segunda-feira, 2 de abril de 2012

SÓ DEUS: NOVA VETERANA PRECISA DE MUITA MAS MUITA SORTE

Francana pega Marília lá mas já classificado: para se classificar para a segunda fase da A3, ela precisa vencer o rival  e torcer por maus resultados de 6 dos times que também buscam uma vaga




A equipe tem que jogar a última chance abençoada como foi na vitória em Batatais
Especialmente devido a dois fatores principais, a Nova Veterana no ano do seu centenário chega à última rodada de classificação em situação dificílima, existem chances reais porém, ela precisa vencer e ainda torce por resultados negativos de outras 6 equipes para ficar com a última vaga do G8, grupo dos 8 times que disputam a segunda fase da competição. Os dois fatores que mais atrapalharam a campanha agora foram empates e derrotas em Franca e, fato que muito contribuiu para isso, más arbitragens: no Lanchão, em especial, os árbitros erraram muito contra a equipe francana, como foi o caso de Luciano Alves de Lima, no empate deste sábado Francana 2 X 2 São Bento de Sorocaba. Cabe uma investigação junto à FPF porque as arbitragens sempre complicam em Franca...Mas agora, o que interessa é levantar quais são as chances objetivas de a Nova Veterana conseguir passar para a segunda fase e disputar uma vaga na Série A2, como é a sua meta nesta temporada que faz 100 anos de futebol.
Enquanto nas séries A1 e A2 do Campeonato Paulista as duas últimas rodadas serão praticamente só para cumprir tabela, na A3, dos 20 times participantes, 8 ainda disputam duas vagas no G8 na última rodada de classificação, que será domingo às 10h, todos os jogos no memo dia e horário.  Rio Branco, Grêmio Osasco (mesmo derrotado em Barretos), Capivariano, Guaçuano e Marília em 5º lugar já se classificaram (o Marília próximo adversário da Nova Veterana tem 28 pontos mas não pode ser alcançado em número de vitórias, 9, pelos outros 7 clubes que ainda disputam vaga).
Batatais em 6º lugar com 28 pontos precisa de mais um ponto contra o Gêmio em Osasco, que já está classificado. Em sétimo, o Internacional com 27 pontos pega em Limeira o Inter de Bebedouro, precisando desesperadamente de uma vitória para não cair para a Série B, a grande vantagem da equipe de Limeira são os 10 gols de saldo, a Francana tem 3). Em oitavo, o Barretos com 26 pontos, saldo 3 e 7 vitórias, vai jogar em Taubaté, que também necessita de vencer para ficar na A3. Depois vêm pela ordem: Sertãozinho, 25 pontos, saldo -1 e 7 vitórias, joga em casa contra o Independente, que também tenta fugir do rebaixamento; Juventus, com 25, saldo 7 e 6 vitórias, jogando na rua Javari em São Paulo mas diante do Capivariano que tenta buscar a vice-liderança; São Bento, com 25 pontos, saldo 1 e 6 vitórias, tem o jogo mais fácil, contra o Oswaldo Cruz  já rebaixado em Sorocaba, o único entrave é a rivalidade entre as duas equipes; Itapirense também como a Francana tem 24 pontos, mas -3 de saldo e 7 vitórias, joga em Americana contra o líder Rio Branco; finalmente, o time de Franca também lutando pela última vaga no G8, pega o Marília lá já classificado, porém é um adversário histórico da Francana, de quem há 10 anos tirou o título de campeão da Série A2; a Nova Veterana tem 24 pontos, saldo de 3 e 6 vitórias, sendo entre todas estas equipes a que mais marcou gols, 25, o que pode vir a ser um critério de desempate também.
Conclusão: a Francana precisa vencer - de preferência por um bom placar para aumentar seu saldo - e ainda por cima torcer por maus resultados 6 dos seus concorrentes a uma vaga no G8. Uma missão quase impossível, mas como os comandados de Wantuil Rodrigues têm conseguido bom desempenho fora de Franca (e o Marília já se classificou), existe chance matemática e mais do que isso, a Nova Veterana já demonstrou sorte de campeã em outras rodadas, poderá contar de novo agora com a proteção de Deus. Não pode esperar por apoio e até tem que se precaver contra as arbitragens da FPF, que têm sido péssimas e a favor dos adversários especialmente no Lanchão: "Reclamar da Federação a esta altura pode funcionar o contrário, temos mesmo é que orar e correr", falou o presidente do clube, Fahim. O jogador Geovane Lages, um dos líderes do grupo, vai na mesma direção: "Agora, só Deus e muita luta". A campanha ecológica de plantio de árvores nativas da MacBoot dá um bom astral também. Mas, orar e jogar tudo é o único caminho para a Francana, superando erros e problemas, consagrar os jogadores e o trabalho de 2012 com uma classificação - que agora seria heróica - para a segunda fase do Campeonato Paulista da Série A3, o mais disputado dos últimos tempos e com equipes muito equiparadas. Este pode ser  mais um detalhe. (Padinha)

Fontes: www.futebolinterior.com.br
             http://folhaverdenews.blogspot.com

4 comentários:

  1. A arbitragem de Luciano Alves de Lima no empate da Francana com o São Bento de Sorocaba foi péssima, mais uma vez, prejudicando a equipe francana,parece até que na FPF existe um trabalho contra o time de Franca. Isso precisa ser levantado, investigado, a bem da imparcialidade que deve existir por parte dos árbitros e da ética que tem que prevalecer em todo esporte.

    ResponderExcluir
  2. Mas, arbitragens erradas, gols perdidos, algumas substituições infelizes ou não aproveitamento de alguns jogadores (como Rangel e Elivelton) são apenas detalhes agora. A Francana tem que se unir na última esperança, com fé e Deus e muita bola no pé para vencer em Marília e contar com muita sorte, consagrando este grupo, jogadores, técnico, dirigentes, com a classificação para a A3. Se classificar, pode chegar a sua meta, a A2.

    ResponderExcluir
  3. Uma outra vantagem extra da Nova Veterana é a de contar com um jogador raro no futebol hoje, um centroavante matador, como Píter, que pode definir também a próxima e decisiva parada. Uma boa armação tática e união em Deus e em campo, isso poderá ainda ser ainda a alegria do povo da cidade e da região toda, aqui na divisa de SP e Minas onde a Francana é uma paixão do povo.

    ResponderExcluir
  4. Grande mestre Padinha, sempre confiante e otimista. Rapaz eu também estava, principalmente antes dos últimos resultados. Não sei o que acontece... Os caras jogam no Lanchão com medo... Falta coragem, raça e até esquema tático. Não entendo o time quando joga aqui. A Francana fecha 2012 com dois fiascos grandes, as derrotas para dois rebaixados, em casa, e time que pensa em acesso não pode perder pontos assim.
    Mas futebol não para, temos pela frente o Marília revivendo 2002. Quem sabe o time volta de lá pelo menos com uma despedida honrosa que a pequena, mas acida parte da cidade de Franca que ajuda o time, merece.
    Agora Padinha, com tanta coisa para fazer e por estar presente em todos os lugares, você que Deus vai dar essa colherzinha de chance para nós??? Rrsrsrs
    um abração professor,

    Kelven Melo

    ResponderExcluir

Translation

translation