segunda-feira, 31 de outubro de 2016

COM 81 ANOS DE HISTÓRIA O PROGRAMA DE RÁDIO QUE JÁ FOI O MAIS ODIADO DO PAÍS TENTA COMEÇAR UMA NOVA FASE

A Voz do Brasil investe a partir de hoje em novo formato e na cidadania: será que vai mudar a audiência? O país nos tempos da Ditadura odiou este programa: a partir de agora vai começar mesmo uma mudança? Sem mudar a estrutura eleitoral e política quaisquer avanços de comunicação ficam só como marketing





O clássico de Carlos Gomes, som ícone do programa, continuará na abertura, mas a música terá uma nova orquestração, mais atual. "19 horas. Está no ar a sua voz, a nossa voz, a Voz do Brasil": este slogan vai ser reabilitado, mudará a locação, os apresentadores e alguns conteúdos da Voz, buscando uma aproximação maior com a população e uma linguagem de interatividade, essencial na comunicação do rádio atualmente. "O problema não é o programa mas a realidade do país", comenta por aqui no blog da ecologia e da cidadania o nosso editor, o repórter e ecologista Antônio de Pádua Silva Padinha, postando aqui  esta notícia e comentários a partir da informação recebida através de matéria de Marcelo Brandão, repórter da Agência Brasil, que a gente resume a seguir, para nosso movimento ecológico, científico e de cidadania debater este fato. O Brasil precisa mudar a sua estrutura e a sua alma como Nação e não somente a sua voz ou a sua propaganda, De toda forma, cada mudança pode avançar nesse sentido, desde que nosso povo consiga criar um país mais cidadão, mais ético, mais justo, mais sustentável, equilibrando a economia em crise com a ecologia fundamental demais, como um fator de qualidade de vida e um desenvolvimento de verdade, a bem da maioria dos brasileiros e brasileiras, que ainda na prática não têm voz. 
 






A nova logomarca do programa A Voz do Brasil - Divulgação/Agência Brasil
Está mudando também a logomarca do programa A Voz do Brasil
 


Aqui, algumas informações sobre as mudanças da EBC a partir de hoje



O Brasil precisa mudar a estrutura da sua realidade e não só a sua comunicação


É hoje que entra no ar à noite com nova roupagem, o programa A Voz do Brasil, da Empresa Brasil de Comunicação (EBC). Em seu novo formato, o programa de rádio mais antigo do Brasil será mais interativo e próximo do cidadão. Haverá novos quadros, com jornalismo, prestação de serviço e diálogo com os ouvintes. Uma das grandes mudanças será a maior participação da audiência. A ideia é oferecer um programa que lembre menos o formato solene e distante de décadas anteriores e tenha uma linguagem menos formal, mais próxima do cidadão. O programa contará com novos apresentadores, Airton Medeiros e Gláucia Gomes. Os ouvintes poderão tirar dúvidas sobre programas sociais, sobre o trabalho do presidente da República e ministros ou esclarecer informações, como tirar documentos, por exemplo, além de fazer perguntas para os integrantes do Poder Executivo. O programa abrirá canais de e-mail e telefone, além de um número de WhatsApp para interagir com o público. Pelo aplicativo, os ouvintes poderão enviar mensagens para a produção pelo número 61 99862-7345. A Voz da EBC tem especial importância para as regiões afastadas dos grandes centros do país. São nos locais onde as rádios comerciais não investem na informação que o programa cumpre esta função básica. "É a prestação de serviço daquilo que o cidadão precisa na vida dele, lá na cidadezinha onde mora. Precisamos trazer a Voz do Brasil para perto desse cidadão. Essa nova linguagem e as informações essenciais são para que o cidadão possa saber o que o governo federal está fazendo para ele”, acrescenta a nova locutora Gláucia Gomes, prometendo mudanças a bem da cidadania. Vamos conferir e depois comentamos aqui. Mas desde já você pode acessar nessa nossa webpagina alguns comentários, mensagens de internautas e mais detalhes desta informação, de toda forma, algo que precisa mesmo acontecer. Mas o Brasil precisa mudar também junto com  A Voz.  



