terça-feira, 10 de maio de 2016

HÁ 370 MILHÕES DE ÍNDIOS (5% DOS HABITANTES DO PLANETA): MINORIA QUE SOFRE A MAIORIA DOS PROBLEMAS DOS POVOS POBRES DO MUNDO


Fórum na ONU discute medidas de proteção a comunidades indígenas, levanta os problemas e busca solução humanitária e sustentável  a bem da ecologia e da economia do Brasil ou de outros 89 países onde sobrevivem povos nativos



Mais de 1 mil indígenas de todas as regiões do mundo estão participando da décima quinta sessão do Fórum Permanente das Nações Unidas para Questões Indígenas, o evento segue até 20 de maio na sede da ONU, em Nova York e nesse período haverá flashes de transmissão online pelo webtv.un.org que é o canal de TV da Organização das Nações Unidas na Internet. Estão em pauta questões de paz e conflito, frequentemente relacionadas a territórios indígenas, recursos da natureza e direitos dos povos da floresta, sendo que além do levantamento de problemas vão ser procuradas soluções sustentáveis durante a sessão deste ano.  É que há críticas de setores indígenas e da mídia de que os problemas são muito discutidos mas não se tem conseguido soluções que possam humanizar a situação atual, que é de violência. Violência que está direto por aqui no dia a dia do Brasil, um dos países com mais recursos naturais e mais povos indígenas no planeta, devido a esse fato, este Fórum da ONU é de importância para todos nós.  


Indígena da etnia Bororo Boé durante os Jogos Mundiais dos Povos Indígenas. Foto: Agência Brasil/Marcelo Camargo
Índios da etnia Bororo Boé mandaram texto sobre seus problemas para ONU

“Desde seu estabelecimento, este fórum especial das Nações Unidas expressou preocupação sobre a continuidade dos conflitos que afetam povos indígenas em diferentes partes do mundo”, disse Álvaro Pop,que está dirigindo os trabalhos em Nova York:  "Queremos levantar a atenção mundial para os desafios enfrentados pelos povos indígenas em conflito, bem como, a importante contribuição dos povos indígenas e suas tradições ou práticas junto à natureza podem ter para a prevenção de problemas ecológicos, também de conflitos que sempre acontecem, estamos buscando bases para um paz duradoura". Estão dentro deste contexto, dois painéis interativos agendados para dia 17 sobre o tema Povos Indígenas: conflito, paz e resolução, quando se identificarão estratégias e medidas concretas para evitar o clima crescente de conflitos e garantir uma base para a paz. Devem ser também destacadas no decorrer do fórum a participação dos indígenas nos processos de paz, a contribuição das mulheres indígenas, a importância do acesso à Justiça, os direitos dos povos nativos na realidade atual dos países. O fórum também já está tratando de questões relacionadas à juventude indígena, saúde, educação, línguas, direitos humanos, desenvolvimento econômico e social, meio ambiente e cultura, assim como a análise crítica dos resultados  das conferências realizadas anteriormente, este enfoque também deve permear as discussões em 18 de maio. Oito eventos paralelos devem ocorrer durante a sessão de duas semanas, promovidos por organizações de povos indígenas, por  estados-membros e entidades da ONU, outras organizações intergovernamentais ou não governamentais, enfim, todos os setores envolvidos com o fato que há 370 milhões de indígenas na atualidade vivendo em 90 nações da Terra. Matérias na mídia de Nova York estão destacando por exemplo que estes 370 milhões de índios representam hoje 5% da população do planeta mas também 15% dos pobres do mundo.


Junto com os índios sobreviverá a última ecologia do país e do planeta?...

Fontes: www.onu.org.br
            www.folhaverdenews.com

9 comentários:

  1. O Fórum Permanente sobre Questões Indígenas foi criado pelo Conselho Econômico e Social das Nações Unidas em 2000. Ele faz sugestões e recomendações sobre questões indígenas ao sistema da ONU por meio do Conselho Econômico e Social e assim pode aumentar o interesses sobre estes povos e promover o mundo dos índios ao Sistema das Nações Unidas, o que pode dar maior condição de serem resolvidos os problemas indígenas, que são muito grandes em 90 países da Terra, inclusive o Brasil.

    ResponderExcluir
  2. O Fórum acontecendo nestes dias em Nova York conta com 16 especialistas independentes, que atuam por estarem capacitados nos setores de mais conflitos. O conselho indica os membros, oito dos quais são nomeados por governos e oito por organizações indígenas de diferentes regiões do planeta, onde índios e recursos naturais fazem parte do mesmo desafio do futuro da gente, é o que significa em resumo este Fórum da ONU.

    ResponderExcluir
  3. "Dentro deste universo de conteúdos e de lutas já existe a Declaração das Nações Unidas para os Direitos dos Povos Indígenas como uma estrutura fundamental para se buscar avanços", é o que nos informa Álvaro Pop, que dirige os trabalhos do Fórum da ONU sobre Questões Indígenas.

    ResponderExcluir
  4. Haverá coletivas de imprensa marcadas para 12 de maio, às 13h15 (12h15 no horário de Brasília) e para os dias 17 e 19 de maio às 11h15 (10h15 no horário de Brasília), na sede da ONU. As coletivas, assim como as sessões oficiais do evento terão seus principais momentos sendo transmitidos ao vivo pela Internet, por meio do site webtv.un.org - Para saber mais sobre o Fórum Permanente das Nações Unidas para Questões Indígenas os jornalistas ou os internautas interessados neste tema podem acessar o site www.un.org/indigenous.

    ResponderExcluir
  5. Aguarde aqui nesta seção de comentários mensagens e mais informações sobre o desenrolar do evento, logo mais editaremos outros comentários. Coloque aqui o seu comentário ou envie pro e-mail da redação do nosso blog navepad@netsite.com.br e/ou direto pro nosso editor de conteúdo aqui no webendereço padinhafranca@gmail.com

    ResponderExcluir
  6. "Nesta confusão institucional que está no Brasil fica ainda mais complicado o problema já crônico dos povos indígenas": o comentário é de Eliseu Alves, de São Paulo, que pesquisa na Unesp em Bauru dados sobre os índios a partir da Fundação Rondon.

    ResponderExcluir
  7. "Nestes 90 países onde a ONU está levantando problemas ou desafios em relação aos povos indígenas com certeza em nenhum a aituação é tão dramática como no Brasil": comentário de Eneida Soares, poetiza, que se dedica a temas da natureza e dos índios, de Corumbá (MT).

    ResponderExcluir
  8. "Mais de 1 mil indígenas de todas as regiões do mundo estão participando da décima quinta sessão do Fórum Permanente das Nações Unidas para Questões Indígenas": é o que informam agência de notícias como a Reuters.

    ResponderExcluir
  9. "A gente captou por um momento uma transmissão online pelo site webtv.un.org mas a Internet parece que está meio instável e caiu no instante em que índios dos Estados Unidos faziam um depoimento": quem nos mandou esta mensagem é o jornalista Aldo Moreira, do Rio de Janeiro e da universidade federal daquele estado.

    ResponderExcluir

Translation

translation