): Rio Branco 2 X 1 Inter de Limeira, Batatais 5 X 1 Inter de Bebedouro, Taubaté 2 X 1 Flamengo de Guarulhos e Oswaldo Cruz 1 X 0 Independente de Limeira, com estes resultados a Nova Veterana - apesar de ser derrotada por 1 X 0 em Itapira - continua entre as 8 equipes que estão entre as 20 na ponta, pela ordem, Capivariano (próximo adversário da Francana), Batatais e Rio Branco - todos com 25 pontos - Guaçuano, Grêmio Osasco, Marília, Barretos e o time de Franca, com 17 pontos.

    ResponderExcluir
  5. O torcedor da Francana, José Pedro Pires nos telefonou para elogiar o trabalho da atual diretoria, comandada pelo Fahim Youssef, e mais ainda para destacar o empenho do gerente de futebol, professor e ex-jogador do tinme, Marcelo Gerolomo: segundo ele, a vinda dos três reforços agora mostra que Marcelo está atento e o tempo todo ligado para ajudar a Nova Veterana. Um exemplo para a comunidade.

    ResponderExcluir

Translation

translation