segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

ALÉM DO GANHO AMBIENTAL PREÇO DO PETRÓLEO AGORA FAVORECE A IMPLANTAÇÃO DE ENERGIAS SOLAR E EÓLICA

Energia solar e eólica mais barata do que o petróleo informa José Eustáquio Diniz Alves no site EcoDebate: confira aqui no blog da ecologia resumo desta informação superimportante para a economia e para a ecologia do Brasil 

Uma chance histórica para um avanço das energias limpas Solar e Eólica
 

Na média mundial, o custo de energia está mais nivelado, demonstra também através também de dados estatísticos Dr. José Eustáquio Diniz Alves: "A revolução da matriz energética rumo às energias renováveis ganhou um grande impulso agora, o preço da energia solar, pela primeira vez, ficou igual ou mais barato do que os combustíveis fósseis", informa em seu artigo pesquisador que é ligado ao ENCE e ao IBGE em seu artigo destacado no site nacional de assuntos socioambientais EcoDebate. O Fórum Econômico Mundial (WEF) mostrou que em muitas partes do mundo desde dezembro documentos mostram que o custo das tecnologias renováveis, particularmente a solar (a eólica on shore já estava mais barata antes), o custo caiu para níveis sem precedentes Enquanto o preço global para o carvão e o gás natural é de cerca de US$ 100 por megawatt-hora, o preço da energia solar despencou de US$ 600 uma década atrás para US $ 300 apenas cinco anos depois e agora está perto ou abaixo de US$ 100. Para os aerogeradores eólicos baseados em terra, o preço é de cerca de US$ 50. Uma notícia muito feliz para o movimento ecológico, científico e de cidadania que vem lutando há anos pela implantação de energias limpas como a Solar e a Eólica no Brasil, país que se livrando do Petróleo, terá também menos problemas de poluição, de  CO2 e de  desequilíbrios no clima e no meio ambiente. Enfim, agora nosso país não tem desculpa de custo mais alto das energias limpas, a revolução da matriz energética rumo às energias renováveis ganhou um grande impulso na virada de 2016 para 2017, o preço da energia solar, pela primeira vez, ficou igual ou mais barato do que o dos combustíveis fósseis. O Sol irradia durante 365 dias o equivalente a 10 mil vezes a energia consumida anualmente por toda a população mundial. Assim,  a nossa estrela pode ser a grande fonte de energia renovável de todo o planeta e também, claro do Brasil, um país solar, uma fonte energética abundante, permanente, relativamente limpa e ecológica. O que faltava para o deslanche destas energias renováveis era exatamente o custo de produção. Com gráficos especializados o cientista mostra também que a capacidade instalada global de energia fotovoltaica cresceu mais de 10 vezes na última década. Isso também explica a nova situação, favorável a uma nova estrutura energética, ainda mais por aqui, um dos lugares mais solarizados da Terra. Vale a pena você que é pesquisador ou tem a ver com a área de energia conferir  na íntegra o artigo de José Eustáquio Diniz Alves no EcoDebate. De nossa parte, por aqui no Folha Verde News, temos mais um argumento para cobrar mais ainda das autoridades públicas a implantação das energias Solar e Eólica, vitais para uma gestão pública de desenvolvimento sustentável, capaz de garantir o futuro da nossa vida, do ponto de vista econômico e ecológico. É a boa nova deste começo de 2017 e agora o Brasil não tem mais desculpa...


Dr. José Eustáquio (ENCE/IBGE) dá dados sobre a nova realidade energética
 
 Agora no Brasil não tem mais a desculpa do custo...

...para não se priorizar as Energias Solar e Eólica


Fontes: www.ecodebate.com.br
             www.folhaverdenews.com

10 comentários:

  1. "Assim como a Idade da Pedra não acabou por falta de pedras,a Era do Petróleo chegará ao fim, não por falta de óleo”: comentário de Sheikh Ahmed-Zaki Yamani, citado no artigo de José Eustáquio Diniz Alvez no seu artigo no portal EcoDebate.

