sexta-feira, 21 de junho de 2013

MAIS DE UM MILHÃO E MEIO DE MANIFESTANTES EM 388 CIDADES DO BRASIL

Dois mortos, dezenas de feridos mas apesar da violência movimento de cidadania fala nas ruas
Um manifestante atropelado em Ribeirão Preto (SP), outro morto ao cair de viaduto em Brasília (DF), dezenas de feridos na manifestações em especial dos jovens em todas as regiões do país, a maior parte das passeatas foram pacíficas, mas em algumas houve incidentes violentos (como no Palácio do Imamaraty na capital federal), teve vandalismo e saque de lojas até em cidades do interior (como em Franca, SP), em alguns lugares deu para se perceber a presença de "vândalos de aluguel", além do conflito com a polícia, entre os próprios manifestantes alguns tumultos entre jovens com e sem partido político, porém de toda forma, a voz do povo falou novamente nas ruas, pedindo mudanças e avanços na realidade brasileira. Ao todo, 388 cidades tiveram manifestos ontem no Brasil, incluindo 22 capitais, médios e pequenos municípios. Mesmo com a redução de tarifas de transporte, motivo primário dos protestos, centenas de milhares de pessoas saíram às ruas pelas mais diversas causas, principalmente contra a corrupção, a PEC 37, a cura gay, os altos custos de realização da Copa do Mundo, mais investimentos para a educação e a saúde. Para se ter uma idéia das manifestações, em Vitória, aos gritos de “Não é Carnaval, é o Brasil caindo na real”, cerca de cem mil pessoas compareceram à frente da Universidade Federal do Espírito Santo. Depois de um ato pacífico, um pequeno grupo apedrejou prédios e entrou em confronto com a polícia. Foi este tipo de situação que se repetiu em várias cidades ou como em Porto Alegre, onde também houve atrito depois que a Brigada Militar bloqueou a passagem da marcha de 15 mil pessoas que seguia do centro para o bairro Azenha. Foram jogadas bombas de efeito moral e alguns manifestantes depredaram lojas. Em Santa Catarina, cerca de cem mil pessoas, em 39 cidades, saíram às ruas. Ninguém saiu ou entrou na Ilha de Santa Catarina no período das 19h às 21h, no que foi considerado o maior ato popular daquela região do sul do país. Em Recife, mais de 50 mil pessoas fizeram na maior parte do tempo um protesto festivo, prejudicado por alguns furtos. Mas o evento de maior beleza, praticamente sem violência e com um tom de inteligência, apesar de alguns desentendimentos e casos de intolerância entre manifestantes de tendências diferentes, aconteceu em São Paulo, onde mais de 100 mil pessoas reivindicaram Muda Brasil.


Muda e avança, Brasil na rua

Antes de começar manifestação em Franca (SP) ecologistas pedem violência não, inteligência sim


Manifestações em 388 cidades também no exterior mobilizaram mais de 1 milhão e meio de cidadãos e cidadãs

A maioria recusou a violência ou o vandalismo e elevantou a voz da cidadania também no interior do país

Fontes: AFP
             www.yahoo.com.br
             www.estadao.com.br
             www.uol.com.br
             http://folhaverdenews.blogspot.com

5 comentários:

  1. Ainda por volta das 16h30 antes de começar as manifestações, em Franca (SP) e em mais cerca de 100 cidades brasileiras, ecologistas pediam Violência Não, Inteligência Sim Para Mudar o Brasil. Mas em pelo 20% das 388 cidades, houve vadalismo, violência, até mortes...

    ResponderExcluir
  2. Vândalos de aluguel, intolerância entre manifestantes com ou sem partido, policiais despreparados ou muito predispostos ao confronto, rebeldes sem causa, aproveitadores fazendo saques de lojas, coisas assim favorceram a violência, porém, no contexto geral, Brasil na rua, a cidadania falou: o país vai escutar?

    ResponderExcluir
  3. Esta acontecendo reunião extraordinária da Presidente Dilma em Brasília, onde o Palácio do Itamaraty foi depredado e onde chegaram os efeitos do vandalismo, embora tenha chegado também a voz das ruas, pedindo, Muda Brasil.

    ResponderExcluir
  4. Mande aqui pro e-mail da nossa redação navepad@netsite.com.br informações sobre como foi a manifestação em sua cidade ou seu comentário, crítica, avaliação, opinião, participe deste movimento de cidadania para mudar e avançar nossa realidade. E olha que precisamos mudar muita coisa.

    ResponderExcluir
  5. As fotos da edição de hoje foram feitas ou editadas por David Radesca, em outra edição em breve, mais imagens, mais informações.

    ResponderExcluir

Translation

translation