sábado, 10 de agosto de 2013

LÍDER DA ANISTIA INTERNACIONAL QUESTIONA VIOLÊNCIA E DIREITOS DE CIDADANIA NO BRASIL

Anistia questiona direitos humanos no país


Shetty, da Anistia Internacional, em visita ao Brasil
Salil Shetty, da Anistia Internacional, visitou "points" da periferia e das comunidades com maiores desafios
Shetty condenou a violência policial, comentou o dia a dia em pontos periféricos, ocorrências na Rocinha, e afirmou que a ação da polícia durante as manifestações dos jovens foi "um alerta para o cidadão brasileiro médio sobre como a polícia brasileira atua". Shetty passou esta semana no Brasil e ouviu relatos de violência de moradores do Complexo da Maré e de comunidades indígenas em Dourados, no Mato Grosso do Sul, onde visitou uma aldeia Guarani-Kaiwoá e se reuniu com lideranças de diversas etnias. Em Brasília, ele teve encontros com os ministros da Justiça, José Eduardo Cardozo, dos Direitos Humanos, Maria do Rosário, e o secretário-geral da presidência, Gilberto Carvalho. "Procurei transmitir para eles um sentido de urgência", disse. "Essas comunidades (tanto as indígenas quanto as favelas) estão perdendo a paciência e esta situação reflete negativamente a imagem brasileira no exterior". Shetty considerou que o governo tem porém muitas conquistas das quais deve se orgulhar, citando a redução da pobreza, a desigualdade de renda e a criação da Comissão da Verdade ou a agitação dos estudantes num movimento de cidadania. Concluiu que o Brasil precisa agir com urgência para proteger seus cidadãos e cidadãs, que são o que há de mais importância no país, lado a lado com os recursos naturais e a chance de criação de um futuro sustentável.
Salil Shetty fez uma avaliação crítica da realidade brasileira em seus pontos mais críticos

Fontes: BBC
             http://folhaverdenews.blogspot.com

4 comentários:

  1. Salil Shetty com a imunidade que tem como dirigente da ONG Anistia Internacional pôde captar em variados lugares e regiões do Brasil informações sobre os problemas sofridos em especial pela população com menor recursos e fez um balanço do que é mais urgente mudar.

    ResponderExcluir
  2. Não podemos ver a visita e a avaliação de Salil Shetty, da Anistia Internacional, como uma interferência nos assuntos brasileiros e sim como uma colaboração importante para que nosso país, via uma pressão de cidadania da sociedade civil possa mobilizar as autoridades públicas a uma ação nestes focos de maior incidência de problemas sociais, econômicos, ambientais.

    ResponderExcluir
  3. Recebemos aqui na redação do blog por e-mail o texto completo da avaliação crítica de Salil Shetty sobre o lado negativo Brasil, ele que procurou destacar também conteúdos positivos da realidade brasileira de agora: a seguir, estaremos resumindo e postando aqui nos comentários mais detalhes desta avaliação da Anistia Internacional.

    ResponderExcluir
  4. Mande sua informação, comentário ou opinião aqui para o blog da ecologia e da cidadania: navepad@netsite.com.br

    ResponderExcluir

Translation

translation