A gente espera que a nossa população tenha mesmo voz e vez um dia


Fontes: www.agencia brasil.com.br
             www.folhaverdenews.com 

8 comentários:

  1. Este programa de rádio pode ser mais importante do que é, em termos de serviços e de informação para os brasileiros de todas as regiões, mesmo as mais remotas do país. Fundamental é que a realidade mude na sua estrutura, aí o programa terá mais força, cada vez mais.

    ResponderExcluir
  2. "Veiculado diariamente (exceto aos sábados, domingos e feriados) das 19h às 20h, os primeiros 25 minutos são dedicados às notícias sobre o Poder Executivo. As mudanças da nova Voz do Brasil se darão nessa primeira parte do programa. A produção dos demais 35 minutos é de responsabilidade dos Poderes Legislativo e Judiciário. A Voz do Brasil alcança hoje cerca de 60 milhões de brasileiros e é transmitida em todas as emissoras de rádio do país. Este formato de retransmissão tem sido também questionado, ao menos, quanto ao seu horário de emissão, emissoras querem que ele seja ajustado à programação ou aos acontecimentos de cada região.



    ResponderExcluir
  3. "Com 81 anos, A Voz do Brasil é o programa de rádio mais antigo do país e do Hemisfério Sul ainda em execução. Essa marca lhe rendeu um espaço no Guinness Book, o Livro dos Recordes, em 1995. Em julho de 1935 foi criado o Programa Nacional, para divulgação dos atos do Estado novo, da era Vargas.Três anos depois, o Programa Nacional deu lugar à Hora do Brasil, quando passou a ter veiculação obrigatória nas rádios do país, com o horário fixo das 19h às 20h. Em seus primeiros anos, o programa abria espaço para a arte, com execução de músicas e transmissão de radionovelas. O nome A Voz do Brasil foi adotado a partir de 1971. Ao longo dos anos, passou por reformulações. Em 1998, por exemplo, foi incluída uma voz feminina na locução. A abertura do programa, quando uma voz masculina imponente dizia “em Brasília, 19 horas”, tornou-se marca de A Voz do Brasil. Aos poucos, o bordão foi sendo flexibilizado e foram incluídas novas frases de abertura, como “Está no ar a sua voz, a nossa voz, a Voz do Brasil”. Mas, para os fãs do bordão original, uma boa notícia: ele vai voltar.

    ResponderExcluir
  4. "Ao longo destes 81 anos de história, uma das épocas em que o programa mudou foi durante o curto governo de Jânio Quadros (7 meses). Em 1961, o presidente Jânio Quadros costumava usar o programa para transmitir recados escritos por ele de última hora": comentário de Marcelo Brandão, que fez matéria especial na EBC sobre as mudanças na Voz do Brasil.

    ResponderExcluir
  5. Você pode desde já colocar aqui o seu comentário ou a sua informação ou mensagem e opinião aqui nesta nossa seção, Outra opção é você mandar um e-mail com este conteúdo para a redação do nosso blog de ecologia e cidadania navepad@netsite.com.br

    ResponderExcluir
  6. Você, se preferir, pode também entrar em contato com o editor do blog: padinhafranca603@gmail.com

    ResponderExcluir
  7. "Vou ouvir hoje, excepcionalmente, este programa, conferindo o que vai ou não mudar, mas nesse horário ouço quase sempre Na Geral, da rádio Bandeirantes AM, quando estou no trânsito em São Paulo e o humor me ajuda suportar o tráfego cada vez mais congestionado": comentário de Jonas de Almeida Santos, de São Paulo, executivo.

    ResponderExcluir
  8. "Quem sabe esteja começando pela comunicação uma mudança maior no país, concordo que temos que mudar o Brasil como um todo e não só a sua voz": quem comenta é Fabiana Moraes, do Rio de Janeiro (RJ), que se formou em Jornalismo na PUC mas hoje tem uma empresa de design.

    ResponderExcluir

Translation

translation