sexta-feira, 3 de abril de 2015

PAZ NA PÁSCOA É A MENSAGEM DO NOSSO BLOG DE ECOLOGIA NESTA DATA QUE SINALIZA A BUSCA DE RENOVAÇÃO

A Páscoa de verdade tem mensagem de vida nova a partir da ressurreição de Jesus que venceu a morte e além do mais mostra o caminho da cultura da vida e da paz

 


Várias tradições religiosas, de católicos ou de cristão em geral, de evangélicos ou até de judeus e mesmo de esotéricos ou de ocultistas celebram a Páscoa como um momento de reflexão e reavaliação dos valores materiais em busca de novas energias, de uma vida plena e nova, mais espiritual por ter o sentido de passagem da morte para uma dimensão eterna, como relatam os fatos históricos da Bíblia sobre Jesus Cristo. Se para o comércio essa é uma das grandes oportunidades de alavancar as vendas e um dos períodos do ano para aumentar ainda mais o consumo e a lucratividade, para os mais religiosos esse é um momento de muitas orações, entrega, renúncia e também de jejum, antecipando o Sábado de Aleluia, que é comemoração e alegria da vida. Tendo como símbolo mais comercial ou infantil do coelho e como produto ícone para presentes os ovos de chocolate, a Páscoa na sua essência é um tempo que simboliza o fim do sofrimento com a morte e a perspectiva de se alcançar vida eterna. Ou pelo menos, para todos nós mortais seres humanos, uma esperança de mudar e de avançar a realidade. O jejum sempre foi para a tradição hebraica do que a cultura cristã é uma herdeira, o momento de esvaziamento e de sacrifício para pensar em Deus o para superar os erros, os limites, os problemas e as misérias terrestres dos chamados seres humanos.

A ressurreição de Jesus marca a vitória da vida sobre a morte, o sentido essencial da Páscoa

Uma época em que a alimentação vegetariana, orgânica e natural ganha o maior destaque


O jejum e a alimentação vegetariana fazem parte da cultura da vida e da não-violência

Nesta época, o jejum ou a abstinência tem o sentido de fortalecer a personalidade, o autocontrole, a saúde das pessoas. Com em toda a Quaresma, é costume se evitar o consumo de carne mas comer peixe é liberado, a liberação deste alimento tem como base que os peixes não são um animal que sangra. Para os vegetarianos e vegans porém, o peixe, o frango e qualquer carne deve ser evitada não só nos 40 dias de quaresma nem somente em datas de jejum religioso: "A alimentação vegetariana, natural, orgânica integra a cultura da vida e busca as energias mais sutis da natureza e da vida, sendo uma tendência crescente na atualidade por aqui e em quase todos os países", comenta o editor do nosso blog de ecologia e de cidadania Folha Verde News, o repórter Antônio de Pádua Padinha, que por sinal é vegetariano há mais de 20 anos, ele explica que é  um tipo de alimentação que nos deixa mais leves, mais espiritualizados ou mais energizados, a Medicina Natural considera que em geral os alimentos vegetarianos se adaptam bem à necessidade de pessoas sobreviverem e manterem a saúde, o peso, sem o estresse e sem hormônios ou aditivos da carne que é uma indústria antiecológica e, ainda que indiretamente, ligada à violência: "Cada pessoa ou cultura tem a liberdade de optar por um ou outro tipo de alimentação, no meu caso pessoal, bem como do movimento cultural a que estou ligado o vegetarianismo tem tudo a ver", conclui o ecologista Padinha. Ele informa ainda que cerca de 30% da população mundial é vegetariana, segundo dados da FAO, órgão da alimentação da ONU. "No meu caso e de muita gente, o vegetarianismo é uma opção de vida, mas há algumas religiões, como a dos Adventistas (que preparam a volta de Jesus) ou como os Hindus, em variadas de suas ramificações, não só na Índia, em todo Oriente".  Na China, no Japão, povos nativos ou tradicionais e entre os ancestrais da humanidade havia também a alimentação vegetariana, no sentido de preparar guerreiros e poetas dentro da arte marcial para os desafios da vida. Talvez, o mais conhecido defensor da alimentação vegetariana como forma de luta e de elevação seja o advogado e líder mundial da Não-Violência, Mahatma Gandhi, que conseguiu através de um movimento popular libertar o seu país, a Índia, da Inglaterra sem fazer guerra nem agredir os colonizadores, usando só a força moral do jejum. Este fato também está na história da libertação da violência que faz parte também da festa destes dias. Paz na Páscoa para você também que vai à luta pelo movimento ecológico, científico e de cidadania, universo cultural contemporâneo a que está ligado também este nosso blog.

