sexta-feira, 29 de julho de 2016

O EXÉRCITO DA TAILÂNDIA ESTÁ ATACANDO O SEU PRÓPRIO PAÍS

Ainda bem que os ataques aéreos desta vez são com bombas de sementes para combater o desmatamento monstro com uma semeadura em massa por aviões de guerra C-130


Aviões C-130 usados em guerra contra o desmatamento

Um projeto sustentável de reflorestamento em massa
 


Na Tailândia, aviões que antes eram usados para atirar minas terrestres no solo, agora estão sendo utilizados para bombardear por todo o país sementes, ou seja em vez de violência, ecologia. A iniciativa pretende ser uma forma de reflorestar em massa o país, bastante devastado. Iniciativas deste tipo que agora bombam na Internet em reportagem do site Hypeness, já haviam sido enfocadas aqui no nosso blog Folha Verde News em experiências positivas realizadas em uns três pontos do interior do Brasil por grupos ambientalistas, agrônomos e técnicos agrícolas, algo que as autoridades governamentais brasileiras deveriam adotar para ajudar a recuperação do equilíbrio ambiental das terras, dos recursos naturais e hídricos, atuando assim em busca de restaurar a ecologia perdida por aqui. No caso da Tailândia, destaque agora em todo o planeta por esta iniciativa, o método da reflorestação aérea foi desenvolvido pelo piloto Jack Walters, da Força Aérea Real Britânica. No entanto também lá a ideia do ex-militar pacifista demorou a ser assimiladas e só foi colocada em prática bem depois pela companhia americana Lockheed Martin, responsável agora pela execução do programa de reflorestamento. Há também na história da ecologia um caso pioneiro deste tipo de reflorestamento aéreo de sementes, o primeiro uso no mundo teria sido em 1930, para recuperar áreas florestais que haviam sofrido com incêndios, no Havaí, Estados Unidos.  O mesmo método também é usado em alguns países da África e agora está sendo definitivamente adotado pela Força Aérea Real da Tailândia. Os aviões do exército do país estão despejando milhares de sementes sobre uma reserva natural em Phitsanulok. A expectativa é de que as plantas cresçam em apenas um ano, renovando o verde do local que sofreu enormes desmatamentos devido a exploração de madereiras e excesso de agronegócios. Até parece o Brasil... A taxa de sucesso de plantações realizadas dessa forma fica em 70%.


Uma operação de guerra pela ecologia da Lockheed Martin

Velhos aviões de bombardeio  C-130 ganharam função ecológica


Ao todo estão sendo plantadas ali cerca de 900 mil árvores por dia utilizando os aviões, que antes eram usados para disparar minas terrestres. As sementes bombas são lançadas em uma espécie de caixa de metal pontiaguda, que permite que elas se enterrem no solo como se fossem plantadas à mão. Cada cápsula destas contém sementes, fertilizantes básicos e um material semelhante a uma esponja capaz de absorver a água da chuva.  Além de combater o crescente desmatamento do país, gerado por uma intensa agricultura  não sustentável e pela extração ilegal de árvores, este reflorestamento monstro também dá um novo uso aos aviões C-130, que haviam sido abandonados após um acordo internacional referendado pela ONU ter decretado o término do uso de minas terrestres na Tailândia. O sucesso desta iniciativa pode fazer com que os governantes brasileiros acatem finalmente esta proposta do movimento ecológico e científico daqui, onde os últimos registros na Amazônia e no Cerrado feitos pela Imazon mostram uma retomada monstro do desmatamento agora em 2106. E você poderá conferir em detalhes o esquema de bombas de semente na Tailândia no vídeo de hoje por aqui na nossa microTV Folha Verde News. Confira.


O desmatamento na Tailândia é do tipo Brasil


Fontes: www.hypeness;com.br
            www.folhaverdenews.com

9 comentários:

  1. Esta semeadura monstro na Tailândia está plantando cerca de 1 milhão de árvores por dia, um processo sustentável e prático que deveria ser utilizado no Brasil também, com urgência, em busca de resgatar a ecologia perdida também em nosso país.

    ResponderExcluir
  2. Existem mais de 40 modelos do Hercules utilizados em mais de 50 nações. Com mais de 50 anos de serviço, a família C-130 estabeleceu um sólido recorde de durabilidade, participando em missões militares, civis e de ajuda humanitária. Agora, na Tailândia, antes usados para espalhar minas de guerra, os C-130 cumprem uma missão ecológica, sustentável, exemplar. E por que não no Brasil onde eles estão sem função?...

    ResponderExcluir
  3. Nos arquivos aqui do blog Folha Verde News você poderá encontrar duas matérias feitas no ano passado sobre o plantio de sementes em massa para combater o desmatamento: já existem aqui esta tecnologia e estes aviões, falta o Governo acordar para a urgência de uma semeadura em massa para uma operação de guerra contra o desmatamento, usando os Hércules C-130 da FAB. Uma função sustentável e de cidadania...

    ResponderExcluir
  4. Você pode colocar aqui nesta seção de comentários a sua mensagem, informação ou opinião sobre esta nossa pauta de hoje: logo mais estaremos fazenmdo uma nova edição de e-mails recebidos.

    ResponderExcluir
  5. Você pode postar direto aqui ou enviar sua msg pro e-mail da redação do blog navepad@netsite.com.br e/ou direto pro nosso editor de conteúdo, podendo também enviar fotos, outros dados e até sugerir novas pautas: padinhafranca@gmail.com

    ResponderExcluir
  6. "O Brasil tem toda a condição de fazer, até em uma escala mais ampla, este bombardeio aéreo de sementes nas regiões mais afetadas pelos crescentes desmatamentos, como Amazônia, Cerrado e por todo o país": comentário de José Pedro Ramos, engenheiro agrônomo que conheceu no Rio de Janeiro, na região dos Lagos, um projeto similar.

    ResponderExcluir
  7. "Vi com atenção o texto e o vídeo aqui neste blog e realmente um plantio em massa de espécies nativas é o caminho para recuperar a ecologia depois de tantos desmatamentos, também aqui em nosso país, onde apesar da campanha do Greenpeace (Desmatamento Zero) este problema só aumenta": o comentário é de Fernanda Parreira, do Rio de Janeiro (RJ), graduada em Geografia pela PUC.

    ResponderExcluir
  8. "Fiquei sabendo também de um outro método acho que tão eficaz como esse da Tailândia, em vez de usar aviões para lançar sementes encapsuladas, usam drones especiais. De toda forma, o replantio em massa e de forma acelerada é urgente também no Brasil": comentário de Maria Elisa Moreno, de família espanhola, residindo atualmente em São Paulo, onde se dedica a artesanato étnico.

    ResponderExcluir
  9. "Espero que o exemplo da Tailândia seja imitado pelo Brasil, não há mais saída, é preciso parar o desmatamento e plantar milhões de árvores a bem da terra e da ecologia brasileira": comentário de José Alves Mendes, advogado de Araxá (MG), que visita direto o Parque Nacional da Serra da Canastra em Minas Gerais, "no meio do meu caminho para a fazenda dos meus familiares".

    ResponderExcluir

Translation

translation