domingo, 15 de janeiro de 2017

A AMAZÔNIA VAI VIRAR UM IMENSO MATO GROSSO? ESTA É A PERSPECTIVA DO AGRONEGÓCIO NO PAÍS

Logística, tecnologia mas também a falta duma gestão governamental e ambiental sustentável na região e em todo o Brasil bancam um aumento do agronegócio na Amazônia a dano da natureza e das comunidades nativas o que está na contramão dum desenvolvimento de verdade capaz de equilibrar os interesses econômicos com os ecológicos


Em resumo um post do site Envolverde informa que na bacia do Rio Tapajós, no coração da Amazônia, pulsa uma tensão explosiva: de um lado, estão projetos de mais de 40 grandes hidrelétricas, rodovias, ferrovias, hidrovias, complexos portuários e tudo mais que um grande corredor de exportação de commodities demandaria, além, é claro, de grandes projetos de mineração. Todos com alto riso e totais ameaças ao equilíbrio ecológico do meio ambiente e justiça socioambiental porque não existe na verdade uma gestão de desenvolvimento sustentável por trás deste projetos grandiloquentes.Do outro, povos indígenas e comunidades tradicionais que ocupam a região há mais de 10 mil anos cujos territórios compõem um dos corredores de florestas com maior diversidade biológica e riqueza socioambiental do planeta. Os conflitos que se estabelecem nesse cenário revelam distintos projetos para o país.  Quando afinal o país vai virar uma nação de verdade? Esta questão cabe também aqui, explicando: se trata dum programa de criação do futuro ou só de ganhos extraordinários e a curto prazo dum setor apenas e do Governo? Nem precisa comentar...

A Amazônia vai virar só um gigantesco pasto com plantio de soja?
Sorriso no Mato Grosso é por enquanto a capital nacional do agronegócio



O que aconteceu com o Cerrado acontecerá com a Amazônia? 

O projeto governamental e dos megaempresários rurais é transformar Manaus (AM) numa nova Sorriso (MT), a capital brasileira do agronegócio, com a maior produção municipal de soja no pais? Por séculos desprezado, o Cerrado se tornou, nos últimos 15 anos, o orgulho do agronegócio brasileiro, atingindo os mais altos índices mundiais de produtividade. Porém, o estado de Mato Grosso, líder absoluto na produção nacional de soja, amargava péssimas condições para o escoamento de suas safras. Era preciso transportar os grãos por milhares de quilômetros em rodovias até o embarque para exportação nos portos de Santos (SP) ou Paranaguá (PR).  Na fronteira norte mato-grossense, o agronegócio nasce, então, ancorado a três sonhos dourados: o asfaltamento da BR-163 (a rodovia Cuiabá-Santarém), a ferrovia que correria paralela à BR-163, já apelidada de “Ferrogrão”, e, o mais audacioso, a hidrovia Teles Pires-Tapajós.  No site Envolverde, uma das fontes de informação desta nossa matéria, você pode ter na íntegra matéria sobre o avanço do agronegócio em contraste com a realidade das comunidades tradicionais amazônicas. Confira. Este tipo de pauta é do maior interesse para o movimento ecológico, científico e de cidadania que, ao contrário da maior parte dos políticos, penam e planejam a criação dum futuro sustentável para o Brasil. Ou a Amazônia vai virar um imenso pasto de gado ou um gigantesco plantio de soja, a dano dos rios, dos povos indígenas e da biodiversidade da nossa natureza?


É possível uma convivência sustentável entre avanço econômico com os ecológico...

...mas não é o que vem ocorrendo em Sorriso e em todo o Cerrado do Mato Grosso...

...e agora o foco do Governo e do agronegócio esta na Amazônia...

Fontes: www.envolverde.com.br
             Cooperação de The Intercept Brasil
             www.folhaverdenews.com

7 comentários:

  1. Esta matéria de hoje do nosso blog da ecologia e da cidadania retrata uma discussão que precisa ser feita com urgência no Brasil e tem a ver também com a urgência da implantação duma gestão governamental e ambiental de desenvolvimento sustentável.

    ResponderExcluir
  2. Sorriso (MT) é reconhecida realmente como capital nacional do agronegócio, título foi conferido por meio de lei publicada em Diário da União pelo fato deste município se tornar o maior produtor brasileiro de soja no bioma Cerrado.




    ResponderExcluir
  3. Este slogan desde há tempos é divulgado com objetivo de "promover o atributo peculiar do maior produtor de grãos do Brasil", mensura um dos artigos da lei publicada no Diário da União.
    Localizado no Médio Norte do estado, Sorriso é o maior produtor individual brasileiro e mundial de soja. Sua área agricultável chega a 633 mil hectares. Só na safra 2011/12 produziu 2,1 milhões de toneladas de soja, conforme o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea). A notícia não cita a destruição do equilíbrio ecológico no Bioma Cerrado ao custo deste desenvolvimento a qualquer custo...


    ResponderExcluir
  4. Logo mais por aqui nesta seção de comentários mais informações: você pode postar aqui a sua mensagem também ou, se preferir, envie um e-mail com este conteúdo para a redação do nosso blog de ecologia e de cidadania navepad@netsite.com.br

    ResponderExcluir
  5. Para participar deste debate você pode também optar pelo envio dum e-mail diretamente para o nosso editor deste blog, comentando, mandando fotos ou mais informações, sugerindo pautas, envie para padinhafranca603@gmail.com

    ResponderExcluir
  6. "Este tema de hoje no blog é superatual e superimportante, dimensionando o desafio que é no Brasil mudar a realidade e o rumo": comentário de João José Ramos, engenheiro agrônomo, que est´´a buscando fazer um trabalho na Embrapa em Brasília (DF).

    ResponderExcluir
  7. "Com tantos problemas na economia, na violência, na administração do país, acho difícil resolver esta falta de gestão pública de desenvolvimento sustentável, realmente, fundamental": comentário de Hermínia Fernandes, de Campinas (SP), promoter.

    ResponderExcluir

Translation

translation