segunda-feira, 4 de junho de 2012

DEBATE NA UNESP SOBRE RIO+20 COM ECOLOGISTAS, ESTUDANTES E PROFESSORES

Mesa redonda para marcar o Dia Mundial do Meio Ambiente: Rio +20: para quê e para quem?

Os palestrantes ou debatedores neste evento, que comemora amanhã, 5 de junho, na região nordeste paulista o Dia Mundial do Meio Ambiente será uma espécie de desconferência ou um diálogo entre estudantes, também professores da Unesp campus de Franca (SP) com quatro ecologistas de diferentes áreas de atuação, todos discutindo o alcance maior, os limites e os erros da Rio+20, a Conferência da ONU sobre desenvolvimento sustentável agora entre 15 e 13 de junho, no Rio de Janeiro: simultaneamente, na mesma cidade, acontecerão outros eventos paralelos, como uma edição especial do Global Greens (encontro internacional de Verdes que atuam em cerca de 100 países) e outras atividades de lideranças socioambientais ou de cidadania em variados pontos do Rio, transformado nestes dias em capital mundial das lutas ambientais e do empenho para transformar em prática os discursos das autoridades governamentais, começando assim a se implantar gestões sustentáveis em todo o planeta. Mais de 180 países estarão representados, tanto na conferência oficial da Organização das Nações Unidas, como em eventos paralelos, como a Cúpula dos Povos (organizada pelos movimentos sociais e entidades de classe), o Global Greens (dos militantes do PV): neste contexto, haverá também shows, performances. troca de informações, realização de reportagens e documentários, contatos com a população e semeadura deste movimento para mudar e avançar a atual realidade do país e dos países, do ser humano e da vida, começando de fato a criação do nosso futuro, como comentou ao editar esta matéria o editor do nosso blog, Antônio de Pádua, o ecologista da Não-Violência, Padinha, que fará reportagens (também para a rádio regional Imperador AM) e realizará um documentário junto com João Noronha, Aguinaldo Lazarini e Di Pereira dos Anjos na Rio+20. Na Cúpula dos Povos, no Aterro do Flamengo, participarão da região a Ecofran, cooperativa de catadores de lixo e de reciclagem de Franca, bem como a BrasilBio, a entidade dos produtores e processadores de alimentos orgânicos, presidida por aqui e nacionalmente por José Alexandre Ribeiro. A MacBoot, empresa calçadista com uma linha ecologicamente correta  - que apóia direto este blog - , distribuirá mudas da semente Crotolária, leguminosa que alimenta líbélulas, predadoras do mosquito transmissor da Dengue, um dos problemas mais graves do dia a dia do Rio, a sede de todos estes acontecimentos, temas do debate desta terça-feira na Faculdade de História da Unesp, aberto a estudantes de outras faculdades, bem como a comunidade da cidade e da região. Neste debate mais informal ou desconferência, haverá também uma homenagem ao José Moreno, de Pedregulho, da SENP (Sociedade Ecológica do Nordeste Paulista), pela fundação e luta para avançar a administração do Parque Estadual das Furnas do Bom Jesus, reserva de vida nativa da macrorregião. Ele foi um dos milhares de ecologistas, alguns daqui do interior também, que há 20 anos participaram, também no Rio de Janeiro, da ECO 92, embrião do megaevento que está agendado para agora no Brasil.

Resumo do debate ou da desconferência em torno do significado da Rio+20 para todos nós

*Angela Maria Pimenta - Consultora em Sustentabilidade/Integração Latino-americana da OSCIP IDESUFRAN e Presidente da APD-NC

*Antonio de Pádua (Padinha) - Jornalista e editor do blog Folha Verde News
*Eliana Dancini - Professora adjunta em Antropologia e Coordenadora GEPEA/UNESP

*José Alexandre Ribeiro - Cirurgião dentista, empresário e presidente da BRASILBIO

*Wagner Deocleciano Ribeiro - Médico Pediatra/Homeopata, empresário e gestor financeiro da OSCIP IDESUFRAN

*Convidado homenageado: José Moreno - Criador do Parque Estadual do Vale Furnas do Bom Jesus

Mediadora: Maria Laura Pereira - Graduanda em História, integrante do GEPEA e Presidente do Instituto IDESUFRAN

Local: Anfiteatro 1 da UNESP

Dia: 5 de Junho (Dia Mundial do Meio Ambiente)

Horário: 20 horas

Parceria organização: IDESUFRAN-GEPEA/UNESP


O desenvolvimento sustentável e a criação do futuro são os temas centrais da Rio+20...

...e nesta terça-feira na Unesp em Franca tudo será enfocado com liberdade de informações

Fontes: Unesp Franca
             http://folhaverdenews.blogspot.com/


3 comentários:

  1. Este debate com professores universitários e com a nova geração (estudantes da Unesp) dará aos ecologistas da região a oportunidade de debater idéias, projetos e práticas que podem ajudar o desenvolvimento sustentável e por outra, erros, limites e problemas que podem atrapalhar este processo de criação do futuro.

    ResponderExcluir
  2. A data de manhã, Dia Mundial do Meio Ambiente, oficial da ONU em todo o planeta, se adequa mesmo a este tipo de debate ou diálogo e troca de informações com liberdade, colaborando para avançar as lutas socioambientais por aqui, dimensionando como está a realidade em geral também na Terra neste momento de decisão sobre nosso presente e sobre o futuro que podemos criar.

    ResponderExcluir
  3. Por sinal, a criação coletiva do futuro, será também o tema do documentário que a equipe do nosso blog de ecologia e de cidadania fará durante e a partir da Rio+20, que inicialmente se chama, Não-Violência X Fim do Mundo...

    ResponderExcluir

Translation

translation