quarta-feira, 22 de outubro de 2014

JORNALISTA DA ASSOCIAÇÃO PAULISTA DE JORNAIS DIVULGA MOVIMENTO DO BLOG FOLHA VERDE NEWS

Wilson Marini destaca como Movimento Verde a campanha de reflorestamento deste blog


Imagem enviada ao nosso blog sobre a campanha para recuperar áreas desmatadas do Brasil

Wilson Marini divulgou este movimento via a Associação Paulista de Jornais

Este respeitado jornalista escreveu nesta quarta-feira, 22 de outubro, no jornal Comércio da Franca um comentário positivo sobre o "esforço gigantesco" que será reflorestar com mudas nativas e frutíferas áreas desmatadas na Amazônia, no Cerrado, no interior paulista e brasileiro: a coluna de Wilson Marini é publicada ao mesmo tempo neste jornal francano e em dezenas de outros veículos de várias cidades do estado de São Paulo, seu texto é distribuído pela Associação Paulista de Jornais e alcança milhares ou até milhões de leitores. Frequentemente, ele analisa pautas ligadas ao desenvolvimento sustentável (ou sobre vários temas da economia ecológica): na semana passada Marini escreveu a respeito do aproveitamento da Energia Eólica (como forma de diminuir os impactos socioambientais no clima e no processo de aquecimento global). Hoje, completando informações sobre o que pensam vários prefeitos paulistas (a partir de pesquisa do Cepam), analisou a crise hídrica, o caos do clima que veio a colocar São Paulo no mapa da seca nordestina nesse momento do Brasil. E para finalizar, citou com oportunidade a campanha pelo replantio de milhões de mudas nativas em biomas que têm perdido o seu equilíbrio ecológico: "somente uma ação gigantesca poderá afastar o risco de caos total do clima". Ele explicou que esta iniciativa é do blog Folha Verde News, divulgou nosso webendereço e informou que a campanha é inspirada em ação do Centro Internacional da Pesquisa Florestal (Cifor).  Em nome dos que vão à luta pela ecologia, pela cidadania e acessam frequentemente este nosso blog, agradecemos ao jornalista ambiental Wilson Marini e à Asssociação Paulista de Jornais (APJ): a gente lançou uma semente no que chamamos de Movimento Monstro (para recuperar a ecologia perdida no Brasil) justamente para divulgar esta necessidade de um replantio em massa no país, onde somente na Amazônia e apenas entre 2013 e 2014, o desmatamento cresceu 70%. Cientistas especializados já detectaram que os sintomas de caos no clima paulista e brasileiro, como a seca nordestina por aqui no sudeste, estão ligados ao rombo do desmatamento, ao excesso de agrotóxicos, ao desrespeito às áreas de preservação permanente, a variadas formas de poluição, ao aquecimento global também.  Os efeitos negativos disso envolve a saúde da população e do Meio Ambiente. Agradecemos a sintonia de Marini com esta causa verde, que levou o especialista Markku Kanninen, diretor do Programa de Serviços Ambientais e Uso Sustentável das Florestas (Cifor),  obter o apoio do Japão para realizar 5 pesquisas sobre como melhor recuperar áreas alteradas em florestas brasileiras, em especial na Amazônia. César Sabogal, Everaldo Almino e Silvio Bienza Júnior participaram destes estudos que, por sua vez, embasam a luta do Movimento Monstro que estamos tentando semear. A Unic, o serviço de assessoria de imprensa da ONU, já está informada sobre esta iniciativa que tem o potencial de mobilizar apoios e recursos nacionais e internacionais, levando em conta o valor da biodiversidade e do reequilíbrio ambiental do nosso país, prevenindo problemas climáticos, em nível local, continental e até planetário, se a gente considerar o peso atmosférico da Amazônia, do Cerrado e do Brasil. O objetivo é garantir a própria vida da nossa natureza desde já e nas próximas décadas, quando o problema se agravará. Com base em todo esse conteúdo verde o Movimento Monstro (monstro por causa do tamanho do desafio que ele representa) será que conseguirá recuperar a ecologia brasileira perdida, em especial com o desmatamento?.. A luta está apenas começando, com a bênção ambientalista de Wilson Marini e do Cifor, não é só nossa e já ganhou outras adesões (como do produtor cultural de vanguarda e líder de cidadania Clóvis Vieira, que atua entre São Paulo e Rio de Janeiro e foi um dos inspiradores desta campanha). Conseguiremos superar o desafio monstro e repovoar com espécies florestais através de milhões, bilhões ou trilhões de mudas nativas, o rombo ambiental e climático causado pelos desmatamentos? A luta está semeada, agora, depende de outras entidades ambientalistas e também de autoridades governamentais de vários lugares e tendências, se unirem a esta campanha para recuperar a ecologia do Brasil. O desafio monstro e do bem está lançado. (Texto do repórter e ecologista Antônio de Pádua Padinha  - navepad@netsite.com.br  - Fonte: www.folhaverdenews.com)


