quarta-feira, 12 de novembro de 2014

A BOMBA DO BEM É ARMA PARA AGILIZAR O MOVIMENTO MONSTRO

Um desafio é monstruoso para um objetivo angelical: recuperar a ecologia perdida em nosso país com o desmatamento e a falta de gestão ambiental

A BOMBA DO BEM é o que faltava para o MOVIMENTO MONSTRO...Como você já foi informado por aqui no Folha Verde News, só com o plantio de trilhões de mudas nativas na Amazônia, no Cerrado, no Nordeste, no Centro, Sudeste e no Sul do país poderá vir a ser recuperado o equilíbrio da ecologia perdida, afastando o risco do caos total do clima no Brasil onde milhões de hectares de florestas desapareceram e precisam ser restauradas. Esta arma agrícola chamada de bomba foi destaque também em sites como o G1 e o Ambiente Brasil.



Esta alternativa que nasceu com a prática agrícola de um grupo de voluntários de São Tomé das Letras (MG), apelidada de Bomba do Bem, ajudou bastante a reflorestar uma área nativa que sofreu uma grande queimada no sul mineiro. Este material é feito à base de terra, argila, esterco, água e sementes de árvores nativas e frutíferas da região, fazendo com que se agilize o replantio e portanto a recuperação ali de mais de mil hectares de mata destruídos por um incêndio no pico da seca deste ano. Esta técnica, que inclui adubação, foi pesquisada e descoberta na Internet. A chamada bomba na verdade é um material orgânico, contendo argila, isso para garantir a umidade necessária e assim ocorrer o desenvolvimento das sementes das mudas florestais mesmo no ambiente que estava hostil pós-incêndio, com toda a vegetação queimada e pouca ou nenhuma água. Agora que as chuvas estão recomeçando, este fato também ajudará este desenvolvimento. Confeccionada em forma de bola, a bomba do bem foi arremessada nos principais pontos atingidos pelo fogo. Em contato com o solo, o material orgânico vai se decompondo e espalha as sementes. Uma ferramenta para o reequilíbrio ecológico, que pode ser usada em todas as regiões atingidas pela seca no caos do clima agora. 


Reabilitação florestal: uma luta urgente que precisa avançar já no Brasil


Diante do desmatamento monstro que desequilibra a ecologia brasileira, afeta o clima até em regiões brasileiras antes mais temperadas, como do interior de São Paulo, o nosso blog de ecologia e de cidadania fez o lançamento de um desafio: será que cientistas, ecologistas, entidades civis e até governos, colaboradores nacionais e internacionais, conseguiremos criar um movimento para o replantio de milhões de mudas nativas de todos os biomas que perderam o seu equilíbrio ecológico no Brasil? Será que o Brasil vai acabar por se tornar o país da desnatureza? Este post nasceu para semear um movimento para se iniciar a  recuperação da ecologia brasileira, antes que seja tarde demais. O caos do clima nestes tempos agora, com enchentes e temporais no sul, seca nordestina no sudeste, causando variados problemas no ambiente e na saúde da população, exigem que todos juntos unamos forças e levemos à frente um mutirão pela reconstrução do futuro de nossa vida que começa ou, no caso, recomeça, com as árvores e a recomposição das florestas, a bem da natureza e de toda a vida brasileira. Assim como a pesquisa e todo o know how da entidade Cifor, que mostramos em edições anteriores do nosso blog, esta técnica de plantio que estamos apresentando aqui hoje é uma forma de estimular uma nova situação socioambiental na realidade brasileira para que ela seja sustentável, ou seja, reequilibre os interesses econômicos com os ecológicos em nosso país. "É o caminho da vida, exigindo mudanças de todos e avançando nossa gente para a criação do futuro", diz aqui no blog Folha Verde News o nosso editor, o repórter e ecologista Antônio de Pádua Padinha.

Esta imagem nordestina captada no interior paulista dimensiona a realidade que precisamos mudar


Satélites espaciais demonstram que o desmatamento foi 70% maior entre 2013 e 2014

Só com o plantio de trilhões de mudas nativas poderemos recuperar o ambiente no Brasil

O desafio da hora é transformar o desmatamento monstro...
 
...em um movimento de restauração da ecologia
 
 
 
Fontes:  www.ambientebrasil.com.br
               www.cifor.org
               www.folhaverdenews.com
 

6 comentários:

  1. A chamada Bomba do Bem é mais um avanço para a nossa luta de reflorestar áreas desmatadas que estão desequilibrando a ecologia do país, provocando o caos no clima, como a seca deste ano.



    ResponderExcluir
  2. Envie a sua opinião ou comentário e mesmo alguma outra sugestão para o movimento de reflorestamento em massa das matas nativas e ciliares: mande o e-mail para navepad@netsite.com.br

    ResponderExcluir
  3. "Temos mesmo que buscar novas formas e maneiras de lutar contra o desmatamento e o desequilíbrio socioambiental que chegou a um ponto caótico no Brasil": comenta o técnico agrícola Manuel Alves, que atua em fazenda cafeeira do sudoeste mineiro.

    ResponderExcluir
  4. Manuel Alves pretende fazer um aperfeiçoamento ou especialização em engenharia florestal e comenta ainda no seu e-mail que "o que eu acho mais complicado é mobilizar em tantas regiões diferentes desmatadas no Brasil, difícil porque o poder público parece não se interessar e são necessários muitos recursos".

    ResponderExcluir
  5. Lembramos ao técnico agrícola Manuel um detalhe, em edição anterior aqui neste blog, um internauta sugeriu (com propriedade) que os povos indígenas poderiam ser uma mão de obra (remunerada) para este reflorestamento em massa. Vale debate e tornar realidade o nosso objetivo maior.

    ResponderExcluir
  6. "Este clip que vocês postaram aí no blog é de 1982 mas tem uma total atualidade, poesia sempre é atual, poesia da terra, como essa luta pelo reflorestamento em massa": a opinião é de Clarice, que estuda Música na Universidade Federal da Bahia em Salvador e que explica: "Por aqui tem um galera muito ligada em ecologia".

    ResponderExcluir

Translation

translation