segunda-feira, 7 de setembro de 2015

O QUE SIGNIFICA A INDEPENDÊNCIA? ELA JÁ FOI CONQUISTADA POR NOSSO POVO? DEBATE EM NÍVEL DE PAÍS E AQUI NO DIA A DIA DA GENTE

O debate vale pela liberdade de informação e pela busca de avanços para toda a população



A gente do blog da ecologia e da cidadania abraça aqui no Folha Verde News ao mestre de História pela Unesp, Jonas Marangoni, que debate hoje às 19h com o nosso editor de conteúdo, o repórter e ecologista Antônio de Pádua Padinha temas de hoje no país e na cidade, gravação para o programa do Cássio Freires, que é o apresentador e o âncora do jornalismo da Nova TV Franca, Canal 3 da Net, Jéfferson Cardoso é o diretor, Guilherme Augusto o editor, Luiz Brasil, Tiago X e toda equipe participam deste avanço de comunicação na emissora liderada pelo jovem empresário Vitor Couto Rosa: você que está em outros lugares do país, longe de Franca (SP) pode curtir o debate sobre a Independência via a web, acessando o site desta TV independente... www.novatvfranca.com.br


Na gravação do debate Jonas Marangoni, Jéfferson Cardoso, Cássio Freires e Padinha com liberdade de discussão


Foi citado de passagem no debate o livro de alguns autores, entre eles, o de Laurentino Gomes, "1822", que analisa sob enfoque diferente do apenas oficial a Independência do Brasil: os dois debatedores procuraram questionar pontos que margeiam o mito e a realidade desta data nacional que hoje terá em São Paulo, na Avenida Paulista e na Praça do Sé eventos marcantes dos que se consideram ainda excluídos ou barrados na festa brasileira, destaque deste 7 de Setembro no site Rede Brasil Atual. Dom Pedro I teve 20 filhos (19 extracongugais), mas se guiava mesmo pela esposa Leopoldina de Bragança e Bourbon para representar por aqui nos trópicos o Reino Unido de Portugal e Brasil, do qual nosso país começou então a buscar a Independência que na prática e na realidade ainda não alcançou até hoje, onde o desafio pátrio é maior ainda em meio a um contexto de economia globalizada. A nossa Nação realmente já existe e é independente de verdade?...


Esta é a chamada na mídia para o Desfile dos Excluídos do 7 de Setembro em Sampa





A arte da época era meio mítica, a realidade de 7 de Setembro não foi toda esta maravilha
Na realidade, mesmo declarada em 1822 a Independência em relação a Portugal só realmente começaria a ser procurada por volta de 1831, quando Dom Pedro I foi embora para a sua terra, para enfrentar problemas políticos do reino lá, deixando aqui muita saudade em especial para a sua amiga Marqueza dos Santos: Dom Pedro II depois tentaria apressar um caminho alternativo, mesmo que ainda dentro dos limites da Monarquia e da Constituição Brasileira de 1824. "Mas foram em alguns movimentos populares e rebeldes que nosso país começaria a buscar a ser realmente independente", comentou Padinha, Jonas Marangoni lembrou que estes movimento começaram depois do Grito do Ipiranga. Mas realmente foram os primeiros gritos e agitos da cidadania brasileira as revoltas do povo na época, como a de Farroupilha no sul (com Bento Gonçalves e o grande Garibaldi) ou antes ainda com a Cabanagem no Pará (1835 a 1840) onde morreram 40% dos paraenses nos conflitos contra tropas portuguesas, um período turbulento que teve ainda na Bahia a Sabinada (1837/1838, em que Francisco Sabino tentou implantar a República Bahiense), além ainda da Balaiada no Maranhão, que entre 1838 e 1841 mobilizou revoltosos do povo, artesãos de balaio, vaqueiros e negros em busca duma Independência real.  Cá entre nós, agora, a independência nacional é possível dentro da atual estrutura internacional?...


