domingo, 12 de junho de 2016

PÁSSARO DE OLHOS AZUIS AVISTADO EM MINAS DÁ ESPERANÇA DE QUE OUTROS ANIMAIS QUE SUMIRAM DO CERRADO NÃO ESTEJAM EXTINTOS


Ornitólogo brasileiro avistou por acaso em uma expedição no interior de Minas Gerais uma espécie de ave que cientistas pensavam estar extinta: outras espécies do Cerrado poderiam ter sobrevivido mesmo com tanta destruição nesse bioma?


Colombina ou Rolinha do Planalto, o pássaro de olho azul (foto Rafael Bessa)


Ornitólogo brasileiro avistou por acaso em uma expedição no interior de Minas Gerais uma espécie de ave que cientistas pensavam estar extinta. Uma espécie rara de ave que cientistas consideravam extinta foi redescoberta graças a um encontro fortuito entre um ornitólogo brasileiro e o pássaro no interior de Minas Gerais, a Colombina ou Rolinha do Planalto, que você está conferindo aqui no blog da ecologia Folha Verde News, em foto de Rafael Bessa. Há 75 anos, esta ave não era avistada na nossa natureza. Desde 1941, a Columbina Cyanopis, ou Rolinha-do-Planalto, como é chamada no Brasil, só podia ser apreciada por meio de espécimes preservadas em museus, empalhadas ou também através de ilustrações. Alejandra Martins deu a notícia na BBC, o G1 destacou também esta informação, assim como também o site Pensamento Verde. Acontece que não se trata somente da curiosidade (um pássaro de olhos azuis), mas encontrar uma espécie que já era tida oficialmente como extinta abre a chance, ainda que remota de terem sobrevivido outras espécies da fauna brasileira já consideradas extintas, algumas com um função ecológica muito intensa, como é o caso do Urubu-Rei. Apenas no caso específico do Cerrado brasileiro, o maior bioma do interior do país, mais de 1.000 espécies desapareceram ou estão no mais alto grau de ameaça de extinção. Para sermos ainda mais precisos, de acordo com o levantamento recente do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, mais de 130 espécies estão ameaçadas de extinção no Cerrado, entre anfíbios, aves, invertebrados aquáticos, invertebrados terrestres, mamíferos, peixes e répteis.

O Cerrado é um bioma que precisa ser recuperado no interior do Brasil


Ocupando cerca de 20% do território nacional, o Cerrado, 2º maior bioma brasileiro,  chama ainda a atenção pela riqueza de sua fauna, flora, pelo seu poder hídrico, nas chapadas estão as nascentes dos os principais rios da bacia Amazônica e dos rios da Prata e São Francisco, por aqui na macrorregião na divisa entre o nordeste paulista e o sudoeste mineiro, exatamente na Serra da Canastra. Não só na região Centro Oeste, o Cerrado faz fronteira com outros biomas importantes, como Amazônia, Caatinga, Pantanal e Mata Atlântica. Com a descoberta do potencial do Cerrado na década de 1970, a região tornou-se a principal área de produção de grãos no país. Com o atual avanço do agronegócio, o problema ficou cada vez mais grave, a pecuária tem sido o principal fantasma da destruição. De forma geral, a ambição econômica sem visão do valor do equilíbrio ecológico transformou as grandes áreas do bioma em plantações "ricas" em agrotóxicos de soja, arroz ou de pastos e capim para criação de gado. A introdução de novas espécies, o uso crescente de agroquímicos e a emissão de gases de efeito estufa, provocaram a intensa modificação no ecossistema e no espaço geográfico da região. Isso porque o Cerrado funciona como uma máquina e até mesmo pequenas explorações no local podem resultar em grandes problemas ecológicos. Problemas monstros.  Estudos realizados pelo Programa Cerrado, da CI-Brasil, indicaram que o bioma corre o risco de desaparecer até 2030, já que o desmatamento chega a três milhões de hectares/ano. Isso equivale a desmatar 2,6 campos de futebol por minuto!...Você viu recentemente por aqui mesmo nesse blog matéria sobre recuperação de terras degradadas. Hoje, segundo o especialista em agrobiologia Eduardo Campello, que é  pesquisador da Embrapa, há pelo menos 140 milhões de hectares em terras degradadas, que podem ser recuperadas e evitarem que nem mais uma árvore de floresta nenhuma seja derrubada. Campello passou todos os dados e informações sobre esta questão em entrevista ao site IHU On-Line que resumimos aqui nesta semana no Folha Verde News: "O Brasil tem a possibilidade de recuperar e reincorporar boa parte dessas áreas degradadas aos sistemas produtivos evitando assim mais desmatamentos". De acordo com ele, já vem sendo feitas em algumas regiões do país tentativas para reverter esse quadro e recuperar alguns do 140 milhões de hectares de áreas degradadas, por  exemplo,  no Centro-Oeste, onde se adotam "sistemas integrados de produção, como a integração lavoura/pecuária/floresta, que também permite reincorporar muitas áreas de pastagem e outras áreas onde houve uma perda da fertilidade do solo, uma perda da resiliência em termos de produção e sustentabilidade". Ainda há esperança de serem reencontradas algumas espécies que estão sumidas ou de voltarem a aparecer outras que estão desaparecidas e ainda na verdade não extintas, mas isso depende principalmente da implantação no Cerrado e em todo o país (que já foi da natureza e hoje é da destruição e da violência), da implantação de um desenvolvimento sustentável com o equilíbrio urgente entre os interesses econômicos com os ambientais, aí sim, poderá ser recuperada a ecologia cada vez mais perdida no Brasil. 



