terça-feira, 20 de agosto de 2013

DEZ MIL AMARILDOS EM DEZ ANOS NO RIO CONTABILIZA A OAB

Vem aí a campanha Desaparecidos da Democracia do movimento de cidadania e a OAB-RJ

A informação nos foi passada por Mônica Bérgamo que destaca este assunto hoje em sua coluna na Folha de São Paulo e também no site de jornalismo UOL: a OAB-RJ vai lançar uma campanha que exige um esclarecimento sobre mortes registradas como autos de resistência pela Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro. De acordo com a entidade, mais de dez mil "Amarildos" morreram no Rio de Janeiro entre 2001 e 2011, em ocorrências que envolveram policiais e que apesar de algumas evidências, até agora não foram elucidadas.O pior é que a maioria dos mortos são rapazes negros e pobres, eles são os "Desaparecidos da Democracia", como definirá o slogan da campanha da OAB-RJ que está sendo preparada e será lançada nestes dias: "Lideranças do movimento de cidadania e dos advogados cariocas estão articulando uma reviravolta nesta situação de ofensa aos direitos e de injustiça social", comenta por aqui no blog da ecologia Folha Verde News, o repórter e ecologista Antônio de Pádua Padinha ao editar este post. Mônica Bérgamo informa ainda que o advogado João Tancredo, que representa a família de Amarildo de Souza, diz esperar para hoje a definição da Justiça sobre a emissão de certidão de morte do pedreiro. A lei determina que uma pessoa precisa desaparecer por cinco anos para ter a morte presumida. "Mas, neste caso, já temos todos os elementos para concluir que ele não está mais vivo", afirma o advogado João Tancredo.Com a certidão, o advogado pedirá pensão para a mulher e os seis filhos de Amarildo. "Todos na verdade estão  desempregados", diz. A família, que morava num imóvel de um cômodo, "com o vaso sanitário ao lado do fogão", está agora na casa de uma tia, na Rocinha. "São 17 pessoas vivendo no local. As dificuldades são enormes". O sumiço do 10.001º Amarildo, além do mais é também agora uma questão humanitária.





Movimento de cidadania e OAB se juntam a familiares para questionar a situação de violência


Fontes: www.uol.com.br
             http://folhaverdenews.blogspot.com


5 comentários:

  1. Os jovens que foram às ruas de todo o país, no Rio prometem manifestação sobre o sumiço de Amarildo e esclarecimentos das autoridades do Governo e da Polícia desta reiterada situação de desaparecimentos, em especial de jovens da periferia do Rio de Janeiro.

    ResponderExcluir
  2. Desaparecidos da Democracia faz uma paródia com o slogan Desaparecidos da Ditadura, informando que em cerca de 10 anos, por volta de 10 mil casos similares ao de Amarildo de Sousa aconteceram e isso, somente no Rio.

    ResponderExcluir
  3. A campanha, coordenada pela OAB-RJ, a ser lançada nos próximos dias tem importância nacional e inclui áreas do direito, da justiça social e da cidadania na reivindicação que se relaciona com os direitos humanos ou os mais fundamentais do ser humano, oficializados pela ONU.

    ResponderExcluir
  4. 17 pessoas da família de Amarildo estão passando por grande dificuldade na Rocinha e este fato poderá também inspirar uma coleta de alimentos e de roupas para eles e para milhares de pessoas vivendo em situação de extrema pobreza nos bastidores da Cidade Maravilhosa.

    ResponderExcluir
  5. Caso vc tenha alguma informação ou comentário sobre esta campanha e este movimento, envie o seu e-mail para o endereço eletrônico do nosso blog de ecologia e de cidadania: navepad@netsite.com.br

    ResponderExcluir

Translation

translation