sexta-feira, 27 de novembro de 2015

SECA NORDESTINA EM PLENA AMAZÔNIA MATA MILHARES DE TONELADAS DE PEIXES AGORA

Leste do interior do Amazonas sofre seca e oeste pode ter inundações nesse desequilíbrio

 

População, pescadores e natureza no sufoco da seca amazônica...

...milhares de toneladas de peixes mortos sinalizam a tragédia...

...que chega a mudar a paisagem nos rios ao leste da Amazônia...


Amazonenses e ecologistas temem que a seca agora seja pior do que a de 2010...



...algo inesperado, sofrido e triste em pleno mundo das águas da Amazônia  
As queimadas intermináveis podem ser uma das causas, alertam especialistas no local  

9 comentários:

  1. Segundo o presidente do Sindpesca de Manaquiri, Joceni Oliveira, numa faixa de aproximadamente 100 km, entre a boca do Paraná do Manaquiri, que é um afluente do Rio Solimões, até a comunidade de Araçatuba é o centro maior da seca. Ao longo do caminho, o grupo se deparou com uma quantidade assustadora de peixes mortose de problemas na economia e na população regional.

    ResponderExcluir
  2. “Mapeamos as comunidades e foram encontradas 25 mil toneladas de peixes mortos. Para calcular esse quantitativo, recolhemos amostras de peixes que estavam em um metro quadrado. O pescado foi pesado e serviu de base para multiplicar pela área total. Cada metro quadrado tinha média de 12 kg de peixes. Não é de admirar se esse número for maior, pois imagine você percorrer mais de duas horas de rios e lagos e enxergar só peixe morto como nós vimos? “, é o que informou um dos técnicos do Idam, que está mapeando in loco a ocorrência.

    ResponderExcluir
  3. "Dentre as espécies encontradas mortas estão: aracu, tucunaré, surubim, sardinhas e branquinha. A pouca oxigenação das águas, que estão mais quentes com o nível baixo em decorrência da vazante dos rios e pela falta de chuvas, é causa da mortandade dos peixes": esta é uma informação que chegou à gente através do site Ambiente Brasil.

    ResponderExcluir
  4. “A espécie mais resistente é o bodó porque ele sobe até a margem para poder respirar, depois mergulha pela lama e consegue sobreviver, mas as espécies mais vulneráveis e mais fracas não conseguem”, relatou um líder dos pescadores Manuel Panguá, de Manaquirir (AM).

    ResponderExcluir
  5. Prejuízos socioambientais – A falta de infraestrutura para armazenamento do pescado impede os pescadores de conseguir grandes quantidades de peixes, o que reduziria o desperdício no período da seca. O processo de decomposição dos peixes também tem deixado impróprio para o consumo o pescado sobrevivente. “Nosso maior clamor, em um momento como esse, é mais estrutura para armazenamento do pescado. As embarcações do município têm uma capacidade muito pequena e não conseguem armazenar. Os pescadores não têm como buscar gelo em Manacapuru ou em Manaus porque ficam isolados por causa do baixo nível das águas. Se houvesse maior sensibilidade por parte dos órgãos públicos para assistir essas pessoas, pois é um problema socioambiental e econômico”, comentou Joceni Oliveira. do Sindpesca do Amazonas.

    ResponderExcluir
  6. O prejuízo estimado, somente no trecho do afluente do Solimões, chega a R$ 2.802.120,00. O problema afeta, diretamente, 889 pescadores e 987 famílias. que moram em 27 comunidades ribeirinhas somente em Manaquiri, de acordo com o Sindpesca: “A população tem dificuldade com água porque está imprópria para consumo humano. As mais de 900 famílias sofrem com a situação. O município decretou situação de emergência por conta dessa catástrofe. Essa mortandade é mais um resultado do desequilíbrio da natureza. São desequilíbrios anunciados e ue poderiam ser previstos com investimentos na área e planejamento sustentável e ambiental que não existe nem aqui nem em nenhum lugar do país", é o que comenta Hélio Araújo, geógrafo que vive e trabalha em Manaus e em Purus.

    ResponderExcluir
  7. Conforme mapeamento da agência de notícias Reuters, a situação é mais crítica em Manaquiri, mas, vários lagos também têm registrado a mortandade expressiva de peixes. Ainda não foi feito um levantamento geral sobre a situação. Algo que é tão lamentável como a seca.

    ResponderExcluir
  8. Poste aqui sua mensagem nesta seção ou envie seu comentário para a redação do nosso blog navepad@netsite.com.br e/ou envie um e-mail direto pro editor do Folha Verde News e Flash da Ecologia que é o padinhafranca@gmail.com

    ResponderExcluir
  9. "Um grande absurdo ambiental, mais um no Brasil, todo esse caos pode ter algumas razões naturais, climáticas, oceânicas, mas creio que a causa principal é o desgoverno no setor de meio ambiente": quem comenta é Paula Andrade, que estuda Engenharia na UFMG em Belo Horizonte (MG).

    ResponderExcluir

Translation

translation