segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

DADOS OFICIAIS FALAM QUE O DESMATAMENTO NA AMAZÔNIA CAIU MAS O IMAZON CONSTATA UM GRANDE AUMENTO

Desmatamento tem alta de 427% em um ano segundo o Imazon mas dados governamentais citam que praticamente no mesmo período e prazo ele caiu 18% na mesma Amazônia...

7 comentários:

  1. Afinal, quais dados revelam ou não a realidade do desmatamento da Amazônia entre 2013 e 2014? Os do Imazon ou os do Ministério do Meo Ambiente?

    ResponderExcluir
  2. Embora os dois levantamentos usem sistemas de satélites e técnica criada pelo INPE, os resultados de cada um dos dois relatórios sobre praticamente o mesmo período apresentam números inteiramente discordantes.

    ResponderExcluir
  3. Os métodos de cada levantamento são distintos entre si e por isso não se podem comparar os resultados tão discordantes, mas a situação em foco é a mesma (o desmatamento da Amazônia) e essa discordância cria uma polêmica neste assunto, que deveria ser prioritário e ter uma grande clareza na informação.

    ResponderExcluir
  4. Clareza na informação, tanto pelo interesse da população ou também dos cientistas e ecologistas, como para que se possa projetar uma gestão de desenvolvimento sustentável para a Amazônia...

    ResponderExcluir
  5. Envie a sua informação, opinião ou comentário para o e-mail do nosso blog: navepad@netsite.com.br

    ResponderExcluir
  6. "Parece assim ser meio que absurdo ou uma manipulação dos dados, um relatório falar que o desmatamento na Amazônia caiu 18% em um ano e um outro constatar que ele aumentou mais de 400% também entre 2013 e 2014, o fato exige um esclarecimento": é o comentário de Elizabeth Morais, que acessou nosso blog em Campinas (SP) onde está em visita à Unicamp onde pretende cursar Oceanografia em 2015.

    ResponderExcluir
  7. "São levantamentos com metodologias ou enfoques diferentes um do outro mas a discrepância dos dados entre o relatório do Ministério do Meio Ambiente e o do Imazon chega a ser chocante": comentário de Mario Alves, professor de Matemática, de Santos (SP).

    ResponderExcluir

Translation

translation