terça-feira, 5 de agosto de 2014

GISELE FAZ JEJUM DE PALAVRAS PELA SAÚDE DE TODOS E PELA PAZ NO MUNDO

Ela já está e ficará 3 dias em silêncio, meditando, ajudando assim também a luta dos pacifistas
 


A iniciativa pessoal e ecológica de Gisele Bündchen pela paz

Gisele Bündchen fez 34 anos no final do mês e desde então, talvez para ela marcar a sua jovem maturidade, vinha arquitetando algo diferente da sua rotina de desfiles, fotos, filmes, entrevistas: "Como todo pacifista hoje em dia em qualquer lugar da Terra, ela está chocada com a morte de centenas de crianças e de mulheres na Faixa de Gaza, consequência dos bombardeios de Israel em luta contra o grupo Hamas, mas que acaba atingindo é a população civil dos Palestinos naquela área de conflito ancestral, histórico e que continua na atualidade, já chega ao ponto de irracionalidade em sua violência", informa e comenta aqui no blog da ecologia e da cidadania Folha Verde News o nosso editor, o repórter e ecologista Antônio de Pádua Padinha. Ele está se referindo à notícia postada hoje no site PurePeople e que começa a ser noticiado por sites, portais e redes sociais em todo o mundo, com a informação de que Gisele Bündchen vai encarar o desafio de ficar três dias sem falar nenhuma palavra. A modelo anunciou em sua conta do Instagram, que fez um voto de silêncio junto da amiga Kiara Kabukuru, que também é modelo, também pratica Yoga e também é pacifista: "Aqui vamos nós... 3 dias de silêncio", escreveu a top na legenda da foto, em que aparece com as mãos de oração. Gisele é adepta da meditação, pratica yoga e é muito ligada a questões ambientais e ao pacifismo. O jejum é uma arma da Não-Violência como uma forma pacífica de luta. Ficar sem comer carne (isso ela faz sempre), sem fazer sexo (a castidade é mais difícil para uma artista nos States) ou então em silêncio são três das alternativas desta forma sutil de lutar. De lutar também pela paz. No caso, agora, no Oriente Médio e em outros pontos do planeta em conflito. "Gaza é aqui", dizem os pacifistas de vários lugares. Além deste lado mais elevado, com certeza, Gisele Bündchen e sua amiga de muitos anos e de muitas lutas (também nas passarelas) estão pensando em sua saúde, no reequilíbrio de suas vidas, para que elas consigam tirar o stress da profissão e da realidade. "O jejum, também o das palavras, é um canal para atingir tudo isso", comenta também o ecologista Padinha aqui no blog da gente. Antes de publicar as fotos, Gisele Bündchen também compartilhou  imagens que chegaram até nós aqui de um lugar paradisíaco, Kiara é a sua melhor amiga, além de ser a madrinha de Benjamin, primeiro filho dela com o esportista Tom Brady com quem vive: a übber aparece de costas dando um beijo nele, o seu jogador de futebol preferido (baba, Neymar)...  Em 2000, Kiara Kabukuru sofreu um terrível acidente em Nova York, onde foi atropelada por um caminhão enquanto pedalava. A modelo ficou sem trabalhar por quase uma década depois de passar por várias cirurgias reconstrutivas e teve então um apoio de Gisele Bündchen para se transformar de vítima de violência em parceira de luta pela saúde e pela paz. Também agora nessa Yoga de 3 dias e noites de silêncio, também por Gaza...

Kiara Kabukuru e Gisele colocaram em ação essa forma sutil de lutar

Assim como Bruna Lombardi fez na última sexta feira à noite...
...ecologistas e pacifistas daqui do interior apoiam também movimento pela paz
 
Padinha homenageou Gisele Bündchen com um poema de Lao-Tsé que tem mais de 5 mil anos
 
O Brasil e a realidade da vida podem vir a ser outros...
 
...se as pessoas, como Gisele e Benjamim, buscarem a energia mais pura
 
...seja num blog ou numa rede social ou...
 
...no meio do mato como os índios, a gente pode com nossa mente...
 
mudar o mundo de violência, em Gaza ou seja onde for
 
 
Fontes: www.purepeople.com.br
             www.folhaverdenews.com

8 comentários:

  1. A luta de todos os pacifistas, no Tibet, em Amsterdan, por aqui no interior do Brasil, em São Paulo (onde Bruna Lombardi liderou uma noite de mentalização pela paz), agora com Gisele Bündchen nos USA, essa forma sutil de lutar já está dando bons resultados...

    ResponderExcluir
  2. O Secretário Geral da ONU anunciou hoje uma trégua de paz entre Israel e o grupo Hamas, para alívio dos Palestinos, da população civil da Faixa de Gaza, sacrificada pelos bombardeios que já tiraram a vida de quase 2 mil pessoas, a maioria crianças e mulheres.

    ResponderExcluir
  3. "Temos que tornar a paz lá, aqui, em todo lugar, permanente", disse José Alexandre, líder dos orgânicos, que está na foto neste post com o esportista Chuí, o ecologista Padinha e um líder de cidadania do PV do interior do país que foram em Águas de Pedro, ao encontro de Fernando Gabeira: eles estão aqui também apoiando a luta de todo o pacifista do mundo, seja em Gaza ou onde for.

    ResponderExcluir
  4. Mande vc tb a sua mensagem para o nosso blog de ecologia e de cidadania pelo e-mail navepad@netsite.com.br

    ResponderExcluir
  5. "Esse movimento começou não foi hoje e não tem data prá parar, só quando a gente tiver paz de verdade": foi a msm que nos enviou de Natal (Rio Grande do Norte) o ecologista Pedro de Souza, que está a caminho da ilha de Fernando de Noronha: "Vou divulgar lá e onde estiver essa luta boa".

    ResponderExcluir
  6. "Vi na Folha, no site Uol, uma comparação entre o sofrimento do povo na Faixa de Gaza e dos índios em várias regiões do Brasil, concordo com esse enfoque e também com essa forma de lutar pela paz com paz que está enfocada agora aqui": é o comentário de Cidinha Silva Paula, que pratica esta forma de viver, tocando piano clássico, músicas suaves. 'Elas são um bálsamo no dia a dia de todo mundo", comenta esta msm por sua vez nosso editor.

    ResponderExcluir
  7. "Gaza é aqui, dizem os pacifistas de todo o undo: acho que essa frase resume muito bem esse movimento, além do mais, lindo, para mudar a realidade de violência atual": é a msm que recebemos do DJ Petruski, que veio de Portugal e está em casa de amigos em Petrópolis (RJ). Agradecemos as suas palavras, paz para você também, Petruski.

    ResponderExcluir
  8. Gaza é aqui, dizem os pacifistas de todo o mundo, como Petruski também...

    ResponderExcluir

Translation

translation