quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

AUTORIDADES GOVERNAMENTAIS E PM AO INVÉS DE DIÁLOGO SEMEIAM VIOLÊNCIA CONTRA ESTUDANTES: MP PRECISA INTERVIR URGENTE


-  Violência + Educação...+ Educação - Cadeias...
Estas faixas e mensagens de estudantes e professores precisam ser assimiladas pela PM e pelas autoridades políticas antes que se institucionalize só a linguagem do confronto e da violência




"Um total desgoverno ético e extremo absurdo a PM por ordem do Governo de São Paulo atuar desta forma contra os adolescentes que se manifestam contra a reorganização das escolas, policiais com bombas lacrimogênio ao invés de diálogo", comenta por aqui no blog de ecologia e não violência Folha Verde News, o nosso editor o repórter e ecologista Antônio de Pádua Padinha, divulgando esta posição também na sua time line do Facebook: "O que é urgente é bom senso nas medidas: nada justifica esse tipo de situação nem mesmo a infiltração de Black Blocks ou de opositores políticos: o movimento dos estudantes é cultural e de cidadania e as respostas das autoridades precisam ser no mesmo nível". Diante destes fatos, parece radical demais, mas cabe o seguintes questionamento: será que as autoridades públicas e policiais estão abaixo do nível dos garotos e das garotas? Abaixo do nível de necessidade da nossa população? ... Urge também o Ministério Público não se omitir e se posicionar diante destes acontecimentos, antes que um caos social prevaleça no Estado de São Paulo, onde todos, quase sem exceção, já sofrem demais os erros e os limites atuais da crise econômica e socioambiental do Brasil.


Foto de Antônio Pádua Silva Padinha.
O movimento dos estudantes em sua maioria adolescentes é cultural e de cidadania




Esta situação absurda expressa nestas fotos documentais precisa mudar urgentemente


Artista de rua criou esta imagem diante dos fatos acima em São Paulo...

Aqui pelo interior paulista em Franca, em Ribeirão Preto, em centenas de cidades de todas as regiões os estudantes estão se manifestando contra o fechamento de escolas tradicionais, que fazem parte da história da população. Esta reorganização de prédios precisa ser melhor debatida, dimensionada de forma democrática, cidadã e não imposta de cima para baixo como é típico de governos ditatoriais, não estamos mais nesse tempo, nosso povo reconquistou a liberdade e isso precisa ser levado em conta em circunstâncias como esta, refletindo contradições e problemas que se arrastam há anos, sem solução sustentável e inteligente, isso em plena área da educação e cultura da maioria dos nossos jovens e adolescentes, o que aumenta a gravidade desta falta de gestão. Há faixas da garotada com  mensagens de muita inteligência que precisam ser assimiladas urgentemente pelas nossa autoridades políticas e policiais também, é um crime esse erro total de medidas:
 - VIOLÊNCIA + EDUCAÇÃO...+ EDUCAÇÃO - CADEIAS... 
O Ministério Público precisa urgente se posicionar, antes que só aumente a violência e não se resolva este triste impasse. Por aqui no nosso blog na seção de Comentários nesta webpágina mais informações sobre esta pauta, participe você também e poste aqui a sua opinião ou mensagem. 


Fontes: BBC/Reuters/Google
             www.folhaverdenews.com

8 comentários:

  1. Aguarde que logo + vamos postar aqui mais informações sobre este problema enfocado hoje em nosso blog.

    ResponderExcluir
  2. Participe você também e poste aqui a sua opinião ou mensagem nesta seção de comentários. Se preferir ou precisar, nos envie por e-mail para a redação do blog navepad@netsite.com.br e/ou mande direto pro nosso editor de conteúdo padinhafranca@gmail.com

    ResponderExcluir
  3. "Um absurdo muito grande, se o estado trata assim nossos filhos, como deveremos responder ao estado? É um retrocesso na democracia e isso não se justifica": o comentário é de Izabel Moreira, de São Paulo (SP), que atua no setor de restaurantes e teve uma filha adolescente ferida por cassetete nas costas em ato público dos estudantes na Consolação.

    ResponderExcluir
  4. "O que se passa na cabeça destes adolescentes diante de fatos como estes? Creio também que o MP deveria intervir neste impasse e reestabelecer o diálogo entre autoridades públicas e estudantes, o que inclui também professores e de resto, toda a população": quem comenta é Iraci Almeida Campos, de Casa Branca (SP), que se arrepende de um dia ter saído candidata a vereador: "A inutilidade dos políticos neste país é uma vergonha", completa Iraci, que mantém loja de conveniência em posto de combustível em sua cidade.

    ResponderExcluir
  5. "Um triste retrato da realidade do país, tão ou mais trágico do que o mar de lama no Rio Doce, no mar capixaba, no Congresso em Brasília": é o comentário de Josué de Araújo, advogado, que tua no Fórum de São José do Rio Preto (SP).

    ResponderExcluir
  6. "Por mais bagunçentos que sejam os estudantes, essa rapaziada não vai partir prá violência, eles querem mesmo é protestar e estão carentes de diálogo, as autoridades desse país precisam se acostumar com o diálogo, que é como é a democracia": o comentário é de Valter Rodrigues, de Campinas (SP), que dá detalhes do que viu na sua cidade nesse protesto dos estudantes.

    ResponderExcluir
  7. "Eu nem ia participar de nada mas depois dessa violência até eu tô querendo": o comentário é de José Alberto Siqueira, de São Paulo (SP), que ainda detalha problemas de mobilidade dos estudantes na cidade se vier a Reorganização das escolas.

    ResponderExcluir
  8. "Concordo que é uma questão de não violência, de ecologia humana e até de bom senso as autoridades dialogarem com os estudantes que são contra a Reorganização das escolas, eles têm que defender os seus interesses e há outras prioridades na educação pública, né": quem comenta é Helena Passos, professora da rede pública, aposentada, de Barretos (SP), ela ainda define que "o monólogo só interessa a quem está no poder e quer se perpetuar lá".

    ResponderExcluir

Translation

translation