quinta-feira, 7 de novembro de 2013

TODOS ELOGIAM A BIKE COMO ESPORTE, SAÚDE E ALTERNATIVA DE TRANSPORTE MAS....

No Brasil a bicicleta paga mais impostos do que carros ou motos e isso complica demais

Pedro Sibahi fez matéria especial para o site e o jornal O Estado de São Paulo sobre esta contradição e nós aqui do blog da ecologia e da cidadania Folha Verde News trazemos um resumo destas informações e outras mais sobre as bicicletas num post que podemos chamar de Geração Bike. Elas são hoje uma boa  alternativa para melhorar a mobilidade nas grandes cidades, em algumas pequenas e médias, a depender da topografia e outras circunstâncias de cada espaço urbano, podem até virem a ser a solução para este problema: isso e mais os benefícios como prática de esporte, lazer, saúde, ecologia humana e os defensores das bicicletas estão agora também defendendo a redução da carga de impostos que é de 40,5% segundo a Aliança Bike, que reúne entidades do setor. Desde 1985, 27 projetos propondo a desoneração das bicicletas já foram colocados em votação na Câmara dos Deputados em Brasília. Até hoje, nenhum foi aprovado, mas as bicicletas produzidas no país (como a famosa Calói em Manaus) são atualmente as mais caras do mundo, ainda que a maioria dos consumidores sejam jovens e adolescentes ou trabalhadores de baixa renda, no caso de utilização do produto como meio de transporte.A  Aliança Bike e a Associação Brasileira da Indústria, Comércio, Importação e Exportação de Bicicletas, Peças e Acessórios (Abradib) se aliaram na mobilização pelo corte dos impostos. Elas querem baratear também os componentes importados, como sistema de câmbio, que não são produzidos no país.Com uma maior difusão de ciclovias em grandes capitais, isso pode favorecer a melhoria do trânsito e poderá ajudar a pressionar também a aprovação de projetos para baratear as bicicletas.Já existe o projeto de lei 4294 de 2012, parado na Comissão de Finanças e Tributação, que desonera bicicletas, suas partes e acessórios de Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), da Contribuição para os Programas de Integração Social e de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PIS/PASEP) e da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (COFINS). Esta desoneração seria um estímulo para que mais gente no Brasil venha a comprar bicicletas, ampliando também a evolução da atual geração de bikers. O ciclismo  não é só moda ou onda do momento mas também uma saída para o trânsito em variados tipos de cidades, além de uma alternativa para lazer, prazer e investimento em saúde em quaisquer lugares. Segundo um estudo feito pela Tendências Consultoria Integrada a respeito do setor de bicicletas no Brasil, esse tipo de produto está sujeito a uma tributação média de 68,2% sobre o custo de fabricação!...São três grandes fatores que que influenciam negativamente o acesso à bicicleta: infraestrutura, cultura e carga tributária, comenta Marcelo Maciel, presidente da Aliança Bike. Para ele, as esferas federal, estadual e municipal precisam trabalhar de forma conjunta:"A altíssima carga tributária incidente sobre a bicicleta, maior do que a que incide sobre motocicletas e automóveis, precisa ser reduzida", diz Maciel com propriedade. Baixar a carga de impostos, para o editor do nosso blog, o repórter e ecologista Antônio de Pádua Padinha, "esta é a pista para o futuro, é o principal caminho para a Geração Bike se afirmar no Brasil como um setor da população que tem a chance de vivenciar na realidade de hoje a ecologia humana".

A Geração Bike é uma tendência universal de comportamento na atual realidade urbana

Como lazer, esporte ou busca de saúde ou ecologia humana...

...ou como alternativa de mobilidade urbana integrada ao transporte coletivo


Fontes: www.estadao.com.br
               http://folhaverdenews.blogspot.com
 

7 comentários:

  1. Essa matéria de Pedro Sibahi tem muito a ver com a atualidade, com o pode realmente ajudar o vanço da Geração Bike e serve também para apimentar a Brasil Cycle Fair, feira do setor que acontece entre os dias 7 e 9 de novembro, no Expo Center Norte em São Paulo, uma chance de exposição na mídia desta pauta que envolve ecologia, esporte, saúde, transportes, alternativa de lazer e de prazer de viver.

    ResponderExcluir
  2. A bicicleta, que foi uma das invenções clássicas e históricas do gênio Leonardo Da Vinci, na época do Renascimento, hoje é estratégica na vida urbana e integra a utopia, por enquanto utopia, de uma forma de viver mais ecológica ou sustentável.

    ResponderExcluir

  3. Segundo o site do Estadão, os dados levantados pela consultoria Tendências, estima-se que em 2012 foram vendidas quase 5 milhões de bicicletas no Brasil, sendo que a produção nacional foi de 4,17 milhões de unidades. De acordo com a Abradib, a estimativa de vendas é um pouco mais otimista, esta entidade acredita que em 2012 foram comercializadas 6 milhões de bicicletas, das quais 4,5 milhões foram fabricadas pelo processo industrial e 1,5 milhões por montagem customizada em lojas ou oficinas especializadas. Metade dessa quantia seria de bicicletas compradas para transporte e 35% de toda a comercialização estaria centrada na região Sudeste do país. Mas ainda são dados em levantamento.

    ResponderExcluir
  4. Um estudo sobre o mercado brasileiro de bicicletas será apresentada pelo ex-Ministro da Fazenda Mailson da Nóbrega, na abertura da Brasil Cycle Fair, também neste evento, a Abradib promoverá um debate com parlamentares sobre o imposto zero no setor. Hoje, 3,4 milhões de bicicletas estão deixando de ser compradas devido a dificuldades no acesso ao produto, devido ao peso dos impostos que encarecem demais o produto, bem mais barato nos Estados Unidos e em outros países.

    ResponderExcluir
  5. Esta postagem aqui no blog da ecologia e da cidadania serve para passar do simples elogio da bicicleta para a busca de uma evolução em vários sentidos da Geração Bike, gente de todas as idades e setores do povo, em geral, identificados com a informalidade e a alegria de viver.

    ResponderExcluir
  6. Esta é a nossa pauta aqui no Folha Verde News, mande a sua opinião, mensagem, comentário ou informação, enviando o seu e-mail com nome e cidade onde está para navepad@netsite.com.br

    ResponderExcluir
  7. A garotinha na foto da Geração Bike é Ana de Pádua Barbosa, de BH, uma das cidades do país que vivem a onda da bicicleta, ali em torno da Lagoa da Pampulha principalmente.

    ResponderExcluir

Translation

translation