quinta-feira, 11 de agosto de 2016

NASCE MOVIMENTO PARA PLANTIO EM MASSA DE IPÊS EM VOLTA DA ARENA CORINTHIANS EM ITAQUERA SÃO PAULO ONDE ALIÁS A SELEÇÃO DO BRASIL JOGA SÁBADO AGORA


O Ipê Amarelo dá a flor símbolo do Brasil e suas flores podem criar um tapete colorindo as calçadas nas cidades como faz nas matas do país: nesta época agora esta árvore já começa a florir: num site  do Corinthians o torcedor Ragufe propõe arborizar com Ipês Amarelos, Brancos e Roxos em torno da Arena Itaquera a bem também da zona leste da Grande São Paulo

  
A flor do Ipê Amarelo é um marco das nossas matas


Este torcedor corinthiano Ragufe está no Fórum do site Meu Timão nestes dias que antecedem o jogo Brasil X Colômbia pelas quartas de final no futebol da Olimpíada 2016 sugerindo o plantio de Ipês Amarelos, também brancos e roxos em volta do novo estádio do clube. Diante disso, a gente aqui no blog do movimento ecológico, científico e de cidadania Folha Verde News está destacando hoje esta proposta de arborização, algo exemplar, que aliás deveria ser introduzida em outros estádios e em outras cidades, melhorando o visual e a qualidade do ar nestes locais, além de atrair passarinhos e de melhorar o clima ou recuperar um pouco do equilíbrio ecológico no espaço urbano: "A iniciativa do Ragufe merece este destaque porque através do futebol pode sim popularizar o valor das árvores nativas brasileiras, ainda mais hoje em dia, quando o desmatamento e a poluição em todo lugar acabam por prejudicar a saúde do ambiente, das pessoas, diminuindo o prazer de viver", comenta por aqui o editor de nosso blog, o repórter e ecologista Antônio de Pádua Silva Padinha. Para colaborar com a iniciativa oportuna deste torcedor, Padinha divulga a seguir informações e fotos do Ipê que nós captamos na webpágina da ambientalista Nô Figueiredo: "Adoro quando começo a ver as delicadas flores amarelas colorindo a cidade e criando tapetes sobre as calçadas", comenta a blogueira que se liga muito no verde e amarelo da nossa natureza.  Nô Figueiredo reuniu muitas fotos e explicações sobre o Ipê na sua página na Internet A Menina do Dedo Verde. Na sequência, um resumo destes dados para assim ajudar o objetivo de importância ecológica do Ragufe no site dos torcedores corinthianos. Vai, natureza! Vai Corinthians!...



Ragufe faz a proposta ao Corinthians
 Ipê Amarelo, imagem da nossa natureza
Falta árvores em torno da Arena de Itaquera 



"Existem vários tipos de Ipês Amarelos. Aqui em São Paulo, o mais comum é a Tabebuia chrysotricha, que atinge de 4 a 10m de altura, cujo tronco varia de 30 a 40cm de diâmetro e floresce durante os meses de agosto e setembro. Segundo os botânicos, é uma árvore extremamente ornamental, além da beleza, útil para arborização de ruas estreitas e sob redes elétricas em virtude de seu pequeno porte.Durante o inverno, as folhas do ipê-amarelo caem e a árvore fica completamente despida. No início da Primavera, entretanto, ela se cobre inteiramente com sua floração amarela, nos presenteando com um maravilhoso espetáculo. Quanto mais frio e seco for o Inverno, maior será a intensidade da florada", explica prá gente Nô Figueiredo. 



Tabebuia chrysotricha (ipê amarelo) - foto: Nô Figueiredo
Ragufe luta por Ipês em torno da Arena
Tabebuia chrysotricha (ipê amarelo) - foto: Nô Figueiredo
Este tipo de Ipê se adapta ao meio urbano






































