segunda-feira, 18 de agosto de 2014

NEW YORK TIMES, FOLHA E PUBLICAÇÕES CIENTÍFICAS MOSTRAM IMAGENS DA DESTRUIÇÃO DA TERRA

Aumentam desmatamento e desertificação em nosso planeta como atestam imagens de satélites e informações de cientistas, aumentando também até o risco de acabar a vida na Terra


No Planet Labs do New York Times, post que está também sendo reproduzido por aqui no Brasil em http://www1.folha.uol.com.br/ambiente/2014/08/1500684-imagens-da-terra-mostram-acao-humana-sobre-o-ambiente.shtml e em manifestações de cientistas voltados para o meio ambiente, tudo isso alerta sobre a ameaça que a atual civilização globalizada e das sociedades de consumo representa para a sobrevivência da natureza. Sem os recursos naturais, como a água, não haverá sobrevida. "Não se trata só de um clamor mundial dos ecologistas, mas estas imagens e informações apocalípticas precisam levar a atual geração de seres humanos a mudarem a realidade terráquea, criando uma nova forma sustentável de viver, equilibrando a busca do avanço econômico com a proteção da ecologia, para que exista futuro em nossa vida", comenta por aqui no blog Folha Verde News o nosso editor de conteúdo, o repórter e ecologista Antônio de Pádua Padinha, depois de acessar estas imagens e informações acima citadas. Faça isso você também e constate esta urgência de mudança nos rumos da forma de viver da humanidade. E para exemplificar esta situação limite, a gente usa uma postagem do site Ambiente Brasil, confirmando dados sobre como está em processo de "avanço" o desmatamento na Amazônia. Um sinal a mais do apocalipse da nossa natureza. E é o que até uma criança sabe, se os recursos naturais e hídricos continuarem a ser esgotar neste rítmo de destruição, não haverá chance de futuro para nenhum país aqui na Terra.

Mais uma notícia confirmando
Desmatamento na região amazônica em julho cresce 134% em relação ao ano passado
Em julho de 2014, foram desmatados 355 quilômetros quadrados de floresta na Amazônia Legal, de acordo com dados obtidos por satélite pelo SAD (Sistema de Alerta de Desmatamento), do Instituto Amazon. Isso representou um aumento de 134% em relação a julho de 2013, quando o desmatamento somou 152 quilômetros quadrados. Quando se faz uma comparação em um período de doze meses, porém, o aumento do desmatamento é ainda bem menor. O desmatamento acumulado no período de agosto de 2013 a julho de 2014 totalizou 2.044 quilômetros quadrados. Houve aumento de 2% em relação ao período anterior (agosto de 2012 a julho de 2013), quando o desmatamento somou 2.007 quilômetros quadrados. Em julho de 2014, a maioria (57%) do desmatamento ocorreu no Pará, seguido pelo Acre (21%), Amazonas (10%), Mato Grosso (9%), Amapá (1%), Rondônia (1%) e Roraima (1%).

Ecologistas recriam digitalmente arte de Van Gogh com o desmatamento da atualidade



Dados de satélite comprovam desmatamento e desertificação

Tragicamente imagem assim já  vai ficando cada vez mais rara 

 
Os recursos naturais e hídricos são a única chance de futuro para o planeta


Fontes: www.ambientebrasil.com.br
              www.uol.com.br
              www.folhaverdenews.com

             

8 comentários:

  1. Não se trata apenas de um clamor de ecologistas radicais mas de dados de satélite e análises científicas historiando a destruição da vida na Terra.

    ResponderExcluir
  2. A continuar neste ritmo atual o desmatamento, a desertificação, além de outros fatores como cultura da violência e desequilíbrio do ambiente e da saúde humana, nossa geração ao invés de criar o futuro, estará decretando o seu final.

    ResponderExcluir
  3. Ester alerta aparentemente apocalíptico é real e a mesma inteligência que alerta sobre a destruição da vida no planeta, informa sobre rumos que podem restaurar o equilíbrio ecológico e promover a criação de uma nova forma de viver dos seres humanos de hoje.

    ResponderExcluir
  4. O desenvolvimento sustentável, as energias limpas e novos comportamentos como a não-violência ou uma recriação atual de uma nova forma de humanitarismo e até de civilização estão no rumo de se garantir vida ao nosso futuro.

    ResponderExcluir
  5. Este desafio grande demais engrandece a nossa atual geração humana? Mande vc tb a sua informação, comentário ou mensagem aqui pro nosso blog pelo e-mail navepad@netsite.com.br

    ResponderExcluir
  6. "Nesse rumo de mudar a atual forma de viver dos homens creio que a saída nos foi indicada pelos hippies dos anos 60, pensar globalmente mas agir localmente, no caso da gente, em cada local de destruição da ecologias por aqui no Brasil": este é o trecho principal da mensagem que nos envia Mariana Soares, estudante de Geografia na Unesp.

    ResponderExcluir
  7. "O tratamento digital da pintura de Van Gogh é um alerta chocante": esta é a msm de Sebastião Alves Ferreira, executivo de Informática, em São Paulo (SP).

    ResponderExcluir
  8. "Segundo estudo publicado em uma edição especial da revista Science, nossa espécie provocou a extinção de 322 animais ao longo dos últimos 500 anos, sendo dois terços nos últimos dois séculos. Muitos animais ainda correm o risco de desaparecer, e o ritmo de extinção de anfíbios e invertebrados preocupa os especialistas. O segundo grupo foi reduzido quase a metade, enquanto a população humana dobrou nos últimos 35 anos. Ecologistas, zoólogos e outros cientistas acreditam que podemos chegar a um ponto irreversível em escala global se medidas urgentes não forem tomadas para reverter esse processo": Everaldo Alves de São Paulo (SP) nos enviou esta notícia que ele captou na terça, 19 de agosto, no site Ambiente Brasil.

    ResponderExcluir

Translation

translation