quinta-feira, 15 de março de 2012

MARÇO VERDE E AMARELO: JUVENTUDE INDO À LUTA PARA MUDAR O PAÍS

 Já começou em todo o Brasil a agitação dos estudantes da UNE para mudar a realidade agora


A União Nacional dos Estudantes (UNE) promove movimento que dá início ao “Março Verde e Amarelo”, mês no qual já está acontecendo a jornada de lutas dos estudantes, abertas à toda juventude brasileira. Durante este mês, estudantes de todo o Brasil saem às ruas lutar por seu direito ao acesso à educação e gritar um “Não!” à política de altas taxas de juros, ao pagamento da dívida pública, aos erros no Código Florestal, Belo Monte e políticas públicas na área ambiental, bem como, a cortes do orçamento federal considerados errôneos pelas lideranças nacionais estudantis brasileiras. A UNE defende a destinação de 10% do PIB e 50% do fundo nacional do Pré-Sal para a educação. Os atos e passeatas ocorrerão em todo o Brasil, culminando com uma grande passeata em Brasília, dia 28 de março, dia em que nacionalmente o ME homenageia o estudante Edson Luis (assassinado pela Ditadura Militar em 1968), e outra em São Paulo,dia 4 de abril.  “O Brasil que a UNE quer é altivo,soberano, democrático,plenamente desenvolvido e ambientalmente equilibrado. Um país que enxerga com responsabilidade sua juventude, precisa de um projeto educacional que atenda às demandas de democratização do acesso. Por isso lutamos, também,pela aprovação de um Plano Nacional de Educação sintonizado com nossos desafios”, afirmou o presidente da entidade, Daniel Iliescu, comunicando-se por e-mail com o blog da ecologia e da cidadania Folha Verde News, que abre espaço ao movimento, que tem força para avançar a situação do país.
A UNE aposta na unidade dos movimentos sociais para lutar pelos direitos do povo brasileiro, durante o Março Verde e Amarelo não será diferente. Nas marchas do dia 28 e do dia 4, bem como em todas as outras atividades e atos da jornada de lutas, o movimento estudantil levará o verde e amarelo para as ruas do país. “Vamos pintar os nossos sonhos e escrever mais uma importante página na história do poder jovem brasileiro”, completou Daniel, um dos novos líderes da juventude e da Nação.
Por sua vez, Patrícia Bomblerg, do site Terra, comenta que este movimento também se manifestou contra a violência gratuita que ocorreu nestes dias atrás a jovens no Recife. Cerca de 300 estudantes da região metropolitana de Recife foram brutalmente agredidos pela tropa de choque durante uma manifestação de rua na qual protestavam contra o aumento da tarifa das passagens de ônibus da cidade. A polícia disparou na multidão bombas de gás lacrimogêneo e de efeito moral. Após o conflito, quatro estudantes foram detidos e muitos ficaram feridos. Ainda ontem, alguns estudantes protestavam com os braços levantados e ajoelhados com as mãos na cabeça, mostrando que não pretendiam confrontar os policiais, que no dia da manifestação, mesmo assim, agrediram os estudantes. Os jovens chegaram a oferecer flores e abraçar seus agressores. A força moral de acontecimentos como este acaba por motivar mais a participação da juventude neste movimento de cidadania Março, Verde e Amarelo.


Um nova força de cidadania de levanta no país com o movimento Março, Verde e Amarelo
 Fontes: Portal CTB da UNE
               http://folhaverdenews.blogspot.com

3 comentários:

  1. O movimento de cidadania agora resgata as lutas dos estudantes nos anos 60, 70 e 80 nas época da Ditadura Militar, os jovens de agora têm mais condições de mobilizar outros setores da popualção, hoje com maior consciência política sobre a realidade do país.

    ResponderExcluir
  2. O problema é que a violência policial continua sendo quase a mesma da época ditatorial, como por exemplo, nestes fatos de Recife que chocaram a Nação, recentemente. Não existe violência maior no Brasil de agora que os contrastes da realidade social, bem como, o clima policialesco do dia a dia em todos os lugares, além do aumento da criminalidade e do desmando ou da corrupção e mediocridade dos políticos para encontrar alternativas de solução.

    ResponderExcluir
  3. Nesta hora do Brasil a cidadania está fortalecida para se unir aos estudantes e aos jovens em geral, mobilizando todos os setores da Nação nesse mutirão de brasilidade pura a bem da qualidade de vida da população, do avanço da realidade do país e da criação do seu futuro, independente dos politicos...

    ResponderExcluir

Translation

translation