segunda-feira, 25 de novembro de 2013

A BICICLETA DO FUTURO JÁ EXISTE E ESTÁ CHEGANDO AO BRASIL

Pedaladas e freadas energizam a Copenhagen Wheel ajudando rendimento da bike e do ciclista

Esta e-bike foi lançada num projeto há 4 anos na conferência mundial do clima da ONU em Copenhagen e agora começa a ganhar espaço no mercado mundial de bicicletas, chegando também ao Brasil, nesse momento em que em todo o mundo todos buscam maior mobilidade urbana: na edição desta semana da revista Galileu há uma matéria especial sobre esta bicicleta criada dentro do Senseable City, o laboratório do MIT, o Massachusetts Institute of Technology, a grande diferença é que ela é capaz de acumular energia com as pedaladas e as freadas dos ciclistas, ajudando assim a agilizar o rendimento, a performance e a velocidade. "Nós já havíamos feito aqui no blog da ecologia e da cidadania um alerta sobre o excesso de impostos na importação de bicicletas, que chegam a quase 70% do preço de venda, isso dificultará também este avanço para os ciclistas brasileiros, temos que lutar para corrigir este absurdo junto ao Congresso em Brasília para que esta bike high-tech possa estar em nossas ruas mais rapidamente possível, ajudando o transporte individual e por tabela o coletivo", comentou aqui o editor do Folha Verde News, o repórter e ecologista Antônio de Pádua Padinha, que é ciclista há mais de 20 anos: "Em algumas cidades que têm um topografia de montanha, com muitas subidas e rampas, a Copenhagen Wheel ajudará bastante o dia a dia dos ciclistas e esta bicicleta com certeza ajudará a ecologia urbana".

 
A e-bike será um avanço mas no Brasil o problema será o preço por causa dos impostos


O motor da bike acumula a energia das pedaladas e das freadas

....high-tech na bicicleta, futuro já agora

























 A seguir algumas informações que obtivemos no blog  Idéia Nossa para você ter mais alguns detalhes sobre o avanço tecno e ecológico destas bicicletas que antecipam o futuro nas cidades e em todos os lugares, já que existe também a versão moutain bike. Sempre a inovar e sempre a apresentar inventos com tecnologia de ponta, desta vez o MIT (Massachusetts Institute of Technology) nos presenteia com uma bicicleta que realmente representa um avanço. O nome de código é The Copenhagen Wheel e a base deste invento móvel é a integração de uma roda traseira que aproveita a energia das travas (tipo o sistema da Formula 1), que depois de acumulada a energia volta a usá-la para, por exemplo, ajudar a subir uma rua mais inclinada. A energia é acumulada numa bateria, envolta num complexo sistema de gestão e que inclui um sensor capaz de detectar quando o ciclista necessita dessa energia extra para não ter de pedalar tanto. E como se não bastasse, este modelo de bicicleta inteligente virá acompanhado de uma tecnologia de interligação que permite ao ciclista conectar-se com outros ciclistas com modelos similares de bicicleta, podendo assim obter informações úteis como podem ser os níveis de poluição, engarrafamentos, trajetos. No fundo, será criada uma rede móvel para ciclistas! Quanto a preços e datas de fabrico, esperamos já pelos primeiros modelos com preços entre os 500 e os 1000 dólares, mas é preciso ver a questão das supertarifas brasileiras... Ideal para jovens, trabalhadores e ecologistas que buscam novas alternativas no tráfego, principalmente nesta época em que tanto se fala em mobilidade urbana e em poupar a Mãe Natureza com menor poluição, causada em grande parte pelos carros, caminhões e ônibus.

Fontes: Revista Galileu
             http://ideanossa.blogspot.com.br
             http://folhaverdenews.blogspot.com

7 comentários:

  1. A e-bike chega em boa hora para todos os que buscam nova alternativa de mobilidade urbana, também esporte, saúde e ecologia humana, o problema no Brasil são os altos tributos de importação (há casos dem que chegam a aumentar o preço em 70%), o Congresso Nacional precisa resolver este detalhe que prejudica toda a economia nacional.

    ResponderExcluir
  2. É um meio de transporte verde aliado aos mais recentes recursos tecnológicos e esta foi a proposta de Carlo Ratti, professor do MIT (Massachusetts Institute of Technology), ao criar a bicicleta batizada de Copenhagen Wheel (Roda de Copenhague). A inovação tem um suporte para iPhone no guidão e circuitos Bluetooth para integrar o aparelho à bicicleta. Na prática, uma e-bike.

    ResponderExcluir
  3. Por meio do iPhone de fácil acesso e dos sistemas da bicicleta (que ficam instalados dentro de uma pequena câmara vermelha na roda), o usuário lê informações sobre velocidade, distância percorrida e proximidade de outras bicicletas inteligentes. A principal função, porém, é calcular níveis de poluição na região em que o usuário se encontra.

    ResponderExcluir
  4. Segundo os cientistas do MIT, este tipo de informação pode ser cedido aos municípios, que terão dados também sobre a condição do ar de cada região, rotas preferidas por ciclistas e informações sobre trânsito. Vai nascer o biker repórter...

    ResponderExcluir
  5. Além das informações na tela do iPhone, a bicicleta também tem um sistema que facilita sua condução. Cada vez que o usuário aciona os freios, ela gera energia que pode ser usada para ajudar impulsão do ciclista em trechos mais difíceis. O próprio ciclista controla a liberação desta energia, apenas acelerando a velocidade com que pedala. Quem gosta de se mover pela cidade sempre de bicicleta, ainda tem um ajudante extra. Ela vem equipada com GPS, que também exibe informações na tela do iPhone.

    ResponderExcluir
  6. Se vc já tem ou conhece mais detalhes sobre esta e-bike ou se sabe o preço no Brasil e quem a está comercializando, mande a informação aqui para nossos internautas: pode ser também a sua opinião sobre os avanços da Copenhagen Wheel. Envie para navepad@netsite.com.br

    ResponderExcluir
  7. Estamos encaminhando este post sobre a necessidade de diminuir a tributação sobre a importação das bicicletas para o Presidente da Comissão de Meio Ambiente da Câmara Federal em Brasília, deputado José Luiz Penna (PV), fazendo a solicitação para agilizar esta medida no Congresso Nacional, que acaba refletindo positivamente para toda a população, a partir da maior acessibilidade das bikes no mercado.

    ResponderExcluir

Translation

translation