Nutricionistas recomendam: ovo de chocolate por causa do cacau é muito bom para a saúde

Tradição da Páscoa, os ovos de chocolate quanto mais escuros e amargos mais contém cacau que estimula as atividades do cérebro, contém endorfina (gera prazer) e serotonina (antidepressivo). além de magnésio. que favorece a saúde do sistema digestivo, neurológico e cardiovascular, sendo até preventivo de alguns tipos de câncer, mas claro, com moderação...
 
Líder vegetariano Gandhi conseguiu libertar a Índia da Inglaterra sem violência, usando o jejum como arma

Nos USA, na Índia, no Oriente ou no Ocidente cresce a população de vegetarianos...


...não só entre entre celebridades mas no dia a dia de todos em busca da saúde e da paz


Fontes:  BBC
              www.ururau.com.br
              www.folhaverdenews.com

9 comentários:

  1. Não se trata somente de uma questão estética nem apenas de Medicina Natural, a alimentação vegetariana e em especial o jejum é ferramenta de luta cultural e especialmente de elevação humana. Isso também faz parte do conteúdo da Páscoa, segundo a visão da equipe de nosso blog.

    ResponderExcluir
  2. "A alimentação vegetariana, natural, orgânica é mais do que somente comer só saladas. A natureza nos oferece diversos alimentos, e com todos os nutrientes necessários para uma saúde equilibrada, com a vantagem de não causar violência contra os animais, o ambiente e deixar as pessoas mais humanas": é a msm que nos envia Alaor Mendes, de São Paulo (SP), que diz ainda: Curti muito este texto que resumiu bem a informação".


    ResponderExcluir
  3. Alaor Mendes, terapeuta, nos mandou um longo texto sobre o potencial positivo da alimentação vegetariana, que postaremos por aqui em outra edição. Por enquanto, trechos desta informação dele para você, aqui.
    "O nome deste movimento vem do latim, vegetus. que significa “forte”, “vigoroso” e “saudável”.

    ResponderExcluir
  4. Envie você também a sua mensagem, informação ou comentário sobre a Páscoa, bem como sobre jejum ou alimentação vegetariana para o e-mail do nosso blog através do navepad@netsite.com.br e/ou pro nosso editor padinhafranca@gmail.com

    ResponderExcluir
  5. "Realmente, a Páscoa sob este ponto de vista maior, mais puro é algo mais importante e completo do que festa de ovos de chocolate ou consumo de presentes ou coisas materiais": é a msm de Nair Batista, de Piracicaba (SP), assessor técnico do Ministério Público.

    ResponderExcluir
  6. "Gostei da relação entre Páscoa, jejum e alimento vegetariano, vou tentar experimentar esta combinação na minha vida, participo quase toda semana de algum churrasco mais no sentido de confraternização, só que pelo que tenho visto pessoas vegetarianas tem mais saúde": comenta Rafael, estudante de Comunicação na Unesp de Bauru (SP) que nos sugere uma pauta, realizar matéria com médicos e também com nutricionistas sobre a alimentação vegetariana: OK, Rafael, vamos fazer isso por aqui, obrigado, paz.

    ResponderExcluir
  7. "OK, concordo com tudo aí mas creio que a alimentação vegetariana não é assim tão completa": é a opinião de Valdir Cruz, de Montes Claros, que fica no norte de Minas Gerais: "Aqui, onde sou professor de Biologia a base da alimentação de quase todos é carne e leite, com algumas verduras ou legumes e frutas".

    ResponderExcluir
  8. "Fiquei feliz com as informações deste blog sobre a mensagem desta data, sobre o vegetarianismo e o jejum, mas principalmente com a defesa dos ovos de Páscoa, sempre consumia chocolate com um pouco de culpa, agora vou superar isso e buscar os que contém mais cacau": a msm nos foi enviada aqui por e-mail de Alessandra, de Ribeirão Preto (SP), que diz que sua família tem raízes em zonas de cacau na Bahia.

    ResponderExcluir
  9. "Curto muito estas idéias e integro um time que tem um patrocínio não em dinheiro mas cultural da Não-Violência", é a msm enviada por Di Pereira, motorista que é goiano e bate bola no Acácia FC, entre Franca (SP) e Claraval (MG), um clube informal ligado à maçonaria que divulga o nosso blog Folha Verde News nos coletes dos atletas e amantes da bola.

    ResponderExcluir

Translation

translation