No norte do Brasil, especialistas informam que existe um outro tipo de Ipê Amarelo, maior, o Tabebuia serratifolia, que varia de 8 a 20m de altura e tronco de 60 a 80cm de diâmetro, esta espécie vem sendo também muito utilizada nas cidades sem problemas e com vantagens ecológicas. Segundo Harri Lorenzi, durante um  sobrevôo da floresta amazônica esta árvore se destaca demais por ser extremamente bela quando florida, sobressaindo na vegetação entre todas as outras árvores nativas. E Lorenzi ensina que em terrenos brejosos e reflorestamento de áreas ciliares degradadas, como ali em torno da Arena Corinthians na Zona Leste de São Paulo, este tipo de Ipê se adapta muito bem e ajuda o meio ambiente.Através de Nóia Figueiredo, Lorenzi nos informa ainda que existe uma outra espécie ainda maior de Ipê Amarelo, o mais alto de todos os ipês, o Tabebuia vellosoi, com seus 15 a 25m de altura e 40 a 70cm de diâmetro de tronco, que foi escolhido oficialmente por decreto federal como a árvore símbolo do país: ele é mais apropriado para arborização de parque ou praça em locais mais abertos em volta da Arena em Itaquera. Um detalhe: devido à grande procura pelos madeireiros e pela construção civil, esta árvore já está quase ameaçada de extinção. Uma razão a mais para ela vir a ser utilizada na arborização sugerida pelo torcedor corinthiano, iniciativa apoiada aqui por este blog do movimento ecológico.  Um avanço no jogo da nossa vida, carente de mais natureza no dia a dia da realidade: a natureza anda perdendo de goleada da poluição, daí o valor fora do comum desta proposta do Fórum no site Meu Timão. Caso adote e articule esta parceria com ecologistas, mudários, Parque Ibirapuera, poder público, o clube Corinthians dará um grande e exemplar avanço, unindo o esporte à ecologia. (Antônio de Pádua Silva Padinha, repórter e ecologista, editor deste blog).
 


Tabebuia chrysotricha (ipê amarelo) - foto: Nô Figueiredo
Uma das flores mais lindas nas matas nativas do país
.
  

















Fontes: Revista Globo Rural - Jardim de Flores
              Lorenzi, Harri - Árvores Brasileiras
              www.meutimao.com.br
              www.meninadodedoverde.com.br
              www.folhaverdenews.com

10 comentários:

  1. Logo mais, aqui nesta seção de comentários em nosso blog da ecologia, mais informações sobre esta proposta de Ragufe, torcedor do Corinthians em Fórum no site Meu Timão: a de fazer um florestamento de árvores nativas, da espécie Ipê, em torno da Arena do clube em Itaquera e por ali na zona leste em São Paulo (SP).

    ResponderExcluir
  2. Vamos repercutir esta proposta aqui, no site dos torcedores e no Facebook. Vc pode colocar aqui nesta seção o seu comentário.

    ResponderExcluir
  3. Se preferir, mande o seu comentário ou opinião ou mensagem através de e-mail para a redação do nosso blog navepad@netsite.com.br

    ResponderExcluir
  4. Vc pode também contatar o editor de conteúdo do nosso blog, trocar informações sobre esta matéria ou sugerir outras, envie sua mensagem para o e-mail padinhafranca@gmail.com

    ResponderExcluir
  5. "Eu tinha visto no site corinthiano esta proposta do Ragufe e gostado, agora vendo aqui no blog da ecologia, fiquei mais animado ainda": comentário de José Aldo, conhecido como Tiba, que frequenta direto a Arena e mora na Zona Leste em São Pàulo, onde é metalúrgico.

    ResponderExcluir
  6. "Esta proposta do torcedor Ragufe no site dos torcedores Meu Timão depois que saiu matéria aqui no blog da ecologia entrou também no site oficial do clube: a idéia cresce e em resumo é colorir de Ipês Itaquera e a Zona Leste de Sampa a partir da Arena Corinthians": mensagem do editor deste blog Padinha.

    ResponderExcluir
  7. "Poderia ser uma parceria entre o Corinthians, os ecologistas que têm mudas, a subprefeitura da Zona Leste, o departamento de Jardins do Parque Ibirapuera, enfim, tem tudo para dar certo": o comentário é de Geraldo Barros, de São Paulo, morador do Tatuapé, que tem filha que estuda Biologia na USP.

    ResponderExcluir
  8. "A iniciativa de Ragufe e esta matéria aqui mostram que a população, a sociedade civil está mais antenada que as autoridades, os governantes, de repente uma parceria como se fala neste blog pode ser a solução neste caso": comentário de José Hugo Rodrigues, de Ribeirão Preto (SP), TI, atuando em empresas de varejo.

    ResponderExcluir
  9. "Vejo este plantio em massa como uma oportunidade rara de cidadania para um clube de futebol, algo que extravasa o lado comercial e serve ao interesse público": comentário de Helena Fontes, advogada em Juiz de Fora (MG).

    ResponderExcluir
  10. "O Corinthians que deu exemplo na época da Democracia agora pode ser vanguarda em ecologia com esta proposta, parabéns": comentário de Rubens dos Santos Pereira, professor de Educação Física em Campinas (SP).

    ResponderExcluir

Translation

translation