terça-feira, 13 de agosto de 2013

RELATO DA VIOLÊNCIA CONTRA ÍNDIOS (E TAMBÉM ALGUMAS CONQUISTAS)


Índios urbanos: vídeo resume seus problemas, suas lutas, sua visão da realidade de agora

Conforme informações de Bianca Pyl, que estão também no site nacional EcoDebate e em portais ligados a questões socioambientais em vários países, após mais de dois anos de pesquisas e atividades realizadas em conjunto com povos indígenas que residem em contextos urbanos, a Comissão Pró-Índio de São Paulo lançou o vídeo Índios na Cidade: desafios e conquistas”, no dia 9 de agosto, que foi celebrado como o Dia Internacional dos Povos Indígenas do Mundo. O vídeo estará disponível, a partir de sexta-feira, no canal do youtube da Comissão Pró-Índio: http://www.youtube.com/user/comissaoproindio
No vídeo, índios das cidades de Manaus, Boa Vista, Campo Grande, São Paulo, Osasco, Curitiba e Porto Alegre dão depoimentos sobre os desafios de viver no contexto urbano. As lideranças indígenas também relatam as conquistas em termos de políticas públicas de sua tribos. No Brasil, de acordo com o Censo de 2010, 36% da população indígena no Brasil reside em centros urbanos. "Um fato que considero essencial, no caso, para nós brasileiros e brasileiras, é reverenciar os indígenas, os ancestrais da Nação, valorizar esta nossa cidadania nativa como a mais fundamental o país, equivale a uma redescoberta do Brasil", comenta nosso editor o repórter  e ecologista Antônio de Pádua Padinha. Há mais de 120 etnias, hoje, mesmo se contando os índios aculturados ou vivendo nas cidades, no total eles não chegam a um milhão de pessoas, são uma minoria marginalizada, desprezada, até desconhecida, mas na verdade eles são os Pais do nosso País: reconhecer isso com emoção e respeito é uma questão de dignidade humana e de brasilidade.

Os desafios e as conquistas dos índios urbanos viraram um vídeo

Alguns índios se dedicam à educação do seu povo

Outros sobrevivem na floresta longe da cidade 

Xavantes preferem suas terras nativas a viver nas cidades

As crianças indígenas sentem os choques culturais da realidade

Os números oficiais IBGE citam que sobrevivem atualmente apenas 300 mil indígenas em cerca de 200 tribos e em várias regiões do Brasil, pesquisa linguística em 1985 catalogou 188 línguas nativas. Existem ainda as tribos isoladas, cerca de 100, mas outras podem ainda ser descobertas, povos indígenas ainda não contatados e isolados no território brasileiro. Segundo os índices de 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, 817 mil pessoas se classificaram como índios ou índias, embora milhões de nós possamos ser vistos, pelas nossas origens familiares e culturais, como ameríndios. A urbanização dos povos indígenas, fenômeno mundial, resulta, basicamente, de dois fatores. De um lado, em decorrência do crescimento urbano, alguns territórios indígenas são englobados pelas cidades. De outro lado, tem-se a migração de índios das aldeias para áreas urbanas, sobretudo em busca de melhores condições de vida.
Conforme explica Carolina Bellinger, assessora de projetos da Comissão Pró-Índio a produção do vídeo integra as ações da organização visando ampliar a visibilidade da realidade, demandas e conquistas dos índios na cidade. Essa realidade ainda é pouco conhecida pela sociedade civil e até pelo poder público.
O vídeo é notícia no blog da ecologia e da cidadania Folha Verde News, "sempre debatendo a questão indígena no Brasil aqui, como parte da luta de cidadania frente à violência da realidade", comenta por sua vez o nosso editor, Antônio de Pádua Padinha, que tem na família uma avó paterna de origem Kaiapó (os Kaiapós migraram com o avanço do café no nordeste paulista e sudoeste mineiro para o centro e o norte do Brasil, muitos acabaram se tornando índios urbanos entre o Rio Grande e a Serra da Canastra).  Bem, mas o produto cultural sobre os índios urbanos realizado agora conta com  a presença de múltiplas vozes de distintos povos indígenas, traz experiências concretas de políticas públicas ou de lutas que vêm contribuindo para efetivar os direitos individuais e coletivos dos índios, em especial, dos que vivem em contextos urbanos. A produção audiovisual integra o projeto “A Cidade como local de afirmação dos direitos indígenas”, realizado em parceria com o Centro Gaspar Garcia de Direitos Humanos e com o apoio financeiro da União Europeia e OXFAM. Uma produção que transforma a questão indígena também numa luta cult, para informar e mobilizar toda a população e os que lutam para criar o futuro sustentável.

 Fontes: http://www.youtube.com/user/comissaoproindio
             www.ecodebate.com.br
             http://folhaverdenews.blogspot.com

6 comentários:

  1. Está na cara a influência indígena na população brasileira, mas este vídeo debate os índios em transição da vida nativa junto às florestas para as cidades, saindo do seu habitat e enfrentando diferentes formas da realidade atual urbana e também afirmando em alguns casos a sua cidadania.

    ResponderExcluir
  2. A Comissão Pró Índio de São Paulo, que apoiou e está lançando o vídeo sobre os índios urbanos
    questiona a qualidade de vida dos indígenas, os ancestrais da Nação: valorizar esta nossa cidadania nativa equivale a uma redescoberta do Brasil...

    ResponderExcluir
  3. Há mais de 120 etnias indígenas no Brasil, hoje, mesmo contados os índios aculturados ou vivendo nas cidades, eles não chegam no total a um milhão de pessoas, são uma minoria marginalizada, desprezada, até desconhecida, mas na verdade eles são os Pais do nosso País: reconhecer isso com emoção e respeito é uma questão de dignidade humana e de brasilidade. Este vídeo indiretamente estimula esta emoção.

    ResponderExcluir
  4. Os números oficiais IBGE citam que sobrevivem atualmente apenas 300 mil indígenas em cerca de 200 tribos e em várias regiões do Brasil, pesquisa linguística em 1985 catalogou 188 línguas nativas. Existem ainda vivas as tribos isoladas, cerca de 100, mas outras podem ainda vir a ser descobertas, povos indígenas ainda não contatados e isolados no território brasileiro. De toda forma, acreditamos que a "indianidade" é um sentimento crescente no país, reflete o avanço brasileiro de cidadania.

    ResponderExcluir
  5. Procure vc tb assistir ao vídeo que está sendo lançado “Índios na Cidade: desafios e conquistas” e mande para cá sua mensagem ou comentário: navepad@netsite.com.br

    ResponderExcluir
  6. "A produção cultural alternativa é mesmo difícil, eu mesmo faço um documentário sobre violência há um ano e preciso de quase mais um prá terminar: a luta cult é difícil mas avança mais rápido a realidade, também, no caso dos índios urbanos", diz nosso editor Padinha no Facebook, comentando o vídeo Índios na Cidade, que levou mais de dois anos para ser realizado, sem praticamente nenhum apoio empresarial.

    ResponderExcluir

Translation

translation