sábado, 10 de dezembro de 2016

HOMENAGEM A UMA GUERREIRA DA MÚSICA BRASILEIRA E DA CULTURA POPULAR PATRIMÔNIO DO BRASIL E DA BAHIA




Maria Bethânia recebe o título de Doutora Honoris Causa na Universidade da Bahia




Através de Hilza Cordeiro via Rede Bahia fomos informados sobre o título de Doutora Honoris Causa concedido à cantora Maria Bethânia pela UFBA, notícia que está sendo destaque também no site da Agência Brasil, estará em jornais de todo o país e está em especial alegrando Salvador, como diz o jornal Correio: ela foi diplomada pelo reitor João Carlos Salles, da Universidade da Bahia, aplaudida por estudantes, professores, familiares e amigos artistas baianos como Capinam, Tuzé de Abreu e Margareth Menezes. "Este é o aplauso mais caloroso e mais inesperado da minha vida", discursou a cantora Maria Bethânia após ser diplomada Doutora ao final desta sexta feira. Houve também uma performance, com uma rosa sendo entregue à "menina dos olhos de Oyá", agora, Drª Maria Bethânia.

Drª Maria Bethânia Vianna Teles Velloso da Bahia, do Brasil e do mundo

Este tipo especial de honraria é concedida a personalidades que contribuíram para o desenvolvimento das diversas áreas do conhecimento, foi solicitada pelos representantes da Escola de Arquitetura e acatada com unanimidade no Conselho Universitário (Consuni) pelas Escolas de Belas Artes, Teatro, Dança e Música da Universidade da Bahia. A premiação chega no aniversário de 70 anos da instituição, por sinal, a mesma idade de Maria Bethânia hoje e na véspera dos 50 anos do movimento Tropicalista, que mudou os rumos da MPB através do seu irmão Caetano Veloso lado a lado com seu amigo Gilberto Gil. Como uma das requerentes, a professora de Arquitetura Griselda Kluppel, justificou que a "arquitetura é onde se desenvolve a vida humana, na qual a música se faz e se desfaz. A música e a arquitetura dialogam com o seu tempo e vão além dele". O Reitor João Carlos Salles acrescentou que Maria Bethânia atravessa as disciplinas, "ela reinventa a ligação íntima entre a música e a poesia. Por isso mesmo, esse título poderia ter sido dado também ainda pelas nossa faculdades de Letras e Filosofia”. Nos discursos, vários professores relembraram os feitos da intérprete e exaltaram suas distintas formas de expressão, como a plasticidade e a dramaticidade, além do seu papel educativo na difusão da literatura poética. "Bethânia fez o Brasil ser apresentado ao Brasil, recuperando suas raízes, a religiosidade, a legitimidade do povo negro e a cultura do interior", afirmou Meran Vargens, professora de Teatro: "Ela também coleciona feitos como ter sido a primeira mulher no país a alcançar um milhão de discos vendidos com o álbum Álibi". Os líderes do Tropicalismo, seu irmão Caetano, em 1998, e o seu amigo Gilberto Gil, em 2005, já haviam sido homenageados de uma outra forma pela UFBA. Para exemplificar o clima da homenagem agora à Maria Bethânia a professora de Filosofia Marina Gonzalez chegou do Uruguai especialmente para participar do momento. “Ela é um ícone, o título é merecidíssimo pelo seu trabalho cultural no Brasil. O que me comove nela é a humildade e a personalidade, o carisma". No bairro de Canela em Salvador, onde fica a universidade, considerada de ponta no país, um poeta de rua Antonio Passos falou que "Bethânia foi uma das pessoas que colocaram a Bahia assim como Vinicius de Moraes e Jorge Amado no mapa do mundo". 


Arquivo de fotos de Maria Bethânia ontem hoje e sempre para você curtir
 


 








Maria Bethânia Vianna Teles Velloso é natural de Santo Amaro, no Recôncavo Baiano. Participou, na juventude, de espetáculos teatrais e shows musicais que lançaram sua voz  potente e singular. Foi cantando "Carcará" que começou bombando a sua carreira quando, em 1965, substituiu a cantora Nara Leão no espetáculo Opinião, no Rio de Janeiro, ao lado de Zé Keti e João do Vale, que continha críticas à Ditadura Militar então já em vigor. A qualidade de sua interpretação de "Carcará", de João do Vale, lhe deu destaque em todo o planeta. Também ligada à poesia, Bethânia lançou um livro com textos de seus poetas preferidos, entre eles Fernando Pessoa e Castro Alves. A Agência Brasil informa que o título de Doutor Honoris Causa – do latim por causa de honra – é concedido a pessoas que não obtiveram a titulação acadêmica formalmente que porém conquistaram destaque em áreas como artes, ciências, política, causas humanitárias, entre outras, devido às ações e méritos ao longo da sua vida. "Nós aqui do blog do movimento ecológico, cultural, científico e de cidadania nos unimos nesta homenagem à Maria Bethânia, agradecendo a sua luta e o seu talento genial, que enriqueceram o povo do nosso país, que ela transforma em suas canções na nação da poesia em plena realidade de violência que vigora por aqui em todos os lugares e há tanto tempo no Brasil", comentou o nosso editor de conteúdo, o repórter e ecologista Antônio de Pádua Silva Padinha: "Bethânia é um oásis brasileiro", resumiu por aqui Padinha.


Arquivo do nosso blog Folha Verde News do oásis Maria Bethânia

 




 
 

 
Uma homenagem de grande justiça e beleza

  Fontes: www.correio24horas.com.br
             Agência Brasil
             www.folhaverdenews.com

7 comentários:

  1. Logo mais por aqui nesta seção de comentários mais informações sobre esta pauta, que também coloca em discussão a própria música brasileira em todos estes anos e na atualidade.

    ResponderExcluir
  2. Você pode colocar aqui nesta seção a sua mensagem ou então, se preferir, enviar um e-mail para a redação deste blog navepad@netsite.com.br e/ou ainda mande a sua mensagem diretamente pro nosso editor padinhafranca603@gmail.com

    ResponderExcluir
  3. "Concordo com a legenda final desta matéria, que resumiu toda a situação, uma homenagem de grande justiça e beleza. Bethânia merece pelo seu trabalho e seu talento, sua luta": comentário de João Benê, de Salvador (Bahia), produtor cultural que encontrou este post deste blog pesquisando notícias sobre este evento no Google.

    ResponderExcluir
  4. "Ela nos ajuda a escrever a história viva do Brasil com as suas canções e a sua voz": comentário de José Luiz Alves, de São Paulo (SP), empresário de exportação.

    ResponderExcluir
  5. "Maria Bethânia é mesmo um oásis, não deixa de ser uma exceção nesse país onde a cultura popular está sendo aviltada pelo consumismo": comentário de Maria Pereira, de Niterói (RJ), que está em BH no momento estudando Jornalismo na UFMG.

    ResponderExcluir
  6. "Considero Maria Bethânia uma doutora de verdade da música e da vida cultural brasileira": comentário de Laís Alves Ribas, do Rio de Janeiro (RJ), que se formou em jornalismo mas atua como comerciante na orla de Ipanema.

    ResponderExcluir
  7. Confira aqui nesta seção de comentários do nosso blog mais mensagens em nossa próxima edição neste fds, participe vc tb da homenagem à Bethânia.

    ResponderExcluir

Translation

translation