sexta-feira, 13 de maio de 2016

A AERONAVE MOVIDA À ENERGIA SOLAR ESTÁ A MEIO CAMINHO DA SUA VOLTA AO MUNDO COM SUCESSO

SolarImpulse 2 pousa em Oklahoma após mais de 18 horas de voo sem uma gota de combustível fóssil e em pleno país do petróleo

 
O vôo é um salto de qualidade na história da aviação e da ecologia

 

O avião movido à Energia Solar atravessou com sucesso o Oceano Pacífico, a parte mais perigosa da volta ao mundo e chegou à Califórnia nos Estados Unidos, demonstrando a todo planeta o potencial positivo das energias limpas e renováveis. Agora, a SolarImpulse 2 parte para cumprir a segunda parte do projeto. Do Havaí à Califórnia sem nenhum incidente e cumprindo todas as metas foi feito um percurso de 4.528 quilômetros, o tempo de vôo foi de 72 horas e este detalhe ainda será modificado com o desenvolvimento do projeto inédito: a aeronave foi pilotada pelo suíço Bertrand Piccard, um dos criadores do avião, a primeira parte teve como piloto André Broschberg, também da Suiça no comando do avião que ele ajudou a inventar, o primeiro do mundo a ser movido exclusivamente a energia solar. Este projeto com tecnologia ecológica é um avanço para a aviação e para a luta contra as mudanças climáticas. Uma viagem ao futuro feita desde já. Agora, nos próximos dias, haverá uma trajeto de demonstração do potencial da SolarImpulse 2 até Nova Iorque, seguindo depois para a Europa, onde é esperado com muita expectativa entre cientistas, engenheiros e lideranças do movimento ecológico e empresarial. De lá, seguirá para o norte da África e Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, onde a volta ao mundo começou. 



O vôo da SolarImpulse 2 sobre o Pacífico chamou a atenção da mídia americana


Esta imagem e esta conquista já fazem parte da história da engenharia e da ecologia



Bertrand Piccard explicou o alcance deste feito para a ciência e para o aerotransporte

O avião SolarImpulse 2 pousou com sucesso ontem à noite em Tulsa, no estado americano de Oklahoma, finalizando mais uma etapa de seu voo ao redor do planeta sem consumir uma gota de combustível. A aeronave experimental de energia solar, que pretende promover as tecnologias limpas, mais uma vez pilotada por Bertrand Piccard, pousou às 23h17 locais (1h17 de Brasília) no Aeroporto Internacional de Tulsa, depois de decolar de Phoenix, Arizona, 18 horas e 15 minutos antes. "Foi um vôo muito interessante e positivo para a ciência e o futuro de nossa vida", foi o comentário do piloto e inventor Piccard ainda na cabine, após a aterrissagem. Este evento tem muita importância, ainda mais porque os Estados Unidos são um país de ponta da indústria petrolífera mundial. 


No clip da TV Folha Verde News videos demonstram todo o projeto SolarImpulse 2, confira.



O SolarImpulse 2 está desde já conquistando o futuro da aviação


Fontes:  www.hypeness.com.br
              www.istoe.com.br
              www.folhaverdenews.com

8 comentários:

  1. Logo mais, aqui nesta seção de comentários, mais informações sobre este projeto de grande valor para a ciência aeronáutica e para uma nova estrutura energética na Terra, ameaçada em seu equilíbrio ecológico pela poluição e mudanças climáticas.

    ResponderExcluir
  2. Coloque desde já aqui nesta seção a sua mensagem, aguarde nova edição, outra opção é você enviar um e-mail para a redação do nosso blog de ecologia via o webendereço navepad@netsite.com.br

    ResponderExcluir
  3. Há ainda a alternativa de você enviar uma mensagem diretamente pro e-mail do nosso editor de conteúdo aqui no blog, podendo também sugerir alguma pauta: padinhafranca@gmail.com

    ResponderExcluir
  4. "Um vôo feito agora mas que tem um significado muito grande para todo o nosso futuro": comentário de Josias Santos Moreira, de São Paulo, engenheiro, que diz estar acompanhando este projeto desde março de 2015.

    ResponderExcluir
  5. "Los Angeles, Califórnia: O avião solar experimental Solar Impulse 2 retomará na quinta-feira seu percurso, no qual pretende dar a volta ao mundo sem consumir uma só gota de combustível, com um voo do estado do Arizona até o de Oklahoma, nos Estados Unidos. A aeronave, que funciona com baterias alimentadas com energia solar e é pilotado pelo aventureiro suíço Bertrand Piccard": é a notícia que nos enviou dos States Geraldo de Abreu, que trabalha nesta cidade na área de construção e captou a informação no Facebook.

    ResponderExcluir
  6. "Após os esforços contínuos de toda a equipe, no Centro de Controle da Missão e no terreno, encontramos um período com o céu limpo que permite um voo de 17 horas e 50 minutos para completar a viagem ao coração dos Estados Unidos", disse a equipe do Solar Impulse 2 (SI2) em um comunicado oficial pela NBC.

    ResponderExcluir
  7. Na BBC captamos aqui na redação do blog a informação que "o SI2 parou em julho do ano passado, quando teve problemas com suas baterias na metade do percurso de 35.000 quilômetros. A equipe levou vários meses para reparar os danos que a aeronave sofreu devido a altas temperaturas tropicais durante sua última etapa de voo sobre o oceano Pacífico, de 6.437 km, entre a cidade de Nagoia, no Japão, e o Havaí. Agora este tipo de problema está resolvido em definitivo. As baterias do SI2 funcionam graças a mais de 17.000 células fotovoltaicas (ou solares) instaladas nas asas e que captam a energia solar".

    ResponderExcluir
  8. "Soube por uma pesquisa em site da Suiça que este avião à bateria solar SI2 só permite por enquanto o piloto, uma só pessoa, sem passageiros, mas esta questão está sendo estudada para mudar o projeto": quem nos informa é Pedro Alves, estudante de engenharia na UFSCAR em São Carlos (SP).

    ResponderExcluir

Translation

translation