onca gambarini 36366 Populações de animais foram reduzidas à metade nos últimos 40 anos, alerta WWF
A Onça Pantaneira é uma das espécies reduzidas à metade de sua população no Brasil
 
Em síntese, o documento mostra que a demanda global é maior que a capacidade de reposição do planeta. Atualmente, seria necessária uma Terra e meia para atender as necessidades atuais. Estamos gastando 50% a mais do que a natureza é capaz de repor por ano, e a tendência é crescer, porque a classe média, principalmente na Ásia, vai crescer muito, e as demandas vão aumentando. Mas apesar dos índices, a WWF destaca que existem ações para reverter a perda de biodiversidade. “Existem pacotes de medidas para agricultura de baixo carbono, uma série de alternativas tecnológicas para geração de energia limpa. Existe uma série de providências que podem vir a ser fundamentais para a sobrevivência das espécies nativas, tanto animais como vegetais na natureza do Brasil. Com relação à América Latina, Jean-François lembra ainda que as recentes catástrofes ambientais e crises como a de água, na região da Cantareira, em São Paulo, por exemplo, ajudam a chamar a atenção para o tema ambiental. “Existe um nível de consciência crescente na região como um todo, dos governantes em geral, das autoridades acadêmicas e da população com relação a questões ambientais. Isso faz com que a agenda ambiental se torne uma agenda de prioridade para todos que amam a vida e querem avançar ao futuro”.

Antes muito avistado na Serra da Canastra e no sudoeste mineiro, o Tamanduá Bandeira é cada vez mais raro

As Saracuras do mato sobrevivem nos últimos brejos de matas frias daqui do interior

Fontes: Agência Brasil
              www.envolverde.com.br
              www.folhaverdenews.com