A Nação brasileira ainda está sendo constituída com problemas dos governos e esperanças da população


No debate na Nova TV Franca, o tema cidadania deu gancho a uma discussão sobre a realidade do país, da região e até da cidade onde esta emissora independente de televisão a cabo está sediada: vale você conferir no Canal 3 da Net ou no site, citado como fonte deste post logo abaixo, este evento que valeu pela liberdade de informação e pela busca de um avanço sustentável na vida brasileira de hoje.



Fontes: www.novatvfranca.com.br
             www.redebrasilatual.com.br
             www.folhaverdenews.com

8 comentários:

  1. Entre você aqui nesta seção e deixe o seu comentário ou opinião: outra opção é enviar um e-mail para a redação navepad@netsite.com.br e/ou para o editor de conteúdo do blog padinhafranca@gmail.com

    ResponderExcluir
  2. De toda forma, é importante debater e questionar não só o Grito da Independência mas o conteúdo geral da realidade brasileira na história de formação do Brasil e na atualidade, em que o movimento de cidadania tem mais chances de avançar agora.

    ResponderExcluir
  3. Logo mais estaremos postando aqui mensagens que já chegaram á redação do blog por telefone ou por e-mail, aguarde a postagem e participe você também, desde já desta busca positiva de avanços.

    ResponderExcluir
  4. "Cumprimento esta TV e este blog pela iniciativa muito boa, nossa gente não pode se omitir e temos mesmo que debater nossa realidade, é uma maneira de avançar": o comentário foi feito por telefone por Isidoro Mendes que é de São Paulo (SP) e que veio á região no feriado de 7 de Setembro curtir a Serra da Canastra, como ele nos contou.

    ResponderExcluir
  5. "Apesar de conseguir a Independência, a situação social no Brasil não se alterou. D. Pedro I continuava governando para os grandes proprietários de terras, traficantes de escravos e comerciantes. A escravidão não foi abolida e o poder continuou centralizado na pessoa do Imperador, excluindo a imensa maioria da população da participação política": é parte do texto que nos envia Maria Leo, estudante de História na Unesp.

    ResponderExcluir
  6. "Após o Grito do Ipiranga, em 12 de outubro de 1822, houve a coroação e sagração do novo imperador do Brasil, que passou a se chamar Dom Pedro I. Mas parte dos portugueses que habitavam o Brasil não aceitou a independência, ocorrendo alguns conflitos que ficaram conhecidos como as Guerras de Independência. Eles ocorreram principalmente no Pará, na Bahia, Maranhão, Piauí e em Cisplatina (atual Uruguai, que à época era território brasileiro). Para lutar nessa guerra, D. Pedro I teve que pedir um financiamento da Inglaterra para montar suas Forças Armadas. Outro pedido financeiro seria feito aos ingleses para indenizar Portugal e assim garantir que a antiga metrópole reconhecesse a independência do Brasil, o que ocorreu em 1825. O custo foi de 2 milhões de libras esterlinas, dando início à dívida externa brasileira. O primeiro país a reconhecer a independência brasileira foi os EUA, em 1824, seguidos de México e Argentina": a informação nos foi enviada também por Maria Leo, com um texto que poderemos aproveitar na íntegra em outra postagem aqui.

    ResponderExcluir
  7. "Bom, pelo menos este blog e esta TV alternativa debateram, porque a mídia e a população nem estão aí para a importância da data em termos de cidadania": o comentário é de Haroldo Pereira Alves, do Rio de Janeiro (RJ) que faz teatro e pesquisa sobre a época para escrever e depois encenar uma peça.

    ResponderExcluir
  8. "Gostei e vou conferir pelo site, falta muito disso na mídia": é a mensagem que nos enviou Raquel Pires, de Ribeirão Preto (SP), fazendo um trabalho na USP de lá neste feriado.

    ResponderExcluir

Translation

translation