domingo, 15 de fevereiro de 2015

O CARNAVAL 2015 ESTÁ SENDO ATÉ UM OÁSIS NO PAÍS (UM DOS PAÍSES MAIS VIOLENTOS DO PLANETA)

Brasil está em 11º lugar no ranking mundial dos países mais violentos ou mais inseguros para se viver: um alerta para que mude e avance a condição de vida com urgência por aqui


A classificação está sendo divulgada pela  entidade norteamericana Social Progress Imperative em todo o mundo agora, ela que mantém há vários anos um ranking da qualidade de vida em 132 países, o Índice de Progresso Social. Entre os principais aspectos analisados, está a segurança pessoal, em que o Brasil aparece como o 11° país mais inseguro do mundo. Para avaliar o nível de violência e de segurança individual ou pública de cada país, cinco principais critérios foram examinados: número de homicídios, de crimes violentos, percepção da criminalidade, terrorismo e mortes no trânsito. Em uma escala de 0 a 100, com 0 para a máxima segurança, o Brasil recebeu 37,5 pontos. Como país mais inseguro do mundo, aparece o Iraque, com 21,5 pontos. Do outro lado do ranking, como país mais seguro, aparece a Islândia, com 93,4 pontos. "A 11ª posição neste ranking mundial é mais uma razão para que as lideranças de cidadania de todo o país continuemos a alertar e ir à luta, tentando mobilizar a população e as autoridades para mudar e avançar a condição de vida humana por aqui", comenta o editor do blog Folha Verde News ao editar em nosso webespaço esta informação que está repercutindo muito no Brasil, menos é claro do que os desfiles das escolas de samba, dos blocos de carnaval e chamando menos atenção também do que os escândalos do Lava Jato da Petrobrás: "É um problema crônico que a gente tem que enfocar para alertar a urgência de mudanças no país".


O Carnaval está sendo apesar de tudo um oásis nessa realidade monstruosa do dia a dia brasileiro

Este ranking mundial é mais um alerta sobre a necessidade de mudanças no Brasil



Fontes: Social Progress Imperative
             www.band.com.br
             www.folhaverdenews.com


9 comentários:

  1. Nossa editoria resolveu não ilustrar esta matéria com imagens de violência, para atenuar um pouco o clima e não incentivar mais ainda o aumento da própria...

    ResponderExcluir
  2. Nossa equipe aqui do blog da ecologia e da cidadania prefeiurt postar a tabela original da Social Progress Imperative com o ranking dos 132 países analisados.

    ResponderExcluir
  3. Serve para você pesquisar, comparar, analisar, se quiser aprofundar as informações clique em cima do nome da entidade Social Progress Imperative, ali entre as Fontes desta matéria, e você irá para o site desta entidade especializada.

    ResponderExcluir
  4. Mande o seu comentário, mensagem ou opinião sobre este post, aqui para o navepad@netsite.com.br e/ou pro e-mail do nosso editor de conteudo padinhafranca@gmail.com

    ResponderExcluir
  5. "Levando em conta o mau posicionamento do Brasil nesse ranking e até no dia a dia acompanhando nas ruas ou nos noticiários das TVs tantas ocorrências violentas, até que realmente eu também estou sentindo o carnaval como mais ecológico do que a realidade, uma loucura": O comentário nos foi enviado por Marilda Ribeiro, de Araraquara (SP), estudante de Letras, que está passando o carnaval em Recife: "O povo dançando frevo, lado a lado com as crianças é muito bonito".

    ResponderExcluir
  6. "Curti esta informação e mais ainda o clip dos sambas enredos do carnaval, os mais bonitos segundo Dudu Nobre, parabéns mais uma vez a esse blog": nós é que agradecemos ao internauta Mario Eduardo Teixeira, de Blumenau, Santa Catarina, videomaker, que diz entrar pelo menos uma vez por semana aqui no Folha Verde News. Isso nos anima a continuar fazendo nossos posts. Vamos juntos na luta cult. Paz aí.

    ResponderExcluir
  7. Recebemos de José Maciel, de Fortaleza (Ceará), considerada pelas estatísticas uma das cidades mais violentas do país, um texto do jurista Luiz Flávio que narra através de toda a história do Brasil as várias fases da "evolução" da violência de todos os tipos, Veja no comentário a seguir um resumo da fase atual, o texto, a nós enviado por Maciel, que atua no setor imobiliário, está na íntegra no site www.jusbrasil.com.br

    ResponderExcluir
  8. "Depois de 513 anos (não se constrói uma nação violenta, corrupta e com capitalismo extremamente selvagem da noite para o dia), chegamos à atualidade: fortificação do capitalismo selvagem financeiro, 70% da renda nacional divididos entre pouquíssimas famílias, índice Gini de 0,51 (um dos mais altos do mundo, o que revela enorme desigualdade), aprofundamento do apartheid, violência epidêmica persistente (27,1 assassinatos para cada 100 mil pessoas), 53 mil mortes intencionais, 45 mil mortes no trânsito, corrupção ampla, geral e irrestrita etc. É claro que, das 50 cidades mais violentas do planeta, a maioria estaria no Brasil: 16 delas (Maceió, Fortaleza, João Pessoa, Natal, Salvador, Vitória, São Luís, Belém, Campina Grande, Goiânia, Cuiabá, Manaus, Recife, Macapá, Belo Horizonte e Aracaju) (O Globo 23/3/14, p. 7). Não estamos fazendo absolutamente nada do que fizeram os países de capitalismo evoluído, distributivo e altamente civilizado (Dinamarca, Suíça, Canadá, Bélgica, Coreia do Sul, Japão, Austrália etc.) para reduzir a violência, domando o monstro do capitalismo selvagem". (Dr. Luiz Flávio).

    ResponderExcluir
  9. "Oi, por falar em violência e em carnaval, mando aqui essa notícia que está saindo por aqui, Ana Paula Minerato teve que superar um assalto para atuar como musa da Gaviões da Fiel no Anhembi na noite de sábado. Apenas menos de 24 horas antes de desfilar, a garota foi assaltada ao lado da mãe ao sair do sambódromo com a fantasia que usaria no sambódromo. Violência não dá samba": é a msm que nos enviou Sebastião Silvestre, de São Paulo (SP), artista plástico que está curtindo os desfiles das escolas de samba em Sampa: "Menos a violência", escreve ele.

    ResponderExcluir

Translation

translation