quarta-feira, 25 de setembro de 2013

PARA WEC O BRASIL ESTÁ LONGE DOS PAÍSES DESENVOLVIDOS

Suíços lideram o ranking mundial de eficiência energética do Conselho Mundial de Energia

A Suíça e vários países da Europa, entre eles a Espanha, lideram o ranking mundial devido à eficiência energética, acesso aos recursos naturais e sustentabilidade ambiental, elaborado pelo Conselho Mundial de Energia (WEC).  Suíça, Dinamarca, Suécia, Reino Unido e Espanha são os únicos cinco países que receberam a nota AAA, segundo o relatório do WEC, uma organização não governamental com sede em Londres, muito respeitada no meio científico e dedicada à questão energética já por quase um século. "Este ranking sendo anunciado agora, simultaneamente à 68ª Assembléia Geral da ONU, que vai até a semana que vem, isso poderia impulsionar os países a mudar e avançarem a estrutura energética em geral ainda insustentável, praticando o desenvolvimentismo a qualquer custo, a dano do equilíbrio ambiental, algo que pode ser respeitado sem prejudicar a economia, basta usar a tecnologia contemporânea", disse por aqui no Folha Verde News o nosso editor de conteúdo, Antônio de Pádua Padinha, ao receber e editar neste blog estas informações dos sites Ambiente Brasil e Terra. Os países avaliados foram classificados com letras por seu desempenho em três categorias: como conseguem seu abastecimento de energia, o quão acessível a energia é para a população e quanto de sua energia provém de fontes renováveis de baixa emissão de CO2. O país latino-americano melhor colocado nesta classificação foi a Costa Rica (ABB, 21º na lista), e o pior, a Nicarágua (DDD, 113º). O Brasil, que obteve a nota ABC, ficou na 34ª posição, atrás da Colômbia (AAC, 24º) e da Argentina (ABB, 26º). Os Estados Unidos, que ocuparam o 15º lugar, obtiveram dois A por segurança e abastecimento de energia, mas C em termos de respeito ao meio ambiente, enquanto a China, com ADD, situou-se na 78ª posição, falhando no cuidado com o meio ambiente e no acesso à energia para todos. O último colocado do ranking foi o Zimbábue (DDD, 129º). O relatório se baseou em entrevistas com mais de 50 funcionários de governo, bancos de desenvolvimento e especialistas internacionais de mais de 25 países, informou o WEC.  Técnicos em desenvolvimento sustentável, economistas e estrategistas políticos entrevistados para o relatório pediram a implantação urgente de mais políticas de energia limpa e instaram a indústria energética a ajudar os países desenvolvidos a avançar para uma geração de energia sustentável, reequilibrando economia com ecologia. O relatório foi divulgado três semanas antes do Congresso Mundial de Energia do WEC, que será realizado em outubro em Daegu, Coreia do Sul. Uma forma de alimentar os debates com a informação da realidade que ameaça a estabilidade atual e o futuro da vida na Terra.

As energias Solar e Eólica podem colocar o Brasil entre os países mais desenvolvidos


Fontes: www.ambientebrasil.com.br
              www.terra.com.br
              http://folhaverdenews.blogspot.com

5 comentários:

  1. Este ranking do WEC é bastante oportuno e significativo para os debates sobre energia e desenvolvimento que acontecem também até 2 de outubro dentro da 68ª Assembléia Geral da ONU: o Brasil precisa mudar a sua estrutura energética para pode falar em sustentabilidade e ser cotado como um país desenvolvido na atualidade.

    ResponderExcluir
  2. Estados Unidos, China e Brasil são os casos mais escandalosos nesta avaliação do Conselho Mundial de Energia, enquanto que Suíça, Dinamarca, Suécia, Reino Unido e Espanha mostram o caminho do desenvolvimento de verdade e do futuro a bem da população e da própria vida do planeta.

    ResponderExcluir
  3. Esta classificação do WEC - Conselho Mundial de Energia - talvez seja a informação mais importante da hora em que os 197 representantes dos países na ONU estão falando em sustentabilidade e democracia. Na prática, sem uma estrutura contemporânea de energia, que concretiza a sustentabilidade (equilíbrio entre economia e ecologia), não há chance de superação dos atuais problemas nem de acesso da população aos recursos necessários em qualidade de vida.

    ResponderExcluir
  4. Nosso blog coloca a luta pela liberdade de informação, pelo diálogo os invés da força militar, da busca da paz e das energias limpas como as maiores prioridades do desenvolvimento hoje: mande vc tb a sua opinião, mensagem ou comentário para nosso e-mail navepad@netsite.com.br

    ResponderExcluir
  5. "Creio que este ranking Wec dos país em termos de energia sustentável ou não deveria ser a pauta principal da ONU nestas sessões desta semana e também, da mídia brasileira sobre o evento, mas este tipo de enfoque só mesmo nos blogs mais independentes": este foi o comentário que nos enviou por e-mail Ana Mara Santos, estudante da Unicamp. Mande vc tb a sua mensagem aqui para o nosso blog de ecologia e cidadania: navepad@netsite.com.br

    ResponderExcluir

Translation

translation