quarta-feira, 11 de maio de 2016

OBAMA PROCESSADO POR GAROTOS DO MOVIMENTO ECOLÓGICO E DE CIDADANIA NOS ESTADOS UNIDOS


Adolescentes americanos processam Presidente Barack Obama por causa do aquecimento global e ganham apoio da entidade Our Children's Trust


Garotos e jovens comemoram uma primeira decisão favorável da justiça em Oregon


(Na TV Folha Verde News clip sobre nova geração da ciência: teste positivo do avião à energia solar, confira o sucesso do Solarimpulse)



Ana Carolina Leonardi fez a matéria na Superinteressante e a gente acreditava que a notícia iria bombar na grande mídia, o que não rolou. Nesse episódio, vemos que a mídia americana e mundial é similar aos jornais, revistas, rádios e TVs do Brasil que quase nunca noticiam informações de grande impacto ou que envolvam as maiores autoridades e os maiores interesses, no caso, a indústria petrolífera. Isso foi o que comentou o nosso editor de conteúdo aqui no blog da ecologia e da cidadania Folha Verde News: "Dias atrás fizemos aqui mesmo post sobre nova geração da cidadania, no caso, estudantes adolescentes em São Paulo e agora, esta informação confirma a esperança".  Com a melhor expectativa sobre a juventude atual destacamos por aqui hoje que o governo dos States está sendo processado, pela primeira vez, por quem nem nasceu ainda. Quem assina o processo, em nome das "futuras gerações", também não está por aqui há muito tempo: são 21 crianças e adolescentes de 8 a 19 anos que registraram uma ação contra o Barack Obama, presidente dos Estados Unidos, e outras figuras políticas importantes por estar ferindo seu direito à vida, à liberdade e à propriedade, em relação à falta de controle dos problemas climáticos devido ao excesso de CO2. Ana Carolina Leonardi ressalta ainda na Super: estes adolescentes acreditam que os governantes não estão fazendo o suficiente para salvar o planeta do aquecimento global. Sabem bem que as grandes consequências ainda não chegaram e, daqui a um tempo, o problema vai sobrar para eles, no caos socioambiental que os cientistas de mais de 100 países já vêm alertando há tempos.Um dos argumentos do grupo jovem é que as autoridades conhecem os danos potenciais dos combustíveis fósseis há décadas. Pesquisas nos Estados Unidos sobre seus efeitos nocivos têm sido feitas desde 1979  (estudos muito mais velhos que as crianças que acusam agora o governo). Já se sabia que reduzir a emissão desses gases era necessário para dar condições razoáveis de vida a gerações futuras e baseados nisso eles acusam o Estado de estar infringindo seus direitos constitucionais. Barack Obama parece ter ficado surpreso, mas já tinha conhecimento do poder das novas gerações, levando em conta o que acontece em sua casa, com suas filhas. O governo e as poderosas petrolífereas, a indústria de combustíveis fósseis, com lobbies de sucesso em todo o mundo e também por aqui no Brasil, já pediram o arquivamento do caso. O juiz Thomas Coffin, no estado de Oregon, porém avaliou se as gerações futuras tinham o direito de entrar com esse tipo de processo e para alegria dos ecologistas, cientistas e líderes de cidadania concordou com as crianças que sim, uma vez que elas serão muito mais afetadas pelo desequilíbrio climático do que as atuais gerações. Com a decisão sendo favorável em Oregon, as crianças vão ter uma chance de levar o processo a um tribunal de justiça. Mas é evidente e ainda bem que não, elas não estão sozinhas nisso. A ONG Our Children's Trust está por trás do processo, dando um apoio à iniciativa e oferecendo advogados para o grupo. Além disso, o único adulto que assina o processo é James Hansen, um dos cientistas mais famosos do mundo justamente por pressionar as autoridades mundiais por ações maiores e mais urgentes para conter o aquecimento global. 



Tirando por base suas filhas Barack Obama sabe da força da novíssima geração



Fontes: www.superinteressante.abril,com,br
             www.folhaverdenews.com 

8 comentários:

  1. O governo USA alegou que não poderia ser diretamente responsabilizado pelo uso que é feito dos recursos naturais em todo o território americano. Mas existe, no país, a doutrina de "public trust": de acordo com esse conceito, os recursos naturais são de todos e o governo age como "administrador terceirizado" da população. O juíz Coffin decidiu, então, que esses recursos estão sendo mal administrados. Ou seja, o governo está falhando. E concedeu abertura do processo.

    ResponderExcluir
  2. Com a decisão favorável em Oregon, as crianças vão ter uma chance de levar o processo a um tribunal. Mas é claro que elas não estão sozinhas nisso. A ONG Our Children's Trust está por trás do processo, oferecendo advogados para o grupo. Além disso, o único adulto que assina o processo é James Hansen, um dos cientistas mais famosos por pressionar abertamente as autoridades mundiais por ações maiores e mais urgentes para conter o aquecimento global.

    ResponderExcluir
  3. Caso as crianças vençam o processo, o governo americano pode ser judicialmente obrigado a adotar políticas mais agressivas para reduzir o uso de combustíveis fósseis e a emissão de gases estufa. Isso não necessariamente é ruim para o Obama - O Presidente americano apresentou em 2015 o Plano Energia Limpa, que não saiu do papel por oposição do Congresso e da Suprema Corte. Um empurrãozinho poderia ajudar a tirar o projeto do limbo.

    ResponderExcluir
  4. O processo dos adolescentes chamou a atenção da ONU, que convidou uma das assinantes, Victoria Barrett, de 16 anos, para falar no Dia da Terra, 22 de abril. A participação dela foi parte do evento em que 175 países assinaram o Acordo de Paris, em que se comprometem a não deixar que a temperatura mundial suba mais do que 2ºC até o fim do século. Ainda falta a ratificação de pelo menos 55 países, entre eles, os mais poluidores, China e ...Estados Unidos.

    ResponderExcluir
  5. "Mesmo que dê tudo certo e os objetivos ambientais sejam todos cumpridos, cientistas ainda têm dúvidas se a redução de emissão será suficiente para segurar o aumento da temperatura. Alguns acreditam que os danos do aquecimento global já sejam irreversíveis. Nem por isso vale jogar para o alto os esforços internacionais - ou então tudo pode piorar mais e muito mais rápido": é o que comenta Marcos Beluzzo, pesquisador de energias limpas, formado pela Unesp de Bauru (SP).

    ResponderExcluir
  6. Coloque aqui sua mensagem ou a envie para o e-mail da redação do blog navepad@netsite.com.br e/ou mande direto pro nosso editor de conteúdo daqui padinhafranca@gmail.com

    ResponderExcluir
  7. "Esta situação coloca em prova se a democracia dos Estados Unidos se consolidou ou existe só nos discursos e no papel": o comentário é de Abdias dos Santos, de Fortaleza (Ceará), que faz viagens de ecoturismo à ilha Fernando Noronha.

    ResponderExcluir
  8. "O que dá OK nos States costuma dar certo no Brasil e assim é o caso do movimento de cidadania dos estudantes processarem Alckmin por conta dos erros na Educação e Meio Ambiente, também todo o Governo do país pelos mesmos motivos, o Ministério Público ou algum Juiz lúcido acatará": o comentário é de Odair Oliveira, do Rio de Janeiro (RJ), que estuda História na UFRJ.

    ResponderExcluir

Translation

translation