domingo, 11 de agosto de 2013

OS PAIS DO PAÍS NÃO ESTÃO SENDO HOMENAGEADOS HOJE

Além dos nossos ancestrais indígenas nesta data destacamos o Pai do Céu ou a graça da vida

Mesmo que boa parte de nós não tenhamos por uma ou outra razão nosso pai ao nosso lado nesta data, todos somos filhos de Deus, essa paternidade é a mais fundamental para todos nós, mesmo que não tenhamos religião ou nem nos liguemos em espiritualidade: a energia pura ou a graça da vida explica tudo o que existe. Com esta sintonia, ao invés de ficarmos procurando os defeitos nos outros, procuremos o lado divino que todo mundo tem: se a gente fizer isso, estaremos transformando o Dia dos Pais numa festa de fraternidade. Parece um pouco confuso, mas creio que tem tudo a ver nesta data nos religarmos todos com a nossa origem divina, a graça ou a mágica da vida, diante desta consciência universal, seremos todos irmãos e irmãs uns dos outros, por maiores ou menores que sejam as nossas diferenças ou distâncias. Outro fato que considero essencial, no caso, para nós brasileiros e brasileiras, é reverenciar os indígenas, os ancestrais da Nação, valorizar esta nossa cidadania nativa equivale a uma redescoberta do Brasil...Há mais de 120 etnias, hoje, mesmo se contando os índios aculturados ou vivendo nas cidades, eles não chegam a um milhão de pessoas, são uma minoria marginalizada, desprezada, até desconhecida, mas na verdade eles são os Pais do nosso País: reconhecer isso com emoção e respeito é uma questão de dignidade humana e de brasilidade. Os números oficiais IBGE citam que sobrevivem atualmente apenas 300 mil indígenas em cerca de 200 tribos e em várias regiões do Brasil, pesquisa linguística em 1985 catalogou 188 línguas nativas. Existem ainda as tribos isoladas, cerca de 100, mas outras podem ainda ser descobertas, povos indígenas ainda não contatados e isolados no território brasileiro. Segundo os índices de 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, 817 mil pessoas se classificaram como índios ou índias, embora milhões de nós possamos ser vistos, pelas nossas origens familiares e culturais, como ameríndios. Eu até considero que independentemente de dados e levantamentos ou sem qualquer pesquisa mais que todos nós, 220 e tantos milhões de pessoas neste país da natureza (e também em meio à atual violência socioambiental, pais da desnatureza) devemos assumir imediatamente e em tempo a nossa condição de filhos e filhas dos povos indígenas, talvez, assim possamos garantir uma proteção maior da ecologia. E com certeza será a melhor maneira de não somente comemorar mas até mesmo celebrar no Brasil o dia dos Pais, porque isso será algo histórico, que resgatará nosso passado e até ajudará a criação do nosso futuro. Podemos já agora começar  hoje um nova história de relacionamento com os Pais do País e além do mais, valorizando nossa origem indígena, aumentaremos o grau de nobreza da nossa árvore genealógica em termos de cidadania e sem dúvida seremos mais protegidos ainda por Deus e pela natureza. (Antônio de Pádua Padinha)

Hoje é o dia de resgatarmos o valor dos Pais do nosso País
 
Fontes: IBGE
             http://folhaverdenews.blogspot.com

5 comentários:

  1. O autor deste texto tem uma de suas avós, indígena, da tribo Kaiapó que predomina por aqui entre o Rio Grande e a Serra da Canastra, mas ele diz que todos, mas todos os brasileiros e brasileiras deveríamos assumir a condição de filhos e filha de indígenas, por uma questão de respeito e de cidadania.

    ResponderExcluir
  2. O nosso editor, repórter e ecologista Padinha escreve ainda no texto que postamos hoje aqui no blog que "valorizando todos as nossas orígens indígenas, estaremos resgatando o passado do nosso povo e ajudando a criação do futuro da Nação por uma questão de cidadania e de sustentabilidade".

    ResponderExcluir
  3. O que você acha desse enfoque? Deveríamos mesmo nesta data reverenciar os Pais do País? Você também acredita que, é hora de resgatar nossa origem indígena, mesmo que a formação familiar de algum brasileiro ou brasileira seja mais européia ou africana?...

    ResponderExcluir
  4. Mande aqui pro e-mail do nosso blog de ecologia e de cidadania a sua opinião, o seu comentário ou a sua mensagem neste Dia dos Pais, mesmo que você não queira incluir na sua árvore genealógica nenhum índio. A liberdade também faz parte do nosso ideal de cidadania e de luta: mande seu e-mail para navepad@netsite.com.br

    ResponderExcluir
  5. Em resumo, recebemos aqui sete mensagens, cumprimentando a originalidade de enfoque do nosso post de hoje, "que sai fora da mesmice babaca e sentimentalóide do Dia dos Pais que na verdade é uma data comercial, consumo de presentes", nos disse Camila Armando, da USP de Ribeirão Preto. Outras mensagens, duas sem identificação de nome ou local, as demais registrando apoio tb à causa indígena, como as de Mario Barbosa (Cotia, SP), José Aparecido Mendes (Rio de Janeiro), Luiz Penha (Salvador BA) e Hermes Tadeu (Franca, SP). Agradecemos a todos e entraremos em contato, abraços e paz.

    ResponderExcluir

Translation

translation