segunda-feira, 22 de setembro de 2014

MANIFESTAÇÕES E PROTESTOS LIGADOS AO CAOS DO CLIMA EM VÁRIOS LUGARES DO MUNDO

Problemas no norte/nordeste paulista e no sul/sudoeste mineiro são destaque aqui no blog


 
Manifestações exigindo providências urgentes contra as mudanças climáticas acontecem hoje em todo o mundo - há relatos de protestos em mais de 2 mil lugares. Amanhã, a ONU realizará uma conferência sobre o clima em sua sede, em Nova York, com a presença de 125 chefes de Estado e de governo - a primeira reunião do tipo desde a conferência de Copenhagen, em 2009, considerada um fracasso. Ban Ki-moon diz esperar que os líderes mundiais consigam, desta vez, avançar em um acordo universal a ser assinado por todos os países no fim de 2015. Chamadas de People's Climate March (Caminhada pelo Clima, no Brasil) pedem a diminuição de emissões de carbono antes do início da conferência do clima da ONU, que acontecerão em Nova York . No Brasil, cerca de quatro mil pessoas participaram da Caminhada pelo Clima, sob a chuva, no Rio de Janeiro. Em outras 22 cidades brasileiras ocorreram algum tipo de protesto ou manifestação, a maior parte via Internet. Foi o caso também da gente, que já há quatro dias estamos fazendo alertas sobre o Caos da Seca por aqui no blog da ecologia e da cidadania Folha Verde News. No Rio, na sexta-feira à noite, ecologistas foram  organizadores de uma performance para chamar a atenção sobre o movimento climático:  eles iluminaram o Cristo  Redentor de verde e projetaram mensagens convidando à participação na manifestação.  Na maioria das cidades do nosso país, a proximidade das eleições e a campanha eleitoral que está no ápice prejudicaram as manifestações e protestos. "Nós aqui do interior brasileiro, do norte/nordeste paulista e sul/sudoeste mineiro nos manifestamos aqui neste blog e em redes sociais, como no Facebook, não deixando passar em branco essa luta verde pela vida",  comentou o nosso editor, o repórter e ecologista Antônio de Pádua Padinha, que a seguir resume alguns dos eventos que aconteceram como mobilização e alerta pela Cúpula da ONU sobre o casos do clima no planeta. Em Manhattan, dezenas de milhares de pessoas estão em uma manifestação que tem a presença do próprio secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, e do astro de cinema Leonardo DiCaprio, que foi nomeado representante de mudança climática da ONU na semana passada.
"Este é o planeta onde as próximas gerações vão viver. Não existe plano B, porque não temos o 'Planeta B'", disse Ban Ki-moon a jornalistas. O secretário-geral está acompanhado pela primatologista Jane Goodall e pela ministra francesa da Ecologia, Segolene Royal. Os organizadores do evento de Manhattan dizem ter atraído 550 ônibus lotados de ativistas - o que dizem ser o maior protesto sobre o tema nos últimos cinco anos.

Manifestação por ação contra mudanças climáticas em Nova York | Foto: EPA
Manifestações aconteceram em mais de 160 países antes de conferência do clima na ONU

Ban Ki-moon, Jane Goodall, Al Gore e Segolene Royal em manifestação em Nova York | Foto: AFP
ONU quer conseguir que países avancem em acordo sobre ações contra mudança climática

Leonardo DiCaprio e Mark Ruffalo em Nova York | Foto: EPA
Ecologistas e líderes de cidadania participaram de atos públicos nos States e na Europa
 
Eles afirmam que a mobilização pretende transformar a mudança climática "de preocupação ambiental a assunto de todos". Executivos, ambientalistas e celebridades também participam de manifestações em 161 países - entre eles Reino Unido, Afeganistão e Brasil. Na Austrália, organizadores dizem que cerca de 20 mil pessoas compareceram às ruas em Melbourne para pedir ao primeiro-ministro Tony Abbott para fazer mais a respeito das mudanças climáticas. O correspondente da BBC em Sydney, Phil Mercer, diz que os manifestantes temem que o país enfrente mais períodos severos de seca, incêndios florestais e tempestades caso as emissões de gases estufa não sejam reduzidas.

Manifestantes no Rio, dia 21 de setembro de 2014 | Foto: AP
Apesar da chuva, cerca de 4 mil pessoas participaram de Caminhada pelo Clima no Rio

Cristo Redentor iluminado de verde | Foto: AP
Cristo Redentor verde na sexta-feira para ajudar alerta e mobilização

Na próxima terça-feira, a ONU realizará uma conferência sobre o clima em sua sede, em Nova York, com a presença de 125 chefes de Estado e de governo - a primeira reunião do tipo desde a conferência de Copenhagen, em 2009, considerada um fracasso. Ban Ki-moon diz esperar que os líderes mundiais consigam, desta vez, avançar em um acordo universal a ser assinado por todos os países no fim de 2015. Ele disse que iria "dar os braços àqueles protestando por ações contra a mudança climática" para mostrar que a ONU está "com eles do lado certo deste assunto chave para nosso futuro comum". O analista de meio ambiente da BBC, Roger Harrabin, diz que, apesar da mobilização, ainda pode ser difícil conseguir um acordo entre os países sobre o clima. "Os protestos trouxeram mais pessoas do que nunca às ruas, graças ao poder do site de campanhas virtuais Avaaz. E Ban Ki-moon espera conseguir algo novo em meio ao 'culpe seu vizinho' comum nas conferências climáticas", disse Harrabin. "Desta vez, ele convidou os líderes mundiais a fazerem sugestões públicas de ações para lidar com o problema. Certamente alguns países menores farão novas contribuições, mas os grandes jogadores continuarão a partida de pôquer, segurando as cartas até avaliarem o que está na mesa."

Os rios e as nascentes secos foram o centro do protesto por aqui na macrorregião neste blog

Fontes: BBC
              www.folhaverdenews.com
 

5 comentários:

  1. Em termos internacionais, em todo o planeta, também por aqui em nosso país, os desequilíbrios socioambientais ligados ao clima são a maior advertência de que precisamos com urgência mudar e avançar a nossa realidade, hoje, insustentável.

    ResponderExcluir
  2. Devido às eleições e a campanha eleitoral de candidatos e partidos em curso no Brasil, também por aqui na nossa região, claro, o movimento se viu prejudicado, poderia ser confundido com este contexto, vai daí que em muitos lugares, as manifestações e protestos se concentraram na Internet.

    ResponderExcluir
  3. Este foi exatamente o caso aqui do interior, pelo menos por aqui na nossa região (norte/nordeste paulista e sul/sudoeste mineiro): através deste nosso blog de ecologia e de cidadania fizemos ao longo de toda essa semana postagens sobre a questão climática, SOS Seca.

    ResponderExcluir
  4. À noite estaremos postando aqui manifestações de internautas que enviaram msm ao e-mail do nosso blog navepad@netsite.com.br

    ResponderExcluir
  5. Mariângela Santos, de Poá (SP), Mário Porta, professor de Geografia de Vitória (ES), Neide Rosa, esteticista de Ribeirão Pires (SP) e André Pareira (de São Paulo) nos enviaram e-mails sobre a Cúpula do Clima da ONU e protestos contra a escassez de chuvas e de água. "Com certeza, o problema não é só da natureza, é muito mais, da falta de uma gestão do Governo de SP, algo que se repete em outras regiões do país, hoje com clima nordestino, contrariando a história natural destes lugares, por exemplo, aqui, com clima sempre equilibrado": é a opinião de A. Seichas, que estuda na Unesp de Bauru (SP).

    ResponderExcluir

Translation

translation