Sumiço de  passarinhos como este (predadores de mosquitos) prejudica a saúde das pessoas e do ambiente

Cachorro-do-mato-vinagre (Speothos Venaticus)
Tipo de cachorro do mato sumido no Cerrado teria sido visto por aqui
Urubu-Rei extinto no Cerrado tinha função importante no ecoequilíbrio


O Tamanduá-Bandeira muito ameaçado, um predador de insetos como formigas


Os últimos Lobos Guarás são vistos como os Reis do Cerrado


2 pássaros de olhos azuis aqui hoje no nosso blog no Dia dos Namorados


Fontes: BBC - G1 - IHU On-Line
             www.pensamentoverde.com.br
             www.folhaverdenews.com

8 comentários:

  1. Só para exemplificar, este cachorro do mato, que está numa das fotos que ilustram nosso post de hoje aqui no blog, teria sido visto em uma das últimas matas nativas de grande porte que restam por aqui no nordeste paulista (perto de Franca, SP) mas a informação ainda carece de confirmação, o que tentaremos fazer junto com biólogos nesta região.

    ResponderExcluir
  2. Bandos de cachorro do mato tipo vinagre teriam sido avistados por um caçador na região, que por razões da legislação atual (caça é crime inafiançável e ainda mais de espécies nativas)não vamos aqui citar o seu nome, mas iremos tentar identificar estes animais raros indo a esta mata com pesquisadores da Universidade de Franca.

    ResponderExcluir
  3. Logo mais por aqui nesta seção de comentários mais informações, coloque desde já aqui a sua mensagem ou aguarde a nossa próxima edição de comentários, participe, opine, comente.

    ResponderExcluir
  4. Você pode também enviar um e-mail para a redação do nosso blog navepad@netsite.com.br e/ou então mandar sua msm direto pro e-mail do nosso editor de conteúdo padinhafranca@gmail.com

    ResponderExcluir
  5. "A implantação de uma agricultura e de uma pecuária que sejam sustentáveis, ecológicas, sem o prejuízo destas atividades econômicas, é algo urgente no país, também no Cerrado, para preservar ou recuperar a ecologia e as espécies nativas": quem comenta é o engenheiro agrônomo José Mendes Paiva, formado pela USP e que informa estar atualmente fazendo uma pesquisa na região de Blumenau em Santa Catarina.

    ResponderExcluir
  6. "Pássaros que comem insetos perigosos também para os seres humanos ou que limpam as áreas florestais ou animais que regulam o sistema ecológico das matas, ao serem extintos aumentam os problemas do ambiente e da saúde no país": comentário de Yuri Mattos, que se formou em Medicina Veterinária na USP e pretende fazer um trabalho voluntário na preservação de espécies da natureza na sua região. Ele vive hoje em Campo Grande (MS).

    ResponderExcluir
  7. "Sim, a imlpantação dum desenvolvimento sustentável, duma economia mais ecológica, pode ajudar mas creio que também precisa haver uma reversão na tendência das pessoas e das sociedades ou sistemas serem cada vez mais desumanos e violentos": comentário de Marcelo dos Santos Pereira, de São Paulo (SP), TI.

    ResponderExcluir
  8. "Curti ver aqui ua série de fotos de animais extintos ou ameaçados de extinção como os personagens da natureza do Cerrado que não podemos deixar ser destruída": comentário de Anali Alves Pereira, de São Bernardo do Campo, que pretende fazer Biologia, de preferência na USP ou na Unicamp.

    ResponderExcluir

Translation

translation