quarta-feira, 7 de março de 2012

PEDALADA PELADA AGITA SÃO PAULO SÁBADO

Ciclistas nus promovem 'Pedalada Pelada'

A noite deste sábado dia 10 de março não será como as outras, comenta a repórter Marcela Puccia Braz em mensagem na Internet, captada aqui pela Folha Verde News:  ciclistas percorrerão ruas paulistanas nus ou seminus para a 5ª Pedalada Pelada São Paulo. Edição brasileira da World Naked Bike Ride, ela é um movimento pacífico em prol dos direitos dos ciclistas, pela não-violência no trânsito urbano e também pela independência do petróleo nos meios de transporte. Mas, calma, não é preciso ficar completamente pelado para participar da Pedalada., comenta ainda a repórter e ecologista. O dress code é "bare as you dare", ou seja, quão nu você ousar. Com corpos pintados, trajes íntimos ou de banho, meio expostos ou completamente despidos, a concentração de pessoas começa às 18h, na Praça do Ciclista, no final da Av. Paulista, onde na semana passada cerca de 3 mil bikers protestaram contra a violência do trânsito em Sampa.
Os participantes são encorajados a levar pinceis e tintas (não tóxicas) para pintar corpos e pôsteres, e alguns preferem usar máscaras para se proteger da poluição ou até, esconder a cara... O trajeto a ser percorrido será definido na hora pelos coordenadores do  evento. A primeira edição aconteceu no Canadá, em 2004. Além da paulistana, houve outras versões brasileiras em Brasília (2009 e 2010) e em Aracaju, Sergipe, também em 2009.





Imagens das últimas edições da Pedalada Pelada

 
5ª Pedalada Pelada - São Paulo 2012
Quando
: 10/03 (sábado), concentração às 18h
Onde: concentração na Praça do Ciclista

Fontes: www.vermelho.com.br
             http://folhaverdenews.blogspot.com

4 comentários:

  1. Cada vez mais aumenta a onda de usar o corpo como instrumento ou arma de protesto, isso se dará também agora neste evento de ciclistas, buscando uma alternativa à violência e à poluição por combustíveis nas cidades.

    ResponderExcluir
  2. Nus, seminus, vestidos ou não, o que importa é enudecer a realidade ve violência urbana, que atinge também pedestres e ciclistas, mas de resto em variadas formas toda a população, no caso por exemplo dos combustíveis poluentes.

    ResponderExcluir
  3. As constantes mortes de ciclistas no trânsito (e não só nas grandes cidades)assim como as doenaçs causadas pelo monóxido de carbono e outras formas de poluição suspensa no ar por causa do uso de combustíveis poluentes, são fatos que justificam quaisquer iniciativas para mudar esta realidade.

    ResponderExcluir
  4. O movimento de cidadania que promove este evento tem consciência que esta realidade só vai mudar com uma gestão pública sustentável que inclui energias menos poluentes e avanço do transporte coletivo, além de medidas de estrutura para diminuir a violência de todas as formas e tipos que invadem o dia a dia urbano. A nudez nestye contexto não tem sentido de sexismo ou de erotismo mas de um grito de alerta.

    ResponderExcluir

Translation

translation