quarta-feira, 6 de novembro de 2013

POLÍCIA BRASILEIRA É UMA DAS VIOLENTAS E 70% NÃO CONFIAM NELA

No Brasil, policiais matam cinco por dia, 2 mil em um ano...


Os novos dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública foram o foco em uma reportagem de Wanderley Preite Sobrinho, do site iG São Paulo : a polícia brasileira é uma das mais violentas do mundo, revelam os números do 7º Anuário Brasileiro de Segurança Pública e de acordo com este levantamento, pelo menos cinco pessoas são vítimas da intervenção policial no Brasil todos os dias, manchando a imagem das corporações, quase 2 mil pessoas morreram em um ano em ações policiais.
Em 2012, 1.890 pessoas foram mortas em confronto com policiais em serviço, seguido pelo México, com 1.652 assassinatos. África do Sul (706), Venezuela (704) Estados Unidos (410) e República Dominicana (268), que aparecem nesta ordem na comparação entre países do continente americano.
“O índice brasileiro é superior ao do México, que vive uma crise na fronteira com os Estados Unidos”, compara o sociólogo Renato Lima, do Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Também por essa razão, a popularidade da polícia nunca esteve tão baixa. Pesquisa da Fundação Getúlio Vargas (FGV) informa que 70% da população não confia nas polícias, mais popular apenas do que os partidos políticos, rejeitados por 95% dos brasileiros. Nos Estados Unidos, 88% da população confia em seus policiais, enquanto na Inglaterra esse índice é de 82%. “Esse resultado está ligado não só aos assassinatos, mas à ineficiência nas investigações e mau atendimento recebido pela população”, avalia o Tenente Coronel da própria PM, Adilson Paes de Souza. Ele argumenta que os agentes também estão em perigo, mostrando que nas taxas de homicídio da população e de policiais, o risco de um agente morrer assassinado no Brasil é três vezes maior que em outros países. “A verdade é que não estamos protegendo nem a população nem os policiais”, acredita Renato Lima, do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, o que em síntese, como comenta o editor aqui do nosso blog Folha Verde News, o repórter e ecologista Antônio de Pádua Padinha, ativista também do movimento da Não-Violência, "isso significa que vivemos na atualidade do país uma insegurança pública, o que determina o aumento crescente da realidade de violência, que a gente pode ver como uma antiecologia da vida".

Os índices de mortes por arma de fogo revelam o faroeste da realidade do país

Policiais também se dizem muito ameaçados...

A insegurança pública do país que faz 5 vítimas por dia

O movimento de cidadania sofre com o clima de violência no país


Fontes: www.ig.com.br
               http://folhaverdenews.blogspot.com

7 comentários:

  1. Os dados do 7º Anuário Brasileiro de Segurança Pública constatam uma realidade muito violenta no país, uma das mais violentas do planeta.

    ResponderExcluir
  2. Enquanto nos Estados Unidos 88% da população confia em seus policiais e na Inglaterra esse índice é de 82%, no Brasil é ao contrário, algo longe disso: 70% da população não confiam na polícia.

    ResponderExcluir
  3. Duas mil pessoas mortas em ações policiais no espaço de um ano, estes números configuram uma situação de guerra civil, extrema violência.

    ResponderExcluir
  4. Não resolve apenas aumentar a eficiência policial, urge se estimular a criação de uma outra realidade no país, inclusive com estímulos a emprego, educação, bem como ao uso da inteligência e não da força, uma das bases culturais do movimento da Não-Violência.

    ResponderExcluir
  5. Mande vc tb a sua informação, mensagem ou opinião aqui para o e-mail do nosso blog, participando desta pauta de grande importância e urgência para a qualidade de vida de todos nós: navepad@netsite.com.br

    ResponderExcluir
  6. "Tem tantas formas da violência na realidade que essa policial ou a onda de crimes tudo isso a gente aceita como normal, mas concordo com esse blog que a gente tem que mudar a realidade que aí está": este e-mail chegou aqui assinado por Pássaro Louco. Chegou e mandamos prá frente voando.

    ResponderExcluir
  7. "Somos todos Amarildos" é o tema de uma entrevista do documentário "Não-Violência X Fim do Mundo" que está em fase final de realização, discute o desaparecimento de pessoas na situação violenta da realidade de agora, comprovada também peles dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, pauta do nosso blog hoje. Aguarde o documentário, depois mais informações sobre este trabalho cult.

    ResponderExcluir

Translation

translation