segunda-feira, 11 de junho de 2012

13% COM A ECOLOGIA E 65% TEMEM A VIOLÊNCIA

Ainda são minoria os brasileiros que dizem ter preocupação com o meio ambiente

Embora mostrando uma tendência de crescer o interesse no Brasil por temas ou problemas ambientais, agora já no início da Rio+20 da ONU, da Cúpula dos Povos, do Global Greens e de vários eventos no Rio de Janeiro, no país e em todo o planeta pelo meio ambiente e pelo desenvolvimento sustentável, a pesquisa que aproximadamente 13% apenas da população afirmam ter preocupação com o meio ambiente, segundo dados divulgados pelo pelo Ministério do Meio Ambiente, em Brasília: " O percentual é mais do que o dobro do registrado há seis anos, quando marcou 6%, mas mesmo assim é pouco diante da gravidade dos temas e dos problemas que envolvem a ecologia atualmente, a expectativa é que com a Conferência Mundial da ONU neste mês aumentará este procentual bastante, animando os que loutam mais diretamente para mudar e avançar a realidade do ser humano atual em todos os lugares do Brasil e da Terra", comentou o ecologista Padinha, editor do nosso blog Folha Verde News, analisando os números deste levantamento que recebeu via Agência Brasil e equipe do site Eco Debate.
De acordo com o levantamento, o meio ambiente está em sexto lugar na lista de preocupações dos brasileiros, ficando atrás de saúde/hospitais (81%), violência/criminalidade (65%), desemprego (34%), educação (32%) e políticos (23%). Há seis anos, o meio ambiente aparecia na 12ª colocação, à frente apenas de reforma agrária e dívida externa. Em 1992, ano da primeira pesquisa, o tema era sequer citado.
“Isso é resultado de um maior acesso à informação. Mas o meio ambiente também é visto como problema, e não como uma oportunidade”, disse a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira.
O principal problema ambiental citado pelos brasileiros é, desde a primeira pesquisa, o desmatamento de florestas (neste ano, com 67%). Outros principais problemas são a poluição de rios e lagoas (47%), a poluição do ar (36%), o aumento do volume do lixo (28%), o desperdício de água (10%), a camada de ozônio (9%) e mudanças do clima (6%).Também são citados como problemas: extinção de animais/plantas (6%), falta de saneamento (3%), poluição por fertilizantes (3%), consumo exagerado de sacolas plásticas (3%) e falta de conscientização ambiental da população (2%).
A pesquisa mostrou, no entanto, que as belezas naturais são o principal motivo de orgulho para os brasileiros. Aproximadamente 28% das pessoas dizem que o meio ambiente brasileiro é motivo de orgulho, à frente do desenvolvimento econômico (22%), das características da população (20%), do pacifismo (13%), da cultura (6%) e da qualidade de vida (1%). A reportagem de Vitor Abdala, da Agência Brasil, não analisa a questão do temor da violência como parte integrante do problema ecológico, mas isso é um fato, levando em conta que a ecologia humana ou a cultura da vida (nomes mais atuais para não-violência) crescem cada vez mais em todos os lugares. E o pior, ainda não alcança o rítmo do crescimento da violência, que está mal compreendida e enfocada pelas autoridades governamentais justamente por não abranger este tema dentro do universo da busca do equilíbrio socioambiental também, aliás, estes são temas que serão questionados na Cúpula dos Povos nestes próximos dias da Rio+20 da sociedade civil, várias iniciativas exemplares têm acontecido, como da Green Nation, onde Gisele Bundchen por bom exemplo plantou árvores nativas, atitude que se reproduz com certeza entre seus milhões de admiradores no país e no planeta. Isso exemplifica a força da Rio+20 agora também como potencial de mudar estes números.

Atitudes exemplares como de Gisele Bundchen dentro dos eventos da Rio+20...

...podem gerar também um aumento do interesse por ecologia e sustentabilidade

Fontes: http://www.ecodebate.com.br/
             Agência Brasil
             http://folçhaverdenews.blogspot.com/

3 comentários:

  1. Eu desacredito um pouco das interpretações e também dos próprios números desta pesquisa, embora ela seja séria, a questão é muito complexa e auferir a opinião pública sobre meio ambiente é um desafio fora do comum dos levantamentos e das enquetes. É o que diz nosso editor.

    ResponderExcluir
  2. Nossa equipe aqui do blog considera também que se 65% da população tem preocupação com a violência, isso realmente de certa forma tem a ver com a questão ambiental, pelo menos do ponto de vista da ecologia humana, a busca da não violência, que é uma tendência natural dos seres inteligentes...

    ResponderExcluir
  3. É mas de toda forma oportuna esta pesquisa do Ministério do Meio Ambiente, vamos ver que números serão auferidos pós-Rio+20, acreditamos que toda essa história vai mudar, avançando um pouco mais nossa realidade brasileira e aliás, de todos os seres humanos de todos os país pelo alcance hoje da mídia relatando os eventos da ONU e todas as ações paralelas da sociedade civil.

    ResponderExcluir

Translation

translation