terça-feira, 22 de maio de 2012

NINGUÉM VIU O SHOW DO MANO UAI

Um visão crítica e com humor da superprogramação de shows na capital dos calçados

Aqui nesta edição extra da seção Procura-se Cultura do nosso blog de ecologia e de cidadania, não nos cabe criticar a escolha por parte dos organizadores da Expoagro 2012 dos shows que estão rolando no Parque Fernando Costa (atraindo gente de Franca e das cidades vizinhas, paulistas e mineiras), mesmo porque estamos no calor da cobertura da Rio+20 e do Código (des)Florestal. Mas, recebemos aqui na redação do blog dois telefonemas e 15 e-mails nos perguntando quando foi ou quando será a apresentação do Mano Uai, que assim como costuma fazer a maioria dos rappers, ao invés dos out-doors divulgam seu trabalho cult de maneira alternativa, quase sempre com cartazetes que rolam de mão em mão ou nas redes sociais da Internet: foi assim que tomamos conhecimento que dia 20 haveria um show de rap com Mano Uai. Aliás, cabe a pergunta: nunca haverá shows com rappers nesta cidade que é uma das capitais brasileiras dos manos e das minas?...
- Não, aqui é a capital do sertanejo!
A resposta veio rápida e de repente e logo, outra voz completou do outro lado da linha online:
- É por aí mesmo e além do mais, o rap sempre dá BO por aqui.
- Sempre aparece a polícia, tem brigas...Os rappers são persona non grata para certas autoridades.
- Rap é muito, mas gostaria que a Expoagro trouxesse músicos de mais qualidade como Marisa Monte, Carlinhos Brown, Arnaldo Antunes, Diego Figueiredo, sim, o Diego que ganha prêmios no exterior e não tem espaço nem na sua cidade aqui no Brasil.
Espera gente, tem meia dúzia de linhas nesta videoconferência e todos falando ao mesmo tempo eu estou perdendo o controle e estamos ao vivo no ar!...
- Você deveria fazer uma crítica à má qualidade dos shows, tirando uma ou outra exceção como a Cláudia Leite e olha lá.
- É isso mesmo, curti mais foi a Virada Cultural que foi também neste fim de semana por aqui, vieram cantoras novas como Cilene e no Poli teve um showzaço com o Renato Teixeira.
- Ei, vocês não vão trazer não  o Luan Santana, estou curtindo ele de paixão, tou apaixondada por ele!
- Olha, deixa eu entrar nesta conversa, estou falando de Ribeirão Preto, duas noites atrás esteve aqui no Teatro Pedro II aquele grupo vocal histórico dos States, o The Platers...
- The Platers?
- Sim e quem os trouxe aqui em Ribeirão por ironia foi um produtor de shows que é daí de Franca, o Ivan Merlino, sempre trazendo espetáculos 10 aqui, ele não leva aí não?
- Aqui só sertanejão, brother.
- E afinal, quando será o show do Mano de Minas?


Este foi o cartazete anunciando o show deste rapper mineiro

Bad boys from Claraval City na expectativa do show




O bando de axé-funk As Alucinadas chiou que foram barradas da programação...


Jaime Saad, empresário e ex-perseguido na Ditadura e hoje chargista, aqui com o editor deste blog


...Mas esta crítica política nosso chargista jura que não foi ele quem fez


Este grande instrumentista francano não tem chance na sua terra natal....

...onde não chegam trabalhos como de Marisa Monte e sua galera



E













Atenção: claro que esta videoconferência e estas conversas acima são todas de ficção, mas sutilmente carregam um tom de crítica à vida cultural no interior do país.Quanto ao Mano Uai, o máximo que conseguimos foi resgistrar o seu cartazete distribuído em xerox pela cidade e umas fotos do seu criador, Jaime Saad, na realidade, um chargista que com humor critica sempre positivamente, o empresário e ex-perseguido político Jaime Saad  que faz sempre montagens gráficas ou cartazetes populares com humor, espalhando por aí, satirizando de boa acontecimentos e personagens daqui deste... fim de mundo.
- Epa, fim de mundo não. Este título é exclusividade de Claraval.
O último internauta a entrar online estava em Claraval, esperando começar o show do Mano Uai anunciado lá do lado de lá da divisa com Minas, como o maior artista da cultura de rua de BH.
Com estas e outras encerramos rapidinho a nossa edição especial de Procura-se cultura viva ou morta.

Fontes: BBC de Claraval
             http://folhaverdenews.blogspot.com/

4 comentários:

  1. Mais uma edição destas de Procura-se Cultura e este blog fecha por absoluta mediocridade, que é oi que predomina e isso, não só no iunterior do país.

    ResponderExcluir
  2. Realmente, como disse um dos nossos internautas e aí incorporamos a expressão no título desta nossa prosaica seção no nosso blog de atualidades, Procura-se Cultura Viva ou Morta.

    ResponderExcluir
  3. Aqui é o professor Epaminondas Neves, mando este e-mail ao Folha Verde para criticar um erro de português logo no subtítulo desta postagem, "Um visão crítica e de humor sobre a superprogramação"...Uma visão,por favor, visão é palavra e algo muito mais feminino do que masculino nesta realidade machista das cidades do interior. Obrigado, atenciosamente, prof. Epaminondas.

    ResponderExcluir

Translation

translation