segunda-feira, 23 de julho de 2012

DE REPENTE NA COPA PAULISTA O FUTURO DO FUTEBOL

No Grupo 2 a Francana pode liderar, agora apoiada pelo setor Calçados de Franca

Prestes a comemorar o seu centenário (12 de outubro, feriado de Nossa Senhora Aparecida), a Francana está bem na disputa da Copa Paulista, que reúne times das Séries A1, A2 e A3, dá uma vaga na Copa do Brasil e serve como laboratório para o Campeonato Paulista de 2013: com um co-patrocínio de algumas fábricas que se cotizaram para divulgar na camisa dos atletas e em placas nos estádios a marca Calçados de Franca, a equipe agora comandada pelo técnico André Oliveira, começou bem a competição, empatando em Rio Claro (0 X 0) e vencendo depois em casa, no Lanchão, ao rival histórico do interior e da região, o Comercial de Ribeirão Preto (1 X 0). Na sequência, nesta quarta-feira às 20h pega o Velo Clube novamente em Franca e tem chances de disparar na liderança do Grupo 2 da Copa Paulista, a popular Copinha da FPF. No sábado, 28, às 16h enfrentará outro rival histórico, o Botafogo de Ribeirão Preto, lá,  no Estádio de Santa Cruz, uma partida dificílima mas vale a pena lembrar ue tradicionalmente o clube de Franca tem sorte quando joga contra o Pantera em Ribeirão.
"É importante este apoio de empresas calçadistas, por enquanto são 40, esperamos que mais marcas participem, aumentando o volume do patrocínio, algo de que precisamos muito", comentou o presidente da Francana Fahim Issa Yousseff, "de toda forma é estimulante a comunidade apoiar nosso trabalho, que é um desafio, por outro lado, é inteligente aproveitar o marketing popular do futebol ainda mais nesta Copa Paulista que acontece em algumas das melhores cidades do interior do estado de São Paulo, um grande mercado consumidor". Fahim disse também estar buscando negociar um patrocínio maior para avançar o clube no ano em que faz 100 anos.
Cidades e times da vanguarda do interior que estão nas primeiras posições da classificação atual da Copa Paulista: no Grupo 1, Noroeste e Ferroviária de Araraquara, no 2, Francana e São Carlos, no 3, Ituano e Paulista de Jundiaí, no 4, quatro equipes emboladas, Juventus de SP, Atlético de Sorocaba, Audax (Grande SP) e São Bernardp do Campo (ABC).
Do ponto de vista futebolístico mesmo, a Francana tem que aproveitar estas rodadas iniciais para somar pontos e se possível, liderar, depois de encarar o Botafogo em Ribeirão Preto voltará a jogar somente dia 11 de agosto, possivelmente disputando a liderança do Grupo 2 com o São Carlos.

Um gol de arte e bons momentos de bola, falou Bernardo

De pé em pé com belos toques, Juan, Felipe Diniz, Ronaldo, Carlos Júnior e Vanilson, completanto de cabeça para o gol, foi a jogada que decidiu o clássico regional Francana 1 X 0 Comercial de Ribeirão Preto no domingo, um dos momentos de arte da bola neste jogo, onde houve contusões também infelizes de dois atletas da equipe francana, o volante Cedenesi e o goleirão Aldo. Houve algumas alterações, como as entradas do jovem meia Heitor, do goleiro Vitor e do artilheiro Piter, voltando de contusão: ele entrou nos minutos finais e foi um dos acertos do treinador, conseguiu mudar o panorama da partida, o Comercial teve que colocar dois homens na cobertura e isso diminuiu o ímpeto da reação comercialina, garantindo a vitória do time de Franca. Nos bastidores do jogo no Lanchão, o ex-jogador e empresário internacional de futebol Bernardo Fernandes Silva, assistindo o jogo com familiares e amigos, gostou do que viu e destacou em especial a atuação do zagueirão Jadson (que ganhou todas na defesa da Francana), bem como as jogadas de meio feitas pelos meias Jhuan e Ronaldo. O filho de Bernardo (ex-Corinthians, ex-São Paulo) estava no grupo, ele que atua no Sub17 do Audax, dirigido pelo ex-zagueiro Antônio Carlos Zago, agora técnico: "Apesar de algumas jogadas duras, coisa de jogo mesmo, não aconteceu nenhuma violência no estádio, isso é bom, é gostoso ver um jogo neste clima mais tranquilo", disse o garoto Bê.
Cerca de 2,5 mil pessoas acompanharam o jogo da Francana contra o Comercial e a expectativa é que a torcida pelo menos dobre nessa quarta-feira à noite, "afinal, a equipe está bem e buscando resgatar sua força, o povão tem que prestigiar", analisou por sua vez o jornalista Rodolfo Chiaverini.
O futebol do interior é um dos que mais revelam talentos e esta é também uma das funções da Copa Paulista, preparar o futuro, também para clubes como o de Franca, que já tem 100 anos de lutas no mundo da bola, tentando resgatar agora seus melhores momentos no país do futebol. (Padinha)

Fotos de David Radesca, aqui, Francana e Comercial de Ribeirão Preto na abertura do jogo...

...e nos bastidores, Bernardo junto com familiares, presidente Fahim, Padinha, Chiaverini e amigos 

Fontes: www.futebolinterior.com.br
             http://folhaverdenews.blogspot.com


3 comentários:

  1. De repente, nesta copa da FPF que é um laboratório para o Campeonato Paulista, reunindo times de muita tradição no interior, de várias séries, pode de surpresa surgir novos talentos e novas alternativas para o futebol, carente mesmo de criar o seu futuro no país da bola.

    ResponderExcluir
  2. Conforme disse um torcedor, que foi abraçar Bernardo, no intervalo jogo Francana 1 X 0 Comercial de Ribeirão Preto, Pedro Spessotto, "é um prazer prá comunidade francana receber um ex-jogador que é daqui e fez uma linda carreira e hoje é um dos empresários mais respeitados do nosso futebol".

    ResponderExcluir
  3. A nossa equipe, que vem acompanhando a Francana as últimas temporadas, sente que tanto a equipe como a estrutura que se busca mostram sinais de evolução: isto é, flashes de criação do futuro para o clube prestes a fazer 100 anos de história no interior paulista.

    ResponderExcluir

Translation

translation