    ResponderExcluir
  2. "De acordo com o Fórum Econômico Mundial (WEF), mais de 30 países já alcançaram paridade na rede, mesmo sem subsídios. “Paridade de rede” é o ponto em que uma fonte de energia alternativa, digamos solar, pode gerar energia em um custo nivelado igual ou mesmo menor que o preço do poder da grade tradicional. Isto quer dizer que o crescimento das energias renováveis não depende de uma vantagem de subsídio. Ao contrário, o consumo de combustíveis fósseis recebeu US$ 493 bilhões em subsídios em 2014, mais de quatro vezes o valor dos subsídios dados às energias renováveis", comentário de Dr. José Eustáquio.

    ResponderExcluir
  3. O que faltava para o deslanche da energia solar era exatamente o custo de produção. Dados atuais mostram que a capacidade instalada global de energia fotovoltaica cresceu mais de 10 vezes na última década e atingira 50,6 GW já em 2015.



    ResponderExcluir
  4. Logo mais mais informações nesta seção de comentários, coloque aqui você também a sua mensagem ou opinião: se preferir, envie um e-mail para a redação do nosso blog de ecologia e de cidadania navepad@netsite.com.br

    ResponderExcluir
  5. Você pode também enviar fotos, comentários, sugestão de pautas diretamente pro editor de conteúdo deste blog diretamente pro seu e-mail padinhafranca603@gmail.com

    ResponderExcluir
  6. "Realmente, uma informação da maior importância nesse momento da economia, aqui no nosso país deveria ser prioridade uma nova estrutura de energia mais econômica e mais ecológica, isso iria avançar o Brasil": comentário de Marina Soaresm, advogada pela USP, de São Paulo (SP).

    ResponderExcluir
  7. A gente recebeu um e-mail de Júlio Torres, de São Paulo (SP), economista, uma série de informações que ele colheu para a gente no site Dinâmica Ambiental. A seguir, para você, um resumo destas informações da hora.

    ResponderExcluir
  8. "Ela consiste basicamente em uma forma de energia isenta de gases poluentes associados ao aquecimento global e ao efeito estufa. Para ser considerada energia limpa, ela não pode liberar resíduos durante sua produção e consumo, e nem mesmo apresentar níveis reduzidos destes gases e resíduos. Vantagens das principais fontes de energia limpa, a seguir. Energia solar: por meio de uma célula fotovoltaica, a energia luminosa do Sol é transformada em eletricidade. Um bom exemplo é o uso de placas solares que recebem esta energia e aquecem a água em residências. A principal vantagem é que a utilização de uma fonte de energia que, além de limpa, é inesgotável: o Sol. Outras fontes limpas de energia na sequência.

    ResponderExcluir
  9. "Energia Eólica: utilizando a força dos ventos, a energia eólica é uma fonte limpa bastante popular na Europa. Com a ajuda de cata-ventos de grande porte, o vento aciona um gerador interno que produz corrente elétrica. Energia dos Mares: muito parecido com o processo eólico, este modelo funciona com uma turbina localizada no mar, onde a força das águas aciona o gerador responsável por produz eletricidade. É um modelo ideal para cidades costeiras. Biocombustível: ideal para substituir a gasolina, o biocombustível é obtido do etanol extraído da cana-de-açúcar e outros produtos agrícolas. O Brasil é mundialmente citado como referência neste campo. Biogás: processo que visa substituir o uso de petróleo como matriz energética, é obtido por meio da transformação de lixo orgânico e excrementos animais, que passam por um processo de fermentação controlada em um biodigestor que, por sua vez, gera o biogás como produto final".

    ResponderExcluir
  10. A gente aqui agradece ao economista (e ecologista)Júlio Torres pela colaboração. Paz aí.

    ResponderExcluir

Translation

translation