Foto do caderno especial Vidas Secas do jornal Comércio da Franca
 

Lado a lado com os desmatamentos as queimadas provocam seca e caos do clima

A luta pela recuperação da ecologia em áreas desmatadas é local, nacional e planetária
 

Na divisa entre São Paulo e Minas Gerais sobrevivem (ainda) nascentes e mananciais

                                      
O rombo do desmatamento em vários biomas do Brasil detectado por satélites espaciais

Povos nativos também prejudicados podem ajudar no replantio em massa
 

Entidades como a SOS Mata Atlântica mantém mudário de espécies nativas

Quem vencer a eleição agora terá também que encarar este desafio monstro do Brasil




12 comentários:

  1. Consideramos Cifor, Markku Kanninen, sua equipe de pesquisadores e agora também, o jornalista ambiental Wilson Marini, padrinhos desta campanha para recuperar a ecologia perdida do Brasil.

    ResponderExcluir
  2. Estamos enviando uma cópia deste post e deste semente de um movimento para o internauta e produtor cultural de vanguarda em São Paulo, cineasta e designer Clóvis Vieira, que acessando nosso blog postagens sobre o caos do clima, nos alertou sobre a necessidade urgente de um replantio monstro de nossas florestas. Premonizando o Movimento Monstro...

    ResponderExcluir
  3. Trata-se de uma desafio extraordinário conseguir levantar no Brasil de agora este movimento: mas nosso blog da ecologia e da cidadania abre espaço para a busca desta solução sustentável para o caos do clima brasileiros, que esta seca nordestina no Sudeste, clama.

    ResponderExcluir
  4. Já enviamos para a ONU via a UNIC, para entidades ambientalistas e lideranças brasileiras da cidadania, este desafio: a gente espera que este semente mínima aqui do blog venha a se transformar mesmo num movimento de recuperação da ecologia perdida no Brasil.


    ResponderExcluir
  5. Procure, se assimilar ou encarar este desafio, divulgar este post para quem ama ou luta pela ecologia. Vamos juntos nessa luta, todos. Mande a sua visão deste movimento para o e-mail do nosso blog: navepad@netsite.com.br

    ResponderExcluir
  6. Envie a sua msm aqui pro e-mail do nosso blog para gente conseguir levantar este movimento, impossível para nós nesse momento, por causa dos nossos limites, como blog, mas plenamente viável para o movimento ecológico, científico e de cidadania do país e do planeta. Mande o seu e-mail para navepad@netsite.com.br

    ResponderExcluir
  7. "Não sei como, mas gostaria de participar desse movimento de plantio de árvores e restauração de florestas, já morei em Palmas no Tocantins e no norte de Minas, hoje estou em plantação de café no Espírito Santo": é a mensagem que nos manda Eurípedes que envia fotos da seca onde vive sua família em Montes Claros (MG).

    ResponderExcluir
  8. "Curti muito a mensagem do Markku Kanninen, do Cifor, bem como a idéia desse movimento de um reflorestamento massivo com espécies nativas de nossas florestas", é em resumo o e-mail da professora de Biologia na rede pública em Londrina (Paraná), Carina Almeida.

    ResponderExcluir
  9. "Precisamos repintar o Brasil de Verde. Replantar nossas florestas. Não há água sem floresta. Precisamos empreender ações de reflorestamento já": é a msm que nos envia via Facebook o produtor cultural de vanguarda, Clóvis Vieira, de São Paulo (SP). Vamos juntos. Participe você aí, também.

    ResponderExcluir
  10. "Não conheço pessoalmente o Padinha, já tinha acessado antes este blog sempre com postagens interessantes e ambientais, agora com este apoio do Wilson Marini, do Cifor, do Markku Kanninen e de quem quiser e puder ir apoiando, creio que o movimento verde o Brasil conseguirá avançar uma campanha destas, seja qual for o Presidente ou a Presidenta do país": opina Geraldo Azevedo, de Campinas (SP), empresário de Informática.

    ResponderExcluir
  11. "Boa ideia esse movimento, creio que vocês poderiam contatar as entidades ecológicas mais fortes, especialmente as internacionais, como o Greenpeace ou a WWF para ajudarem superar este desafio que é mesmo monstro": é a opinião de Kairo Barbosa, do Rio de Janeiro (RJ) que se prepara para entrar na UFRJ. OK, Kairo, boa sugestão, obrigado e paz aí.

    ResponderExcluir
  12. "Acho que esse é o movimento da hora e fico atento daqui de Guarujá p/participar como der e vier": é a msm que recebemos de Sebastian Carlos, surfista e estudante. Vamos juntos, Sebastian.

    ResponderExcluir

Translation

translation